Fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial
Controle Fiscal

Orientação quanto aos diversos procedimentos para emissão de Nota Fiscal – CFOP

CFOP – Código Fiscal de Operações e Prestações

 

Foi publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (14/12) o Ajuste Sinief 18/2016, que altera as descrições e respectivas notas explicativas da relação do Código Fiscal de Operações e Prestações – CFOP.

Foram publicados também no Diário Oficial os seguintes atos:

Ajuste Sinief nº 16/2016 – altera o Ajuste Sinief nº 8/2008, que dispõe sobre as remessas de mercadorias destinadas a demonstração e mostruário (CFOP 5.912 e 6.912), com efeitos a partir de janeiro de 2017;

Ajuste Sinief nº 17/2016 – altera o Ajuste Sinief nº 7/2005, que instituiu a NF-e e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (Danfe) , o qual será consolidado em texto único, nos termos atualmente vigentes e com as modificações introduzidas pelo citado Ajuste Sinief nº 17/2016, com efeitos a partir de fevereiro de 2017;

Ajuste Sinief nº 19/2016 – institui a NFC-e, modelo 65, e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica, com efeitos a partir de fevereiro de 2017;

Ajuste Sinief nº 20/2016 – altera o Ajuste Sinief nº 8/2008, que dispõe sobre as remessas de mercadorias destinadas a demonstração e mostruário, com efeitos a partir de janeiro de 2017;

Ajuste Sinief nº 21/2016 – altera o Convênio Sinief nº 6/1989, que institui os documentos fiscais que especifica, para inclusão do “ICMS DeSTDA – Código 10014-5”, com efeitos a partir de janeiro de 2017;

Ajuste Sinief nº 22/2016 – altera o Ajuste Sinief nº 13/2011 e o Ajuste Sinief nº 2/2009, o qual instituiu a EFD, cujo dispositivo estabelece que, em relação aos contribuintes localizados no Estado de Pernambuco, o ingresso fica condicionado à implementação no sistema dos documentos e livros fiscais, guias de informação e declarações apresentadas em meio digital, nos termos da respectiva legislação, relativa aos impostos de sua competência, com efeitos a partir de janeiro de 2018;

Ajuste Sinief nº 23/2016 – altera o Ajuste Sinief nº 2/2009, que dispõe sobre a EFD, estabelecendo que a obrigatoriedade da EFD não se aplica aos contribuintes localizados no Distrito Federal, podendo este, por ato próprio, autorizar a adesão voluntária de contribuintes;

Ajuste Sinief nº 24/2016 – altera o Ajuste Sinief nº 4/1993, que estabelece normas comuns aplicáveis para o cumprimento de obrigações tributárias relacionadas com mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária, relativamente à GIA-ST;

Ajuste Sinief nº 25/2016 – altera o Ajuste Sinief nº 2/2009, fixando novo cronograma para inclusão do Registro de Controle da Produção e do Estoque na EFD, observada a seguinte escala de obrigatoriedade do Bloco K para os estabelecimentos industriais pertencentes a empresa com faturamento anual igual ou superior a R$ 300.000.000,00:

– Janeiro de 2017: restrita à informação dos saldos de estoques escriturados nos Registros K200 e K280, para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32 da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) ;

– Janeiro de 2018: restrita à informação dos saldos de estoques escriturados nos Registros K200 e K280, para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32 da CNAE pertencentes a empresa com faturamento anual igual ou superior a R$ 78.000.000,00, com escrituração completa, conforme escalonamento a ser definido;

– Janeiro de 2019: correspondente à escrituração completa do Bloco K, para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 11 e 12 e nos grupos 291, 292 e 293 da CNAE;

– Janeiro de 2019: restrita à informação dos saldos de estoques escriturados nos Registros K200 e K280, para os demais estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10 a 32; os estabelecimentos atacadistas classificados nos grupos 462 a 469 da CNAE e os estabelecimentos equiparados a industrial, com escrituração completa conforme escalonamento a ser definido;

– Janeiro de 2020: correspondente à escrituração completa do Bloco K, para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 27 e 30 da CNAE;

– Janeiro de 2021: correspondente à escrituração completa do Bloco K, para os estabelecimentos industriais classificados na divisão 23 e nos grupos 294 e 295 da CNAE;

– Janeiro de 2022: correspondente à escrituração completa do Bloco K, para os estabelecimentos industriais classificados nas divisões 10, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22, 24, 25, 26, 28, 31 e 32 da CNAE.

