Empréstimo e crédito para microempreendedor individual (MEI)
Fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial
Gestão do Negócio

Empréstimo e crédito para MEI

Empréstimo crédito MEI

Ter um negócio próprio não é uma tarefa fácil. Quando se é um microempreendedor individual (MEI) toda a responsabilidade da gestão da empresa geralmente fica concentrada apenas em uma pessoa, que deve assumir muitos compromissos: controlar as despesas e gastos, monitorar quanto dinheiro está entrando e saindo, pagar as contas e receber o que lhe é devido, acompanhar o faturamento e o lucro e realizar tantos outros cálculos para saber se a área financeira está sadia ou não. Pior é quando a conta não fecha: você não tem capital de giro para fazer seu empreendimento funcionar e as dívidas começam a se acumular.

Após investir tanto na sua empresa, tem um momento no qual possivelmente será necessário buscar um dinheiro extra, seja para manter ou alavancar de vez seu negócio. Confira agora algumas opções que o MEI pode recorrer para conseguir crédito:

Bancos privados e públicos

Diversas instituições financeiras, sejam privadas ou públicas – como a Caixa Econômica Federal, o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e o Banco do Brasil – possuem linhas de crédito voltadas aos microempreendedores individuais. Cada agente oferece condições diferentes (valores, juros, prestações, normas para autorização da operação e outras variáveis), por isso é importante realizar uma pesquisa detalhada de cada opção antes de concretizar o negócio. Avalie qual das ofertas atende suas necessidades e cabe nas expectativas de venda do seu MEI, para que você não corra o risco de se endividar e não conseguir pagar as cobranças.

Alguns documentos solicitados pelas instituições para avaliar o financiamento são o Certificado da Condição de Microempreendedor Individual – CCMEI (emitido no Portal do Empreendedor), o CNPJ da empresa e o RG, CPF e comprovante de residência do empreendedor. No entanto, outros registros podem ser pedidos pelos agentes para analisar a saúde financeira da empresa antes autorizar ou não o crédito.

Microcrédito

É uma alternativa também proporcionada por bancos e outras instituições financeiras: um empréstimo geralmente feito com valores menores, crédito mais ágil e menos burocrático, com ausência de garantias reais, e baixo custo de transação. No entanto, geralmente o relacionamento entre os agentes e as empresas é bem próximo, com os credores acompanhando de perto o desenvolvimento do negócio e oferecendo assessoria empresarial, se necessário.

Os recursos desta modalidade são oferecidos com a finalidade de financiar capital de giro e a compra de máquinas, equipamentos, insumos, materiais e outros tipos de investimentos produtivos fixos. Como no caso acima, é importante conferir cada proposta antes de aceitar as condições, evitando assim problemas futuros.

Aumente a produtividade da sua empresa com o sistema de gestão do VHSYS

Financiamento coletivo

Essa é uma modalidade alternativa para angariar recursos para seu MEI, funcionando da seguinte maneira: você inscreve sua ideia de negócio em uma plataforma online que realiza esse serviço e qualquer pessoa física ou jurídica que se interessar pela proposta pode financiá-la, recebendo alguns incentivos e brindes de acordo com os valores ofertados. No entanto, há um tempo limite para que as doações sejam realizadas – se o prazo for ultrapassado sem que a quantia total seja arrecadada, todo investimento volta para quem o ofereceu.

Essa modalidade foi regulamentada pela Comissão de Valores Mobiliários em 2017. De acordo com a instrução CVM 588, empresas com receita anual de até R$ 10 milhões podem recorrer ao financiamento coletivo para captar até R$ 5 milhões, no prazo máximo de 180 dias – isso sem precisar de registro de oferta e de emissor na Comissão.

Investimentos

Se a sua empresa traz uma ideia inovadora (mesmo ainda direcionada às atividades permitidas ao MEI), com alto potencial de crescimento e replicação, ela pode despertar o interesse de um investidor. Esse agente busca negócios com grande chance de alcançarem uma grande parcela de mercado, mas que precisam receber um empurrãozinho financeiro para isso, e dá esse incentivo com o intuito de obter lucro quando esse empreendimento deslanchar.

Existem várias modalidades de investimento, que ocorrem em diferentes fases da empresa que deseja ser aportada: desde as que estão em fase inicial, com uma ideia inovadora; com os processos e planejamento mais definidos; ou então com o empreendimento mais amadurecido. No entanto, para receber um aporte em todos os casos, o empreendedor precisa saber “vender” seu negócio, ou seja, convencer o investidor de que seu produto ou serviço merece o dinheiro dele.

Orientações para fazer um empréstimo

Antes de efetuar qualquer financiamento, a recomendação é, primeiramente, analisar bem a situação financeira do seu negócio. É imprescindível saber como anda a saúde desta área em primeiro lugar, para então saber se realmente é necessário procurar um empréstimo e, se for o caso, definir qual o valor do crédito que irá suprir suas necessidades e onde esta quantia será investida. Na hora de escolher a modalidade, sempre pesquise detalhadamente suas possibilidades – os prazos, juros cobrados, tarifas adicionais e condições especiais – e verifique qual delas mais se adapta à sua realidade.

Cuide do financeiro do seu MEI

Como visto, é importante realizar um bom acompanhamento financeiro do seu negócio antes de se conseguir um empréstimo. Saber os valores que estão sendo contabilizados no caixa e os recursos que estão sendo investidos, administrar as contas a pagar e receber, verificar o faturamento e avaliar se sua empresa está dando lucro ou encontra-se no prejuízo – são tantas anotações e cálculos que é fácil perder o controle, especialmente se você ainda utiliza métodos manuais como planilhas e cadernos para fazer essas tarefas.

Um sistema de gestão online pode te ajudar a cuidar do financeiro do seu MEI, pois as operações se tornam mais práticas e rápidas com a automatização desse processo. O cadastro dos dados e a visualização das informações são realizadas com apenas alguns cliques, economizando assim seu tempo e agilizando as atividades.

O sistema VHSYS tem um módulo específico para a gestão financeira do seu negócio, trazendo recursos para realizar operações como fluxo de caixa, contas a pagar e receber, conciliação bancária, emissão de boletos e recibos e muitas outras tarefas. No software ainda é possível fazer o controle das áreas de vendas e faturamento, estoque, compras e serviço, sendo assim uma solução completa para a gestão do seu MEI.

Além disso, você pode adquirir alguma ferramenta da exclusiva loja de aplicativos, potencializando ainda mais os recursos do sistema e facilitando as operações do dia a dia da sua empresa.

Cuide do financeiro – e de todas as áreas – do seu MEI e teste gratuitamente o sistema VHSYS.

Rosana Moraes
Sobre o autor
Rosana Moraes
Assistente de Marketing de Conteúdo na VHSYS. Formada em Jornalismo pela PUCPR, com especialização em Mídias Digitais pela Universidade Positivo.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais

Espere, não vá ainda!

Informe seu nome e e-mail e receba um teste gratuito.