Conecte-se ao empreendedorismo

Crédito para microempreendedor individual (MEI): conheça as opções

Tempo de Leitura: 5 minutos
Conheça as opções de crédito disponíveis no mercado para MEI - microempreendedor individual.
crédito para microempreendedor individual
ERP completo +  Conta PJ Integrada + Maquininha Stone com mensalidade zero

Supere seus concorrentes com a Gestão Integrada

Organize suas finanças e aumente suas vendas, tudo em um só lugar!

Se você é um microempreendedor individual (MEI) sabe mais do que ninguém que construir seu próprio negócio é uma jornada repleta de desafios e incertezas, não é mesmo?!

Afinal, a responsabilidade da gestão cai frequentemente sobre uma única pessoa, que precisa lidar com várias tarefas, desde controlar despesas e gastos até monitorar o fluxo de caixa, pagar contas, acompanhar o faturamento e tentar bater metas de capital de giro.

Para lidar com todos esses desafios de pagar as contas, manter o negócio ativo ou investir no seu crescimento, existem opções de crédito para microempreendedor individual que podem ajudar a impulsionar a empresa – mesmo que ela tenha um porte pequeno – e é sobre isso que vamos falar a seguir!

Como funciona o crédito para microempreendedor individual?

O crédito para microempreendedor individual oferece a possibilidade de obter um valor extra ou antecipado para investir no negócio. 

As opções de empréstimo podem variar de acordo com as condições e requisitos de cada instituição financeira. Por isso, é importante realizar uma pesquisa detalhada antes de tomar uma decisão, avaliando as taxas de juros, prazos e condições oferecidas por cada uma. 

Porém, de forma geral, o crédito para microempreendedor individual funciona da seguinte maneira:

  1. Avaliação de requisitos e documentação: cada instituição financeira possui suas regras para avaliar a aprovação do crédito para um microempreendedor. 

Geralmente, é exigido o registro do MEI, comprovante de faturamento, documentos pessoais do empreendedor, comprovante de residência, entre outras comprovações para mostrar histórico de pagamentos ou vendas, tempo de existência do CNPJ, bens que serão dados como garantia, etc.

  1. Análise de crédito: com todos os documentos em mãos, a instituição financeira realizará uma análise de crédito para avaliar a capacidade de pagamento e o risco de conceder o empréstimo. 
  2. Contrato e liberação do crédito: se aprovado, será feita a elaboração do contrato de empréstimo, que incluirá as condições, prazos, taxas de juros, garantias (se houver) e demais informações relevantes.
  3. Pagamento e quitação: durante o prazo acordado, o MEI deverá efetuar os pagamentos mensais das parcelas do empréstimo, que incluem os juros e o valor principal. O não cumprimento dessas obrigações pode resultar em penalidades, inadimplência, entre outras dificuldades futuras para obter crédito.

Quais são os créditos disponíveis para MEI?

Existem diversas opções de crédito disponíveis para microempreendedores individuais, as principais são:

1. Bancos privados e públicos

Tanto bancos privados quanto públicos, como o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) e o Banco do Brasil, oferecem linhas de crédito voltadas especificamente para MEIs. 

Na maioria das vezes, são processos burocráticos e com muitas etapas de aprovação. Porém, cada instituição possui condições e requisitos específicos, por isso é sempre importante avaliar cada possibilidade antes de tomar uma decisão.

Os formatos de empréstimos mais comuns nos grandes bancos tradicionais são os investimentos a longo prazo ou empréstimos com garantias – tipo de crédito para microempreendedor individual em que o MEI oferece um bem, pode ser um carro ou imóvel, como garantia para obter o crédito.

2. Microcrédito

O microcrédito é uma alternativa de empréstimo com valores menores e menos burocracia. Geralmente, o relacionamento entre o MEI e o credor é mais próximo, com acompanhamento do desenvolvimento do negócio e assessoria empresarial, se necessário. 

Esses recursos podem ser utilizados para financiar o capital de giro, a compra de equipamentos, insumos e outros investimentos produtivos.

Um exemplo de empresa que indica opções de crédito é o ERP vhsys. O sistema de gestão facilita a comprovação de histórico de pagamentos e vendas para agilizar a aprovação de crédito para microempreendedor individual nas instituições parceiras.

Botão fale com a equipe vhsys para o whats

3. Antecipação de recebíveis

A antecipação de recebíveis é uma forma de empréstimo em que um empreendedor pode receber o dinheiro previsto das vendas antes da data de pagamento combinada com seus clientes.

Por exemplo, se a sua empresa fez uma venda parcelada, ela pode escolher antecipar o recebimento do dinheiro em alguma instituição financeira pagando algumas taxas para quem forneceu a antecipação de recebíveis. 

Essa prática é muito comum para empreendedores que trabalham com vendas a prazo ou serviços de cobrança recorrente (como escolas com mensalidade, prestadores de serviços que trabalham com contrato, entre outros).

