Conecte-se ao empreendedorismo

Como gerar boleto bancário? Guia completo

Tempo de Leitura: 9 minutos
gerar boleto
ERP completo +  Conta PJ Integrada + Maquininha Stone com mensalidade zero

Supere seus concorrentes com a Gestão Integrada

Organize suas finanças e aumente suas vendas, tudo em um só lugar!

Aprender a gerar boleto bancário e administrar cobranças é uma tarefa essencial da jornada de todo empreendedor. Afinal, os boletos são um dos meios de pagamento mais utilizados no mercado de serviços, produtos de alto valor agregado e compras online.

O boleto bancário oferece uma forma conveniente e segura de receber pagamentos, permitindo flexibilidade para o pagador escolher onde quitar o documento. Além disso, a geração de boletos é uma prática comum para empresas que buscam facilitar a vida de seus clientes, oferecendo uma opção de pagamento amplamente aceita.

Para tirar todas as dúvidas sobre gerar boletos, preparamos este guia completo:

O que é boleto bancário?

O boleto bancário é um documento usado para realizar pagamentos. Nele constam informações como valor, beneficiário, pagador, data de vencimento e juros. 

Muito utilizado por empresas para cobrar seus clientes, o boleto funciona como uma ordem de pagamento, permitindo que o pagador liquide a quantia em bancos, lotéricas ou por meio de aplicativos bancários, oferecendo praticidade, segurança, profissionalismo e acessibilidade para transações financeiras.

Tipos de boleto bancário

Existem dois tipos principais de boleto bancário: o Boleto Simples e o Boleto Registrado.

1. Boleto Simples

No Boleto Simples há apenas informações básicas para pagamento, como o valor e a data de vencimento. Esse formato é usual em transações mais diretas, oferecendo simplicidade e agilidade, especialmente em situações de pagamentos rápidos e de menor complexidade. Geralmente, é gerado por pessoas físicas ou por empresas que contratam um pacote específico na sua instituição financeira. 

2. Boleto Registrado

O Boleto Registrado é o mais utilizado por empresas, pois é mais detalhado que o boleto simples e é associado a um registro específico na instituição financeira. Além das informações tradicionais, ele inclui dados sobre o pagador e o beneficiário. 

Esse tipo de boleto oferece maior controle e rastreabilidade, pois o pagamento fica vinculado a uma identificação única. É primordial em transações comerciais mais complexas e para valores mais elevados.

A introdução do boleto registrado, a partir de 2018, seguindo as diretrizes da Febraban, representou uma evolução significativa no processo de cobranças. Com essa modalidade, as instituições bancárias ganharam a capacidade de acessar informações específicas sobre a cobrança, permitindo a identificação precisa do pagador. 

Uma mudança muito importante foi a impossibilidade de realizar o pagamento de um valor que não esteja registrado no sistema bancário, conferindo maior segurança e transparência às transações. 

Todo o fluxo é registrado na Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP) ou na Base Centralizada, proporcionando um histórico seguro e acessível. Dessa forma, o boleto registrado não apenas simplifica o processo de cobrança, mas também fortalece a integridade e o controle das transações financeiras para todas as partes envolvidas.

Qual a diferença entre boleto simples e registrado?

A principal diferença entre o Boleto Simples e o Boleto Registrado está na quantidade de informações, complexidade e rastreabilidade

Enquanto o Boleto Simples oferece informações básicas para pagamento, sem uma vinculação específica a registros, sendo adequado para transações mais simples e ágeis, o Boleto Registrado vai além, associando-se a um registro na instituição financeira e identificando o pagador.

Como funciona a cobrança via boleto bancário?

A cobrança via boleto bancário é um método simples, seguro e profissional de efetuar cobranças: 

  1. Após uma venda, um boleto é gerado com os detalhes do pagamento e enviado ao cliente;
  2. Quando se trata do boleto registrado, o banco acessa as informações da cobrança, facilitando a identificação do pagador; 
  3. O cliente efetua o pagamento em locais ou aplicativos como bancos ou lotéricas, garantindo uma transação segura;
  4. O gerador do boleto recebe o valor pago na instituição em que gerou o boleto;
  5. Todo o processo fica registrado na Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP) ou na Base Centralizada, proporcionando um histórico seguro e acessível. 

