Conecte-se ao empreendedorismo

Rotinas financeiras mais importantes de uma empresa

Tempo de Leitura: 5 minutos
ERP completo +  Conta PJ Integrada + Maquininha Stone com mensalidade zero

Supere seus concorrentes com a Gestão Integrada

Organize suas finanças e aumente suas vendas, tudo em um só lugar!

Você sabe por que rotinas financeiras são tão importantes? Já teve a sensação de que a sua empresa está nadando contra a correnteza quando se trata de finanças? Pois essa sensação é comum em muitos negócios! É preciso muita organização, planejamento e processos bem definidos para dominar a “montanha-russa” que a gestão financeira pode se tornar com a falta de controle.

Por isso, estabelecer rotinas financeiras é fundamental para ter um melhor controle sobre as finanças, prever situações de crise, tomar decisões mais embasadas sobre investimentos e gastos e, principalmente, manter a saúde financeira e garantir o crescimento de toda empresa. 

O que são rotinas financeiras?

Rotinas financeiras são um conjunto de atividades que devem ser feitas regularmente pela gestão a fim de manter o controle e a organização das finanças em toda a empresa.

Por que desenvolver rotinas financeiras no negócio é importante?

Implementar rotinas financeiras no seu negócio ajuda a manter um controle preciso e seguro das finanças. 

Trabalhar com rotinas financeiras significa ter um fluxo de caixa atualizado diariamente, um controle de contas a pagar organizado e um planejamento de investimentos, por exemplo. Dessa forma, é fácil identificar qualquer problema e tomar medidas para corrigi-lo no tempo certo.

Tipos de rotinas financeiras

Para organizar o setor financeiro do seu negócio, evitar problemas e auxiliar a empresa a crescer, a seguir estão as principais e mais importantes rotinas financeiras para implementar na sua gestão.

Planejamento financeiro

O primeiro passo para organizar qualquer setor de um negócio é começar pelo planejamento para definir metas e objetivos, identificar problemas e oportunidades, além de criar uma plano de ações estratégicas.

  1. Defina metas financeiras específicas;
  2. Analise os custos e receitas da empresa;
  3. Defina orçamento para custos, despesas e investimentos;
  4. Crie um plano de ações com base nas suas metas;
  5. Defina as rotinas financeiras que devem ser melhoradas ou criadas;
  6. Monitore o desempenho financeiro regularmente;
  7. Realize análises e ajustes no plano financeiro conforme necessário.

Fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma das rotinas financeiras mais importantes de toda empresa, pois se trata do monitoramento das entradas e saídas de dinheiro em um determinado período. É o registro de todas as transações: pagamentos de clientes e fornecedores, despesas e investimentos.

Para ter um fluxo de caixa saudável e com saldo positivo, é importante monitorá-lo frequentemente e com precisão. Assim é possível tomar decisões com mais segurança através de dados reais da empresa.

Para essa rotina financeira funcionar corretamente, é importante trabalhar com um sistema de gestão que integre todas as áreas da empresa, como vendas, estoque e financeiro, para que todas os pagamentos, compras, vendas, antecipação de recebíveis, entre outras movimentação sejam registradas corretamente e os gestores possam emitir relatórios detalhados de tudo.

Com base no fluxo de caixa, analisando as vendas, as despesas e o saldo da empresa, fica mais fácil planejar as atividades financeiras, como investimentos em estoque ou aquisição de novos equipamentos, por exemplo.

Gestão de contas e pagamentos

O processo de contas a pagar e receber também é rotina financeira que, quando não organizada ou aplicada na empresa, pode gerar muitos problemas e prejuízos. 

É imprescindível que o time financeiro tenha um calendário e procedimentos bem definidos para gerenciar o pagamento de todas as despesas, além de garantir o recebimento das contas a receber. 

Aqui estão alguns passos essenciais para implementar a rotina de gestão de contas e pagamentos:

  1. Analise suas despesas e identifique contas fixas e variáveis, como aluguel, energia, internet, fornecedores, salários e outros custos.
  2. Com todas as contas fixas e variáveis em mãos, defina prioridades e monte um calendário para não esquecer dos prazos de pagamento ou prazos de negociação.
  3. Utilize ferramentas de controle financeiro, como softwares, para manter tudo organizado e registrado.
  4. Faça conciliação bancária para verificar se todos os pagamentos foram registrados corretamente e se há divergências ou fraudes.
  5. Adote políticas de pagamento que priorizem um fluxo de caixa positivo e evite atrasos ou juros desnecessários.

