Conecte-se ao empreendedorismo

Como abrir um Pet Shop? Veja todos os passos para o sucesso aqui!

Tempo de Leitura: 9 minutos
Como abrir uma peshop
ERP completo +  Conta PJ Integrada + Maquininha Stone com mensalidade zero

Supere seus concorrentes com a Gestão Integrada

Organize suas finanças e aumente suas vendas, tudo em um só lugar!

Se você está pensando em como abrir um Pet Shop, é preciso entender os passos necessários para tirar a ideia do papel e transformar em algo bem estruturado desde o início.

Afinal, por menor que uma empresa seja, quando organizada desde a sua fase inicial, o empreendedor reduz as chances de problemas e abre espaço para se dedicar aos desafios mais importantes da gestão de um Pet Shop.

Como está o mercado pet no Brasil?

O mercado Pet no Brasil pode ser considerado aquecido e cheio de oportunidades, principalmente pelo fato do Brasil ocupar o terceiro lugar no ranking global de países com mais pets, segundo dados de 2021 divulgados pelo Instituto Pet. 

No Brasil há cerca de 149,6 milhões de animais de estimação, ficando atrás apenas da Argentina e do México no ranking mundial. Além disso, em 2021, o mercado Pet faturou R$51,7 bilhões. 

Além da quantidade de pets nas casas brasileiras, notou-se uma mudança de comportamento dos tutores nos últimos anos, que estão valorizando cada vez mais o bem-estar dos animais.

Como abrir um Pet Shop

Para começar o processo de como abrir um Pet Shop, antes das documentações, é preciso criar um planejamento e um modelo de negócio detalhado.

1. Faça o levantamento do capital inicial necessário

Antes de começar a definir estratégias, levante os recursos necessários e disponíveis para abrir a empresa, pois isso influenciará o porte dos investimentos que você poderá fazer.

Além disso, faça uma estimativa precisa dos custos envolvidos para planejar a abertura do Pet Shop de uma forma coerente com a realidade, pois assim é possível evitar surpresas desagradáveis e prejuízos no futuro.

2. Estruture um plano de negócios

Criar um plano de negócios bem elaborado é uma das etapas mais importantes para abrir qualquer empresa de sucesso. 

O plano de negócios é um documento que guia como a empresa irá funcionar, seus diferenciais, padrão de atendimento, valores, objetivos, análise do mercado, público-alvo, produtos e serviços, projeções financeiras, estratégias de marketing, entre muitas outras questões que possam ser relevantes. 

3. Estude e defina seu público-alvo 

Estudar e definir o perfil do público consumidor da empresa faz parte do planejamento de negócio e é uma informação valiosa que influencia a precificação, o mix de produtos ou serviços, entre outras decisões importantes de um negócio. 

Essa atividade envolve conhecer as características dos potenciais clientes, como:

  1. Idade
  2. Renda
  3. Estilo de Vida
  4. Localização
  5. Necessidades
  6. Preferências de compra
  7. Raças dos pets
  8. Entre outras características

Com essa informação em mãos, fica mais fácil e assertivo adaptar os serviços e produtos oferecidos pelo Pet Shop.

4. Faça uma análise de concorrência

Antes de abrir um Pet Shop, é importante fazer uma análise de concorrência para entender o mercado, identificar os principais concorrentes do negócio, avaliar ameaças e oportunidades.

5. Defina os produtos e serviços que irá oferecer

Estude os tipos de produtos, marcas e serviços que fazem sentido oferecer no seu Pet Shop. 

Uma boa tática para decidir o mix de produtos ou serviços é fazer pesquisas com o público-alvo da região onde a loja será sediada, no caso de lojas físicas, para descobrir os serviços que os consumidores mais procuram, os tipos de acessórios que gostam, as marcas de ração preferidas, etc.

Para e-commerces, é possível fazer pesquisas online para entender as marcas mais buscadas para vender, por exemplo.

Outra tática é conversar com veterinários para entender quais as opções indicadas de ração e medicamentos para oferecer no Pet Shop.

Também é preciso definir quais as estratégias por trás dos produtos ou serviços. Por exemplo, se seu Pet Shop tem o intuito de oferecer uma grande variedade de marcas, preços e itens ou se deseja trabalhar com foco nas melhores marcas no quesito de qualidade?

6. Escolha os canais de venda

É importante definir e entender os canais de venda, que podem ser loja física; venda por telefone, WhatsApp ou redes sociais; e-commerce; marketplaces ou aplicativos de delivery como o Rappi. 