O que significa os campos do boleto de cobrança

Quando você trabalha com boletos bancários, é interessante entender cada dado que compõe o documento. 

  1. Sacado: representa o comprador do produto ou serviço, ou seja, quem paga o boleto. No caso de boletos registrados, é obrigatório informar o CPF ou CNPJ
  2. Cedente: refere-se ao emissor da cobrança, responsável pelo serviço ou venda. Se houver um intermediador de pagamentos, o nome dessa empresa aparecerá como cedente.
  3. Sacador/Avalista: indica o nome e CPF ou CNPJ da pessoa que receberá o pagamento.
  4. Agência e Código do Cedente: são o número da agência e o código que identifica o prestador do serviço ou vendedor. Se houver um intermediador, o código dessa empresa deve constar.
  5. Valor do Boleto Bancário: corresponde ao preço do serviço ou produto cobrado.
  6. Data de Vencimento: determina o prazo máximo para o pagamento. Após esse período, o sacado é responsável por custos adicionais, como mora, multa ou juros por atraso.
  7. Multa de Mora e Juros: taxas cobradas em caso de atraso, com a multa de mora limitada a 2% do valor do título e juros não excedendo 1% ao mês, proporcional aos dias de atraso.
  8. Nosso Número: funciona como o RG do boleto, uma sequência numérica essencial.
  9. Linha Digitável: composta por 48 números divididos em 5 grupos, facilita o pagamento sem a necessidade de impressão.
  10. Código de Barras: uma representação gráfica com listras contendo as informações do boleto, essencial para a leitura do código de barras.
  11. QR Code Pix: semelhante ao código de barras, é o código que consta em alguns boleto para que ele também possa ser pago via pix

Como preencher um boleto bancário?

Preencher um boleto bancário, independentemente da instituição financeira ou sistema utilizado, envolve alguns campos essenciais. Embora, ao emitir um boleto pelo sistema ERP ou PDV, por exemplo, alguns dados já são preenchidos automaticamente por serem vinculados a um pedido ou serviço recorrente.

Aqui estão os principais campos e o que preencher em cada um:

  1. Sacado: informe os dados do comprador, que é quem pagará o boleto. 
  2. Cedente: coloque os seus dados como o emissor do boleto, ou seja, quem prestou o serviço ou vendeu o produto.
  3. Sacador/Avalista: se aplicável, insira o nome e CPF ou CNPJ da pessoa ou empresa que receberá o pagamento.
  4. Agência e Código do Cedente: insira o número da agência e o código que identificam o prestador do serviço ou vendedor. Se estiver usando um intermediador de pagamentos, inclua o código da empresa.
  5. Valor do Boleto Bancário: indique o valor total do serviço ou produto que está sendo cobrado.
  6. Data de Vencimento: defina a data limite para o pagamento. Após esse prazo, podem ser aplicados encargos como mora, multa ou juros.
  7. Multa de Mora e Juros: opcionalmente, especifique as taxas a serem aplicadas em caso de atraso no pagamento.

Como gerar um boleto bancário?

A facilidade em gerar um boleto e os passos necessários depende do sistema ou banco que você usa, mas, de forma geral, é preciso seguir estes passos.

1. Acesse o sistema da sua instituição financeira

Abra o sistema online da instituição financeira da sua escolha. muitos bancos disponibilizam aplicativos em que há a função de gerar boletos, principalmente em contas PJ.

2. Identifique a opção de geração de boleto

Dentro do sistema, procure pela opção de geração de boletos, essa função pode ter diferentes nomes dependendo do banco, como “boletos”, “pagamentos”, ou algo semelhante.

3. Preencha os campos obrigatórios

Ao acessar a ferramenta de geração de boletos, você será solicitado a preencher informações cruciais. Estas incluem dados do sacado (quem pagará), cedente (quem emitiu), valor do boleto, data de vencimento, entre outros.

4. Escolha as opções de multa e juros (se aplicável)

Algumas plataformas permitem que você defina as condições de multa e juros em caso de atraso no pagamento. Se aplicável, escolha as configurações que melhor se adequam às suas políticas financeiras.

5. Gere o boleto e confira as informações:

Após preencher todos os campos necessários, clique na opção para gerar o boleto. antes de confirmar, confira minuciosamente todas as informações para garantir que estão corretas.