Fonte: COAD

CFOP

1. CFOP – Venda para dentro do Estado

Natureza da Operação: Venda de Mercadoria Adquirida ou recebida de terceiros
CFOP: 5101 (indústria)
CFOP: 5102 (comércio)

BASE DE CÁLCULO: Valor do Produto (se não houver benefício de redução/diferimento)
ICMS NORMAL: Base de Cálculo X Alíquota vigente no Estado

2. CFOP -Venda para fora do Estado

Natureza da Operação: Venda de Mercadoria Adquirida ou recebida de terceiros
CFOP: 6101 (indústria) – destinatário contribuinte
CFOP:6107 (indústria) – destinatário não contribuinte
CFOP:6102 (comércio) – destinatário contribuinte
CFOP:6108 (comércio) – destinatário não contribuinte

BASE DE CÁLCULO: Valor do Produto
ICMS NORMAL: Base de Cálculo x 18% (não contribuintes)
12% (contribuintes de SP, SC, MG, RJ, RS)
7% (contribuintes dos demais estados)

3. CFOP – Amostra Grátis

Natureza da Operação: Remessa de Amostra Grátis
CFOP.: 5911 – 6911

Base de Cálculo: Não preencher
ICMS: Não preencher
Dados Adicionais: ICMS isento conforme Anexo I item 3 do RICMS/PR Dec. 5141/2001

Importante:

Essa remessa deve ser representada por quantidade, fragmentos ou partes de qualquer mercadoria, estritamente necessários para dar a conhecer a sua natureza, espécie e qualidade.

4. CFOP – Conserto

4.1 Remessa para Conserto

Natureza da Operação: Remessa para Conserto
CFOP: 5915 – 6915

Base de Cálculo: Não preencher
ICMS: Não preencher
Dados Adicionais: Icms suspenso conforme Artigo 272 do RICMS/PR Dec. 5141/2001.

Importante:
A mercadoria deverá retornar ao local de origem no prazo máximo de 180 dias.

4.2 Retorno de Mercadoria ou Bem Recebido para Conserto

Natureza da Operação: Retorno de Mercadoria ou Bem Recebido para Conserto
CFOP: 5916 – 6916 (valor da mercadoria/bem recebido para conserto)
CFOP: 5102 – 6102 (mercadorias empregadas)
CFOP: 5949 – 6949 (valor cobrado pelo serviço)

Base de Cálculo: Valor das mercadorias usadas no conserto (usa-se o diferimento parcial se a mercadoria consertada for destinada a revenda)
ICMS: Base de Cálculo x Alíquota vigente
Dados Adicionais: ICMS suspenso cfe. Artigo 272 do RICMS/PR Dec. 5141/2001.
ICMS das peças parcialmente diferido cfe. Artigo 87-A do RICMS/PR Dec.5141/2001 (se houver diferimento das peças empregadas)

Importante:
A mão de obra pode ser cobra através de NF de serviço (série F).

5. CFOP – Demonstração

Por demonstração entende-se a operação que objetiva dar prévio conhecimento da mercadoria ao destinatário para posteriormente transmitir-lhe a propriedade, se for de seu interesse.