4. Financiamento coletivo

O financiamento coletivo é uma modalidade alternativa para obter recursos para MEI. Na maioria dos casos, o empreendedor inscreve sua ideia de negócio em uma plataforma online e pessoas físicas ou jurídicas interessadas podem contribuir financeiramente, recebendo incentivos e brindes de acordo com o valor doado. 

O financiamento coletivo é muito comum no meio artístico (cantores, escritores, podcasters, etc.) e de jogos. Algumas plataformas muito utilizadas para receber o investimento são a Apoia-se e o Catarse. Porém, a divulgação do projeto para receber o crédito é responsabilidade do empreendedor.

Para MEIs focados em business, é mais comum encontrar oportunidades de financiamento coletivo em universidades, eventos e rodadas de negócios. 

5. Investimentos

Para negócios que representam uma ideia inovadora com potencial de crescimento, é possível despertar o interesse de investidores que buscam empreendedores com grande chance de alcançar uma parcela significativa do mercado e estão dispostos a fornecer o apoio financeiro em troca de retorno lucrativo.

Como fazer um empréstimo sendo MEI?

Antes de solicitar um empréstimo, é recomendável avaliar cuidadosamente a situação financeira do seu negócio, entender como o valor obtido será utilizado e, principalmente, pago futuramente.

Portanto, entenda se é realmente necessário buscar crédito e faça um plano detalhado para investir esse valor com cautela. Também realize uma pesquisa detalhada sobre as modalidades disponíveis, considerando prazos, taxas de juros e outras condições para escolher a opção mais adequada a realidade da sua empresa!

5Cs do crédito para MEI

Geralmente, para obter crédito sendo microempreendedor individual, é preciso considerar os 5Cs do crédito, teoria muito utilizada no mercado financeiro.

  1. Caráter: etapa em que é preciso apresentar confiança e reputação. As instituições financeiras analisam se o empreendedor tem um histórico de cumprimento de suas obrigações financeiras, como pagamento de contas e empréstimos anteriores. 
  2. Capacidade: capacidade de pagamento do MEI. Nesse quesito, as instituições conferem a renda e o faturamento do negócio para determinar se o MEI terá recursos suficientes para pagar as parcelas do empréstimo. Então, é importante demonstrar que a empresa é capaz de gerar receitas suficientes para cobrir as despesas ou apresentar alguma garantia, como imóvel ou carro.
  3. Capital: são os recursos próprios do MEI, quanto maior for o capital próprio investido, maior será a confiança da instituição financeira na capacidade do empreendedor de lidar com as obrigações financeiras.
  4. Colateral: o colateral é um bem ou garantia oferecida em caso de inadimplência. Pode ser um imóvel, veículo ou outro ativo de valor que sirva como uma forma de proteção para a instituição financeira, caso o MEI não consiga pagar o empréstimo. A existência de garantias pode facilitar a decisão da instituição financeira e reduzir as taxas de juros oferecidas.
  5. Condições: é o contexto econômico que pode impactar o pagamento do empréstimo. Nesse caso, as instituições avaliam fatores externos, como a situação econômica do país e do setor de atuação do MEI. 

Atenção ao planejamento financeiro antes de pegar crédito

É primordial manter um bom controle financeiro do seu negócio antes de solicitar um empréstimo para poder comprovar pagamentos, histórico de vendas, conformidade fiscal, entre outras questões necessárias.

Portanto, tenha um bom registro e acompanhamento das suas finanças mesmo sendo MEI. Emita notas fiscais corretamente, faça conciliação bancária, administre contas a pagar e receber, entre outras atividades da rotina financeira de qualquer negócio. 

Utilizar um sistema de gestão online, como o ERP vhsys, pode facilitar essas atividades automatizando processos e fornecendo recursos como fluxo de caixa, emissão de notas, criação de relatório, conciliação bancária e emissão de boletos.

Controle financeiro vhsys para quem é MEI

Controle financeiro não é só para grandes empresas! Microempreendedores individuais também precisam cumprir com suas obrigações fiscais e tributárias, além de administrar bem as finanças para lucrar e manter o negócio em crescimento.

É por isso que o ERP vhsys oferece planos especiais para MEIs, dessa forma os empreendedores conseguem emitir notas fiscais, ter histórico de contas a receber e a pagar, gerenciar vendas de produtos e serviços, entre muitas outras tarefas financeiras que precisam estar em ordens tanto para o bom funcionamento do negócio como para obter crédito!

O ERP vhsys é uma solução completa para ajudar o MEI a otimizar seu tempo, tomar decisões mais informadas e manter suas finanças em ordem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de gestão online

Preencha os dados para iniciar
seu teste grátis de 7 dias no ERP vhsys.

Sistema de gestão online

Experimente grátis por 7 dias!