Lembrando que é possível escolher mais de um canal de venda. Por exemplo, você pode ter uma loja física, mas também fazer entregas dos produtos por compras feitas via WhatsApp, marketplaces ou aplicativos. 

Expandir a operação, principalmente por plataformas online, requer pouco investimento e ajuda a aumentar as vendas.

7. Pesquise e encontre bons fornecedores

Encontrar fornecedores de confiança para o seu Pet Shop requerer muita pesquisa, reuniões, análises de produtos, avaliação das condições de entregas, entre outras características que possam ser importantes para o funcionamento da sua loja. 

8. Precifique corretamente

É importante precificar os produtos e serviços oferecidos de forma adequada. Para isso, considere todos os custos envolvidos, a margem de lucro desejada, o perfil dos consumidores e os preços praticados pela concorrência.

9. Resolva e mantenha todas as questões fiscais e tributárias em dia

Para evitar problemas com a Receita Federal, é essencial manter todas as questões fiscais e tributárias em dia, como o registro do CNPJ, alvarás, certificado digital, emissão de notas fiscais e pagamento de impostos, por exemplo.

10. Faça um planejamento financeiro a longo prazo

O planejamento e controle financeiro são essenciais para o funcionamento de qualquer negócio. 

É preciso trabalhar com metas bem definidas, entender a entrada e saídas de dinheiro, planejar investimentos, avaliar despesas, ter um bom controle de contas a pagar e receber, entre outras práticas para aplicar nas finanças corporativas.

11. Invista em divulgação e marketing digital

Para atrair clientes, invista em estratégias de divulgação. Isso pode ser feito através de diversos materiais e veículos como:

  1. Criação de identidade visual
  2. Marketing de ponto de venda
  3. Flyers e Panfletos
  4. Divulgação em clínicas veterinárias parceiras
  5. Site da loja
  6. Anúncios digitais no Google Ads ou Facebook Ads
  7. Redes sociais
  8. SMS e e-mail marketing

12. Faça uma boa gestão empresarial

No processo de como abrir um Pet Shop que seja bem-sucedido, é fundamental estruturar uma boa gestão empresarial. 

Isso inclui criar um bom planejamento mensal, semestral ou anual para a empresa, manter uma boa organização financeira, gerenciar o estoque, estabelecer metas e objetivos claros, dar treinamentos para a equipe, além de manter um bom relacionamento com clientes e fornecedores.

O que precisa para abrir um Pet Shop?

Se você está trabalhando em como abrir um Pet Shop, na prática é necessário seguir uma lista de burocracias para dar início ao seu negócio. 

1. Plano de negócios bem estruturado

Antes de começar com a documentação e toda a parte prática de abrir um Pet Shop, é fundamental ter um plano de negócio bem definido com todas as questões que citamos anteriormente. 

Produtos e serviços, canais de distribuição, sócios, pesquisa de fornecedores, localização, entre outras informações importantes que precisam estar devidamente alinhadas para iniciar uma empresa. 

Não é obrigatório ter um plano de negócios para abrir uma empresa, ou seja, nenhum órgão exigirá que você apresente esse guia para obter alguma documentação, mas ter o planejamento em mãos facilitará a sua jornada empreendedora, além de evitar erros ou prejuízos financeiros.

2. Faça a consulta comercial

Procure a prefeitura do seu município para fazer a consulta comercial, que é um processo que aprova o local de funcionamento da empresa, ou seja, verifica se a localização escolhida da loja pode oferecer os produtos ou serviços pretendidos. 

Esse processo também é conhecido como consulta prévia de viabilidade de localização. É muito importante para o Pet Shop que funcionará com atendimento ao público em uma loja física, mas também é interessante para quem atuará exclusivamente no e-commerce checar se o local de estoque está adequado para as atividades pretendidas. 

3. Registro legal (CNPJ)

Criar o CNPJ da empresa é o que registra oficialmente o nascimento da marca. Essa formalização pode ser feita na Junta Comercial do estado ou em algum cartório de registro de pessoas jurídicas.