5.1 Remessa para Demonstração

Natureza da Operação: Remessa para Demonstração
CFOP: 5912 – 6912

BASE DE CÁLCULO: Valor do Produto (no caso de não ser mercadoria beneficiada pela suspensão, indicação abaixo).
ICMS NORMAL: Base de Cálculo x Alíquota vigente

Aumente a produtividade da sua empresa com o sistema de gestão do VHSYS

Importante:
É suspenso o pagamento do imposto nas operações internas de remessa e retorno em demonstração de máquinas, aparelhos, instrumentos mecânicos, utilidades domésticas, aparelhos e instrumentos de utilidade hospitalar, implementos agrícolas, máquinas operatrizes e de construção de estradas, desde que o retorno real ou simbólico ao estabelecimento de origem, ocorra no prazo de 30 dias, contados da data da saída. Neste caso, observar na NF: ICMS suspenso conforme Art. 282 do RICMS/PR Dec. 5141/2001.

5.2 Retorno de Mercadoria ou Bem Recebido para Demonstração

Natureza da Operação: Retorno de Mercadoria ou Bem Recebido para Demonstração
CFOP: 5913 – 6913

BASE DE CÁLCULO: Valor do Produto (no caso de não ser mercadoria beneficiada pela suspensão, indicação abaixo).
ICMS NORMAL: Base de Cálculo x Alíquota vigente

Importante:
– Verificar se na entrada da mercadoria/bem houve o crédito do ICMS
É suspenso o pagamento do imposto nas operações internas de remessa e retorno em demonstração de máquinas, aparelhos, instrumentos mecânicos, utilidades domésticas, aparelhos e instrumentos de utilidade hospitalar, implementos agrícolas, máquinas operatrizes e de construção de estradas, desde que o retorno real ou simbólico ao estabelecimento de origem, ocorra no prazo de 30 dias, contados da data da saída. Neste caso, observar na NF: ICMS suspenso conforme Art. 282 do RICMS/PR do Dec. 5141/2001.

6. CFOP – Industrialização

6.1 Remessa para Industrialização

Natureza da Operação: Remessa para Industrialização
CFOP: 5901 – 6901

Base de Cálculo: Não preencher
ICMS: Não preencher
Dados Adicionais: ICMS suspenso cfe. Artigo 272 do RICMS/PR Dec. 5141/2001.

Obs.: O retorno real ou simbólico deverá ser no prazo de 180 dias.

6.2 Retorno de Industrialização

Natureza da Operação: Retorno industrialização por encomenda
CFOP: 5902 – 6902 (valor das mercadoria utilizada na industrialização)
CFOP: 5903 – 6903 (valor das mercadoria não aplicadas no referido processo)

Base de Cálculo: Não preencher
ICMS: Não preencher
Dados Adicionais: Insumos recebidos p/ ind. por meio da NF…. emitida em …., no valor de R$….. ICMS suspenso cfe. Art. 272 do RICMS/PR Dec. 5141/2001

Obs: O valor dos insumos nesta operação deve ser igual ao valor dos insumos recebidos para industrialização.

6.3 Industrialização efetuada para outra Empresa

Natureza da Operação: Industrialização efetuada para outra Empresa
CFOP.: 5124 – 6124

Base de Cálculo: Não preencher
ICMS: Não preencher
Dados Adicionais: ICMS suspenso cfe. Artigo 272 do RICMS/PR Dec.5141/2001

Importante:
– Classificam-se neste código as saídas de mercadorias industrializadas, compreendendo os valores referentes aos serviços prestados e das mercadorias de propriedade do industrializador empregadas no processo industrial.
– Nas operações internas, a suspensão compreende o valor agregado (mão de obra e peças), enquanto que nas operações para fora do estado há a incidência do imposto sobre o que o estabelecimento industrial agregou na operação.

7. CFOP – Exposição ou Feira

7.1 Remessa para Exposição ou Feira

Natureza da Operação: Remessa p/ Exposição ou Feira
CFOP: 5914 – 6914

DESTINATÁRIO: Será o próprio remetente
Endereço: Local da feira
Base de Cálculo: não preencher
ICMS: não preencher
Dados Adicionais: ICMS Isento Cfe. Anexo I item 49 do RICMS/PR Dec. 5141/2001

Importante:
– A mercadoria deverá retornar ao local de origem no prazo máximo de 60 dias, contados da data da saída.

