6 Dicas de planejamento estratégico para empresas

João Jovanaci
O planejamento estratégico para empresas é uma excelente oportunidade para que empreendedores possam reavaliar o posicionamento da empresa, planejar metas futuras e garantir que a empresa possua diferenciação dos concorrentes.
 
Cada vez mais comum em grandes corporações, o planejamento estratégico possibilita a comunicação mais clara dos objetivos da empresa com os seus clientes e colaboradores.

O que é planejamento estratégico?

O planejamento estratégico é um processo diretamente ligado à formulação de objetivos para empresas. Esse processo leva em consideração diversos fatores, internos e externos.

O que um planejamento estratégico deve considerar?

Para que o planejamento empresarial possa alcançar o sucesso desejado é importante que o plano possa considerar algumas questões como:
 
• Análise do ambiente interno
• Análise do ambiente externo
• Definição de metas
• Atenção ao público-alvo
• Indicadores de resultados
• Controle de execução
 
Com essas definições será possível definir um plano estratégico de alta eficiência para sua empresa. O panorama geral obtido após as análises pode ser muito útil da definição de metas futuras.
 
Vamos conferir passo a passo o que considerar durante as análises?

Dicas de planejamento estratégico para empresas

Para que se possa traçar e atingir um objetivo, é preciso planejar antecipadamente o que fazer e como fazer. É preciso identificar quais são os caminhos que deverão ser seguidos para que seja possível atingir objetivos da maneira mais eficiente.
 

Analisando o ambiente interno da empresa

Um ponto super importante do planejamento empresarial está no conhecimento de como funciona a própria empresa, em todos os setores e níveis e operação.
 
A análise do ambiente interno inclui conhecer a fundo todos os recursos da empresa, bem como entender como funcionam os processos administrativo, de vendas, financeiro, marketing, operacional e afins.
 
Questões que envolvem as instalações bem como os equipamentos oferecidos aos colaboradores também podem entrar aqui, assim como questões envolvendo a motivação da equipe.
 
Com esse panorama geral tente criar uma lista com os pontos fortes e fracos que foram identificados.
 
Entre os pontos fortes, podemos incluir tudo que é benéfico para a empresa, como equipe motivada, equipamentos de alta qualidade e processos eficazes.
 
Já os pontos fracos também deverão ser apontados e podemos considerar tudo o que prejudica a empresa em algum momento, seja em qualquer circunstância e qualquer mínimo detalhe. O excesso de burocracia, profissionais sem qualificação e equipamentos antigos são alguns exemplos.

 

meta-financeira-para-empresas

Monitorando o ambiente externo da empresa

As ações da empresa também são reflexos do que acontece no ambiente externo à companhia. Mas o que considerar na análise do ambiente externo?
 
• Crises financeiras
• Criação ou alteração de leis que impactem a empresa
• Mudanças no hábito de consumo do público-alvo
 
Durante a análise é recomendado que se faça a divisão entre macroambiente e microambiente.
 
No macroambiente podemos destacar aspectos que estão mais distantes da companhia, como por exemplo o ambiente político, tributário, econômico e demográfico. Ou seja, aspectos que oferecem maior dificuldade de controle da empresa.
 
Já o microambiente representa questões mais próximas às empresas, como fornecedores, concorrentes, localização e mais.
 
A análise dos ambientes permite encontras oportunidades e ameaças diretas a empresa, o que também colabora para a tomada de decisões e definição de metas.
 

Definindo metas para seu planejamento estratégico

Toda organização que pretende alçar vôos maiores precisa ter metas e objetivos traçados dentro de um plano estratégico empresarial.
 
Podemos citar os objetivos financeiros pretendidos por uma empresa, onde a definição da objetivo final pode ser duplicar o faturamento anual, por exemplo.
 
É importante lembrar que, além dos objetivos, é fundamental traçar metas que possam ser conquistadas a curto prazo e têm como propósito colaborar para que seja possível alcançar o objetivo final.
 

Atenção ao público-alvo

Como é o relacionamento da sua empresa com os possíveis consumidores dos seus produtos ou serviços? Será que sua comunicação atinge realmente quem poderia ser um cliente?
 
Neste momento é importante estudar, pesquisar e principalmente entender quem é o seu público e quais são os hábitos de consumo dele.
 
Dessa forma será possível adequar sua estratégia de comunicação e torná-la mais eficaz no engajamento do consumidor.
 
A principal vantagem em conhecer o seu público-alvo está no fato de estar sempre um passo a frente dos concorrentes.
 
Nós fizemos um artigo bem legal explicando como definir um público alvo, dá uma olhadinha!
 

Indicadores de resultados

Com objetivos definidos é hora de verificar se tudo está saindo conforme o planejado. Nessa etapa você definirá quais as métricas serão analisadas e também os profissionais que estarão envolvidos na análise.
 
Para avaliar o andamento do projeto tente criar cronogramas as metas e os indicadores que deverão compor cada análise em determinado período de tempo.
 
Um dos principais indicadores utilizados para medir desempenho são os chamados KPIs, conhecidos como indicadores de desempenho. Entretanto, existem muitos outros indicadores para análises mais elaboradas, entre os principais estão:
 
• Índice de retenção de clientes (Churn)
• Retorno por investimento (ROI)

Controle de execução

Por último, é preciso garantir que o processo para alcançar os objetivos estejam sendo cumpridos, bem como se os próprios objetivos podem ser alcançados.
 
Nessa etapa é hora de reestruturar o que não estiver dando certo e aprimorar tudo o que contribuiu para as metas. Nesse ponto é onde você identificará quais práticas deram resultado e garantir que se mantenha assim. Por outro lado, métodos que falharam devem ser repensados. Isso inclui também profissionais ligados aos projetos.
 
Para garantir o funcionamento do processo é recomendável que uma pessoa possa ser a referência em casa setor, guiando a equipe e respondendo pelas metas.
 
Aplicando essas dicas você terá um planejamento estratégico completo e poderá aplicar na sua empresa, garantindo bons resultados e estando à frente da concorrência.
 
Gostou das nossas dicas para o planejamento estratégico empresarial? Não deixe de comentar abaixo e compartilhar o conteúdo.

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

João Jovanaci
Sobre o autor
João Jovanaci
Analista de Marketing de Conteúdo na VHSYS, formado em Publicidade, Propaganda e Marketing.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações

FECHAR

VHSYS - Sistema de Gestão Empresarial