Antes de seguir com o registro, verifique se já existe alguma empresa registrada com o nome que você escolheu. Você pode fazer essa checagem pela internet, no site da Junta Comercial. Descubra aqui como descobrir se o nome de uma empresa já existe

Segundo o Governo Nacional, os documentos necessários para fazer o registro de empresa são os seguintes:

  1. Requerimento Padrão (Capa da Junta Comercial) – 1 via
  2. Contrato Social, Requerimento de Empresário Individual ou Ata de Assembléia Geral de Constituição e Estatuto – 4 vias
  3. Cópia autenticada do documento de identidade do titular ou dos administradores
  4. Ficha de Cadastro Nacional (FCN) modelo 1 e 2 – 1 via
  5. Pagamento de taxas por meio de Guia de Recolhimento (JC) e DARF (CNE).

O Contrato Social é um documento necessário quando o negócio terá mais de um sócio, pode ser feito com auxílio de um advogado ou um contador. Geralmente, no contrato social consta os dados dos sócios, interesse das partes, objetivo da empresa, a descrição do aspecto societário e a maneira de integralização das cotas.

3. Inscrição Estadual

A Inscrição Estadual é um documento obrigatório para empresas dos setores do comércio, indústria, comunicação, energia e transporte (intermunicipal e interestadual).

A solicitação pode ser feita na Secretaria da Fazenda do seu estado, mas em alguns estados é preciso solicitar a Inscrição Estadual antes do alvará de funcionamento.

4. Alvará de funcionamento  

O alvará de funcionamento permite o funcionamento das atividades no local escolhido. Deve ser solicitado na prefeitura a inspeção no local.

5. Matrícula no INSS

Para os estabelecimentos que contratarão funcionários, é preciso fazer a matrícula no INSS, documento que registra a empresa na Seguridade Social, para a contribuição com a Previdência. 

Na maioria das vezes, essa matrícula pode ser feita junto com o registro da empresa no cadastro CNPJ na Junta Comercial do seu estado ou no Cartório de Pessoa Jurídica.

6. Certificado Digital

Certificado digital é um documento eletrônico que confere a validade jurídica e aspectos de segurança digital em transações digitais para empresas. Mesmo que a sua loja seja exclusivamente física, ainda assim é necessário ter um Certificado Digital para poder emitir notas fiscais.

7. Responsável técnico e registros de estabelecimento do Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV)

Depois de seguir os passos padrões para abrir uma empresa, o segmento de Pet Shop precisa obter alguns documentos específicos, como o registro do estabelecimento no Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV). 

Além disso, todo Pet Shop que comercializa produtos e, principalmente, serviços para animais deve ter um responsável técnico registrado no CRMV. O profissional será o responsável por supervisionar os serviços prestados pelo Pet Shop e garantir que eles estejam em conformidade com as normas técnicas e sanitárias. Além de conferir se remédios e alimentos estão armazenados corretamente de maneira segura. 

Qual o investimento necessário para montar um Pet Shop?

O investimento para montar um Pet Shop no Brasil pode variar bastante, pois depende de diversos fatores, como o porte da loja, a localização, se será uma loja física ou online, os produtos e serviços oferecidos, entre outros investimentos que podem ser feitos.

No entanto, para descobrir o investimento necessário, podemos avaliar alguns dos principais custos que precisam ser considerados:

  1. Espaço físico: a compra ou o custo de aluguel espaço físico para a loja, o que pode incluir também reformas e decorações.
  2. Equipamentos: a compra de móveis e equipamentos necessários para o funcionamento da loja, como bancadas, estantes, computadores, mesas de banho e tosa, entre outros.
  3. Documentação: custos com documentações como registro da empresa, contrato social, registro de marca, alvará, documentação do responsável técnico, etc.
  4. Investimento nos estoques de produtos: compra de produtos como ração, brinquedos, acessórios, produtos de higiene e beleza, medicamentos, entre outros que serão vendidos na loja.
  5. Contratação de funcionários: custo com a contratação de funcionários, como vendedores, responsáveis pela limpeza, banhistas e veterinários.
  6. Marketing: investimento na criação e divulgação da marca do Pet Shop, como a criação da identidade visual, redes sociais, site, anúncios, cartões de visita, panfletos, parcerias com veterinários, entre outros materiais.

O valor total desses custos pode variar muito, principalmente de acordo com o porte da loja e localização, mas podemos estimar que o investimento necessário para abrir um Pet Shop no Brasil pode partir de cerca de R$ 30 mil para lojas de micro ou pequeno porte, podendo chegar a R$ 200 mil ou mais para lojas maiores e mais completas. 

Qual é a média de lucro de Pet Shop simples?