7.2 Retorno de Remessa p/ Exposição ou Feira

Natureza da Operação: Retorno de Mercadoria ou Bem remetido p/ Exposição ou Feira
CFOP: 1914 – 2914

DESTINATÁRIO: Será o próprio remetente
Endereço: Do próprio remetente
Base de Cálculo: não preencher
ICMS: não preencher
Dados Adicionais: ICMS Isento cfe. Anexo I item 49 do RICMS Dec 5141/2001

Importante:
– O remetente será o próprio emitente.
– Caso for efetuada alguma venda na Exposição ou Feira, emitir Nota Fiscal de venda e observar: Venda efetuada na Feira/Exposição.
– O Retorno simbólico deverá ser sempre igual ao remetido.

8. CFOP – Venda Ambulante

Venda ambulante é a operação de circulação de mercadorias fora do estabelecimento, sem destinatário certo, inclusive por meio de veículo.

8.1 Remessa para Venda Ambulante

Natureza da Operação: Remessa p/ Venda Ambulante
CFOP: 5904 / 6904 (Mercadoria Trib. / Dif. / Isenta)
CFOP: 5414 / 6914 (Mercadoria com Substituição. Trib.) – Indústria
CFOP: 5415 / 6415 (Mercadoria com Substituição Trib.) – Comércio

Base de Cálculo: Valor do Produto
ICMS: Base de Cálculo X Alíquota Vigente
Dados Adicionais: Nota Fiscal  emitida nos termos do Art. 267 do RICMS/PR Dec. 5141/2001 Segue junto à mercadoria o talão de NFs Mod 1, série… de Nºs… a … .

Obs.:
– O destinatário será o próprio remetente.
– Na remessa p/ venda ambulante Subst. Trib. (CFOP 5414 – 5415), base de cálculo e ICMS não preencher.

8.2 Venda Ambulante

Natureza da Operação: Venda Ambulante
CFOP: 5103 – 6103 – Indústria
CFOP: 5104 – 6104 – Comércio

Base de Cálculo ICMS Normal: Valor do Produto (se devido)
ICMS Normal: Base de Cálculo X Alíquota vigente (se devido)
Dados Adicionais: Nota Fiscal Geral Nº …. Série 1 de …/…/… , cfe. Art. 267 do RICMS/PR Dec. 5141/2001

8.3 Retorno de Remessa p/ Venda Ambulante

Natureza da Operação: Ret. de Remessa p/ Venda Ambulante
CFOP: 1904 / 2904 – (Mercadoria Trib. / Dif. / Isento)
CFOP: 1414 / 2414 – (Mercadoria Subst. Trib.) – Indústria
CFOP: 1415 / 2415 – (Mercadoria Subst. Trib.) – Comércio

Base de Cálculo ICMS Normal: Valor do Produto
ICMS Normal: Base de Cálculo X Alíquota vigente
Dados Adicionais: Mercadoria remetida p/ venda fora do estabelecimento por meio da NF …. Série 1 de …., que ora retorna (parcialmente) Cfe. Artigo 269 RICMS/PR, parte da merc. Vendida c/ NF (venda ambulante) Série …. de …. .

Obs.:
– Destinatário da merc. será o próprio remetente.
– Lembrar que a Remessa = a Venda + o retorno.

9. CFOP – Venda para Entrega Futura

Ocorre a Venda para Entrega Futura quando o adquirente virá a receber a mercadoria em data posterior ao faturamento ou ao contrato de compra e venda.

9.1 Simples Faturamento

Natureza da Operação: Venda p/ entrega Futura – Simples Faturamento
CFOP: 5922 / 6922

Base de Cálculo: Não preencher

ICMS: Não preencher
Dados Adicionais: Nota Fiscal emitida nos termos do Artigo 266 RICMS/PR Dec 5141/2001.