6. Baixe e envie o boleto ao cliente:

Após a geração, baixe o boleto gerado e envie-o ao cliente. muitos sistemas permitem o envio por e-mail, facilitando o acesso e pagamento por parte do cliente.

7. Acompanhe os pagamentos:

Utilize as funcionalidades do sistema para acompanhar os pagamentos. Algumas plataformas oferecem atualizações em tempo real sobre o status dos boletos emitidos.

Como gerar boleto bancário em 5 passos na Conta Integrada do vhsys

A Conta Integrada é a conta bancária PJ que faz parte do sistema gestão vhsys. Uma de suas funções é gerar boletos registrados diretamente pelo ERP, facilitando a gestão de vendas e cobranças e reduzindo drasticamente o tempo que os empreendedores gastam com a integração com aplicativos de bancos tradicionais para gerar boletos.

Além da agilidade, a Conta Integrada possui uma das melhores taxas do mercado, com taxa fixa sem surpresinha, e o melhor: a taxa só é cobrada após o boleto ser pago. 

Para gerar um boleto bancário é simples:

  1. Utilize o ERP vhsys para gestão do seu negócio;
  2. Inscreva-se gratuitamente na Conta Integrada, a conta bancária PJ do vhsys;
  3. A cada venda ou pedido, basta escolher a opção “boleto de cobranças”;
  4. Assim que realizado o pagamento, em até 48h úteis os valores estarão disponíveis como saldo em sua conta vhsys;
  5. Você só paga a taxa de cada boleto só quando eles forem pagos pelo seus clientes.

Como receber por boleto bancário?

Basta ter uma conta em uma instituição financeira de confiança que tenha a função “gerar boleto” disponível para a sua conta, como é o caso de contas bancárias PJs e ERPs.

Quais são as vantagens de receber por boleto bancário?

Utilizar boleto bancário é uma prática muito comum no mercado brasileiro, pois é segura, assertiva e profissional para fazer cobranças.

Opção de pagamento segura 

Ao escolher receber por boleto bancário, você está optando por uma forma de transação segura. Os boletos são amplamente reconhecidos por sua confiabilidade, proporcionando uma opção de pagamento que protege tanto o credor quanto o devedor.

Método mais profissional para fazer cobranças

Ao escolher receber por boleto bancário, você está optando por uma forma de transação segura. Os boletos são seguros e confiáveis, proporcionando uma opção de pagamento que protege tanto o credor quanto o devedor.

Assertividade nas cobranças

Os boletos facilitam o processo de cobrança, proporcionando uma forma clara e estruturada de apresentar as informações financeiras. Isso contribui para uma comunicação assertiva, minimizando erros e garantindo que o devedor compreenda as condições de pagamento.

Amplia as opções de pagamento para os clientes

Os boletos facilitam o processo de cobrança, proporcionando uma forma clara e estruturada de apresentar as informações financeiras. Isso contribui para uma comunicação assertiva, minimizando erros e garantindo que o devedor compreenda as condições de pagamento.

Reduz riscos de inadimplência

Receber por boleto bancário é uma estratégia eficaz para reduzir os riscos de inadimplência. A clareza nas informações, juntamente com a facilidade de pagamento, prazo e multa, incentiva os clientes a honrarem seus compromissos financeiros dentro do prazo estipulado.

Oferece flexibilidade para o pagador escolher onde quitar o boleto

O boleto bancário oferece flexibilidade ao pagador, permitindo que ele escolha onde quitar o documento. Seja em agências bancárias, lotéricas, caixas eletrônicos ou até mesmo via internet banking, essa versatilidade é uma vantagem tanto para o cliente quanto para o credor.

Menores taxas comparadas a transações com cartão de crédito

Comparado às transações com cartão de crédito, o recebimento por boleto bancário muitas vezes implica em taxas menores. Essa economia pode se traduzir em benefícios financeiros significativos para o recebedor.

É um método de pagamento comum no mercado

Receber por boleto bancário não apenas atende às expectativas do mercado, mas é também uma prática comum e aceita. Ao adotar esse método, você se alinha às convenções do mundo financeiro, proporcionando uma experiência de pagamento que inspira confiança e familiaridade.

Quais aplicativos geram boleto?