Estima-se que um Pet Shop de micro ou pequeno porte pode trabalhar com uma margem de lucro de 8% a 30% sobre o faturamento bruto, ou seja, para cada mil reais de vendas realizadas, o lucro líquido pode variar entre R$ 80 e R$ 300.

De acordo com uma pesquisa feita pelo IBGE 2021 e divulgada pelo Instituto Pet, um Pet Shop considerado como microempresa, com até quatro funcionários, tem o faturamento mensal de R$ 60 mil a R$100 mil.

Já um Pet Shop de médio porte, de 5 a 19 funcionários, fatura mensalmente de R$ 100 mil até R$250 mil. 

Como divulgar um Pet Shop?

Há várias estratégias para divulgar um Pet Shop, e a mais adequada depende do porte do seu negócio e das características do público-alvo. 

Google Business

O Google Business é uma ferramenta gratuita que permite cadastrar seu Pet Shop no Google Maps, fornecendo informações como endereço, telefone, horário de funcionamento, fotos do estabelecimento e espaço para os clientes avaliarem a loja. Isso permite que outras pessoas encontrem a sua loja quando estiverem buscando por Pet Shop na região.

Redes sociais

As redes sociais são uma excelente ferramenta para se conectar com o seu público e divulgar produtos e serviços do seu Pet Shop de maneira orgânica. É possível criar perfis nas redes sociais que o seu público está, que podem ser Instagram, TikTok, Facebook, entre outras.

Anúncios online

O Google e as redes sociais oferecem a possibilidade de anunciar produtos e serviços para um público segmentado, ou seja, é possível selecionar as características das pessoas que verão os anúncios, baseando-se em critérios como localização, interesses e idade.

Parcerias

Estabelecer parcerias com profissionais, empresas ou ONGs de animais podem ajudar a aumentar o alcance do seu Pet Shop. Por exemplo, você pode ter veterinários parceiros que indicam a sua clínica e, quando o tutor do paciente compra por essa indicação, o veterinário ganha uma comissão.

Sistema de recomendação

Incentive os clientes satisfeitos a indicarem o seu Pet Shop para amigos, vizinhos ou familiares, oferecendo algum tipo de benefício em troca, como descontos em futuras compras, por exemplo. É possível criar um cupom no nome do cliente para saber quem indicou ou algum papel físico. Essa estratégia pode ser muito eficiente, porque a indicação de um conhecido tende a ser mais confiável do que uma propaganda direta, não é mesmo?!

Marketing de influência

Essa ação de marketing consiste em utilizar a influência de pessoas com grande visibilidade nas redes sociais para divulgar o seu Pet Shop. É possível encontrar influenciadores da sua região e que tenham afinidade com o seu nicho de mercado para que eles indiquem os produtos ou serviços do seu negócio.

Anúncios offline

Além dos anúncios online, principalmente para lojas físicas, é importante considerar a divulgação do Pet Shop em anúncios offline, ou seja, panfletos, cartazes, cartão de visita, anúncio em jornal, outdoors, entre outros que possam fazer sentido para o seu negócio.

Participar de eventos

Patrocinar ou expor em eventos do mundo animal da região da loja ajudam a ampliar o alcance da marca e a atrair mais clientes. Feiras de adoção, exposições ou competições de animais são alguns exemplos de eventos.

Quais ferramentas podem auxiliar no seu Pet Shop?

Existem diversas ferramentas que podem ajudar na gestão de um Pet Shop, desde a organização do estoque até o controle das finanças. 

A principal e mais importante dessas ferramentas é o ERP, sigla em inglês para “Enterprise Resource Planning”, que é um tipo de Sistema de Gestão Empresarial que a maioria das empresas possui, independentemente do porte, justamente pelo ERP ter praticamente todas as principais funcionalidades que uma loja precisa para funcionar.

Por exemplo, no sistema de gestão empresarial é possível encontrar todas essas funções:

  1. Controle de estoque
  2. Gestão de vendas
  3. Gestão financeira
  4. Gestão de lote e validade de mercadorias
  5. Controle da quantidade mínima e máxima de itens no estoque
  6. Cadastro de clientes
  7. Emissão de todos os tipos de notas fiscais
  8. PDV para agilizar as vendas de frente de caixa
  9. Entre outras funções que integram os principais setores da empresa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de gestão online

Preencha os dados para iniciar
seu teste grátis de 7 dias no ERP vhsys.

Sistema de gestão online

Experimente grátis por 7 dias!