Controle bancário

A rotina de controle bancário exige monitorar e gerenciar as movimentações financeiras da empresa em relação às suas contas bancárias. Isso envolve o registro e a conferência de todas as movimentações financeiras feitas pela empresa, como depósitos, transferências, pagamentos e recebimentos.

O controle bancário, também conhecido como conciliação bancária ou DRE gerencial, é importante para a precisão e a confiabilidade dos registros financeiros a fim de identificar problemas de fluxo de caixa, evitando atrasos, falha nas informações registradas ou falta de recursos.

Contabilidade da empresa

Controlar toda a contabilidade da empresa é primordial para manter a ordem fiscal e tributária, evitando problemas e multas. 

Mesmo que você conte com a assessoria de um contador especializado, é muito importante se responsabilizar por manter todos os documentos, notas fiscais e registros organizados para que todas as obrigações da empresa sejam revisadas e cumpridas corretamente.

Gestão de riscos

A gestão de riscos é a rotina financeira que identifica e analisa possíveis riscos que afetam o negócio, além de ajudar a definir o que pode ser feito para minimizar ou gerenciar os riscos mapeados.

É uma atividade muito importante de gestão, pois ajuda a empresa a estar preparada para situações difíceis.

Para aplicar o gerenciamento de riscos, você pode:

  1. Fazer uma análise para encontrar possíveis ameaças e pontos fracos internos e externos.
  2. Priorizar os riscos identificados e analisar as suas possíveis consequências.
  3. Criar planos de ação para lidar com cada um dos problemas mapeados.
  4. Monitorar a implementação e eficácia das ações determinadas.
  5. Criar um calendário de análises e ações para que tudo seja monitorado com frequência. 

Gestão de Estoque

A falta de uma boa gestão de estoque pode gerar diversos prejuízos financeiros, como falta ou perda de produtos, falta de informações que podem contribuir para uma administração mais estratégica, atraso nos pedidos para fornecedores, entre outras situações. Por essas razões, é importante que o estoque seja um setor extremamente organizado e com rotinas definidas.

As rotinas mais importantes na gestão de estoque são:

  1. Monitoramento do giro de estoque: monitore constantemente a entrada e saída de produtos no estoque para, quando for necessário, fazer ajustes nas estratégias de vendas e na reposição de mercadoria.
  2. Avaliação da curva ABC: identifique os produtos com maior e menor saída para planejar melhor a compra ou produção de produtos.
  3. Controle da quantidade mínima e máxima de estoque: defina um calendário de reposição de estoque, levando em consideração a quantidade das mercadorias em estoque, a sazonalidade e a demanda do mercado.
  4. Organização e negociação de pedidos feitos com os fornecedores: organize a prioridade e as datas de reposição de estoque para não ficar sem produtos e ainda ter tempo para negociar com os melhores fornecedores.

Como facilitar a aplicação de rotinas financeiras na prática

Para implementar rotinas financeiras com eficiência é preciso utilizar estes fatores a seu favor: organização, treinamento, tecnologia, avaliação e persistência.

  1. Organização é sobre definir o que deve ser feito; criar planejamentos, calendários e políticas dos processos; estabelecer prazos e metas e padronizar procedimentos. 
  2. Treinamentos: compartilhar conhecimento, mostrar como deve ser feito e fazer testes com toda a equipe para garantir que todos estejam alinhados.
  3. Utilize ferramentas que facilitam as rotinas financeiras: no setor financeiro é importante contar com ferramentas seguras, que registrem as informações com precisão e automatizam processos, como a emissão de boletos ou a conciliação bancária para reduzir erros e agilizar o processo. 
  4. Analise os processos e insista na rotina: faça uma avaliação de como as rotinas financeiras estão sendo aplicadas ou evoluindo. Confira o que pode ser ajustado e o que deve ser mantido. Além disso, às vezes é difícil manter uma rotina organizada, então é necessário persistir na execução da atividade. 

Quer saber mais sobre a gestão financeira de uma empresa? Clique aqui e aproveite os conteúdos exclusivos do blog vhsys! 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de gestão online

Preencha os dados para iniciar
seu teste grátis de 7 dias no ERP vhsys.

Sistema de gestão online

Experimente grátis por 7 dias!