Aplicativos de bancos tradicionais com conta PJ, instituições de pagamentos e sistemas de gestão ERP são plataformas para gerar boleto bancário.

Como escolher a melhor plataforma para gerar boleto

Escolher a melhor plataforma para gerar boleto bancário nas suas cobranças inclui optar por um sistema que ofereça agilidade, segurança e boas condições de taxas.

1. Facilidade de uso

Opte por uma plataforma intuitiva e de fácil utilização. A interface amigável facilita não apenas a geração de boletos, mas também a navegação por outras funcionalidades importantes.

2. Integração com Sistemas de Gestão

Escolha uma plataforma que possa ser integrada ao seu sistema de gestão empresarial. Se possível, prefira um ERP que possua a opção de emitir boletos. Essa integração simplifica processos, evitando a duplicidade de dados, garantindo uma operação mais eficiente com conciliação bancária automática.

3. Segurança

A segurança é uma prioridade. Certifique-se de que a plataforma adote medidas rigorosas para proteger informações sensíveis. Isso inclui a conformidade com padrões de segurança de dados e protocolos de criptografia.

4. Suporte ao cliente

Um bom suporte ao cliente é crucial. Escolha uma plataforma que ofereça suporte eficiente e acessível. Isso garante que qualquer problema seja rapidamente resolvido, evitando interrupções nas operações.

5. Taxas e custos

Analise as taxas e custos associados à plataforma. Compreenda a estrutura de preços, incluindo possíveis custos adicionais, para evitar surpresas desagradáveis ao longo do tempo.

6. Recursos adicionais

Considere os recursos adicionais oferecidos pela plataforma. Isso pode incluir relatórios financeiros, automação de processos e outras funcionalidades que agregam valor ao serviço.

7. Avaliações e depoimentos

Pesquise avaliações e depoimentos de usuários que já utilizam a plataforma. Essas experiências reais oferecem insights valiosos sobre a eficácia e confiabilidade da plataforma.

Principais dúvidas sobre gerar boleto

Aqui estão as respostas para algumas dúvidas sobre gerar boleto bancário.

É possível gerar boleto sem ser cliente de um banco?

A geração de boletos sempre está associada à conta em uma instituição financeira que não precisa ser necessariamente um banco tradicional, mas um sistema ERP, por exemplo. 

Os boletos podem ser enviados automaticamente para os clientes?

Sim, caso você utilize um sistema que ofereça essa opção de enviar automaticamente os boletos para cada cliente via e-mail ou SMS, por exemplo. Essa funcionalidade facilita o processo e contribui para a eficiência operacional.

Por que receber por boleto bancário?

Receber por boleto bancário oferece benefícios como ampliação das opções de pagamento, redução de riscos de inadimplência, flexibilidade para o pagador, menores taxas em comparação com cartão de crédito, além de ser uma prática comum e segura no mercado.

Como garantir a segurança na geração de boletos?

Para garantir a segurança na geração de boletos, escolha plataformas que adotem medidas rigorosas, como conformidade com padrões de segurança de dados e protocolos de criptografia.

Quais informações são obrigatórias em um boleto?

Em um boleto bancário é obrigatório constar informações do valor a ser pago, data de vencimento, código de barras, número da agência, conta corrente, identificação do cedente e do sacado (pagador e receptor).

Como evitar erros na geração de boletos?

Evite erros na geração de boletos adotando plataformas intuitivas, integradas, e verificando cuidadosamente todas as informações antes de emitir os documentos. Sistemas que vinculam o boleto a pedidos específicos ajudam a manter a integridade dos dados.

É possível cancelar ou alterar boletos já gerados?

Sim, mas as regras específicas dependem das políticas de cada plataforma ou banco utilizado. Em geral, é recomendável verificar as condições antes da emissão. Algumas instituições cobram taxas por cancelamento, por exemplo.

Boletos vencidos ainda podem ser pagos?

Sim, boletos vencidos podem ser pagos após a data de vencimento, mas estarão sujeitos à multa, juros e a limitações de onde o boleto pode ser pago, conforme estabelecido no documento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de gestão online

Preencha os dados para iniciar
seu teste grátis de 7 dias no ERP vhsys.

Sistema de gestão online

Experimente grátis por 7 dias!