9.2 Entrega Efetiva da Mercadoria

Natureza da Operação: Remessa – Entrega Futura
CFOP: 5116 – 6116 – Indústria
CFOP: 5117 – 6117 – Comércio

Base de Cálculo ICMS Normal: Valor do Produto
ICMS Normal: Base de Cálculo X Alíquota vigente
Dados Adicionais: Ref. Nota Fiscal de Simples Faturamento Nº ….. de …../…../….., valor total de R$ … .

10. CFOP – Consignação de Mercadorias

Consiste na operação pela qual uma pessoa envia mercadoria a outra, para que sejam vendidas por sua conta, a preço e condições preestabelecidas.

10.1 Remessa de Mercadoria em Consignação

Natureza da Operação: Remessa em consignação
CFOP: 5917 – 6917 (Industria e Comercio)

Base de Cálculo ICMS Normal: Valor do Produto
ICMS Normal: Base de Cálculo X Alíquota vigente
Dados Adicionais: Nota Fiscal emitida nos termos do Art. 534 do RICMS/PR Dec. 5141/2001

10.2 Venda da Mercadoria do Consignante para o Consignatário

Natureza da Operação: Venda de Merc Remetida em Consignação
CFOP: 5113 – 6113 (Industria)
CFOP: 5114 – 6114 (Comércio)

Base de Cálculo: Não Preencher
ICMS: Não preencher
Dados Adicionais: Simples faturamento em consignação, ref. NF …. de …./…./…. na qual foi destacado Icms (R$ ….), cfe. Art. 535 do RICMS/PR Dec. 5141/2001

10.3 Nota Fiscal de Faturamento – Para Terceiros

Neste caso o consignatário emite Nota Fiscal:
Natureza da Operação: Venda de Merc. Recebida em Consignação
CFOP: 5115 – 6115

Base de Cálculo: Valor do Produto
ICMS: Base de Cálculo X Alíquota vigente
Dados Adicionais: Nota Fiscal emitida nos termos do Art. 535 do RICMS/PR Dec. 5141/2001

10.4 Devolução da Mercadoria do Consignatário p/ o Consignante

Natureza da Operação: Devolução de Merc. Rec. em Consignação
CFOP: 5918 – 6918

Base de Cálculo ICMS Normal: Valor do Produto
ICMS Normal: Base de Cálculo X Alíquota vigente
Dados Adicionais: Devolução total (ou parcial) da mercadoria em consignação, ref. Nota Fiscal Nº …. de …./…./…. , cfe. Art. 536 do RICMS/PR Dec. 5141/2001

11. CFOP – Venda à Ordem

Ocorre a venda à ordem quando um estabelecimento adquire mercadoria e antes mesmo de recebê-la, a aliena a terceiros.
A – Fornecedor
B – Adquirente
C – Destinatário Final

11.1 Nota Fiscal: De A para B

Natureza da Operação: Venda entregue ao Destinatário por conta e Ordem do Adquirente Originário, em Venda à Ordem
CFOP: 5118 – 6118 (Indústria)
CFOP: 5119 – 6119 (Comércio)

Base de Cálculo: Valor do Produto (caso for tributado)
ICMS Normal : Base de Cálculo X Alíquota vigente
Dados Adicionais: Mercadoria entregue com NF Nº …. de …., para …. (Razão Social, End, CNPJ, IE – dados de C), Cfe. Artigo 266, § 4º Letra “b” item 2 do RICMS/PR Dec.5141/2001.

11.2 Nota Fiscal: de A para C

Natureza da Operação: Rem. Por conta e ordem de Terceiros, em Venda a Ordem
CFOP: 5923 – 6923 (Indústria e Comércio)

Base de Cálculo: Não preencher
ICMS: Não preencher
Dados Adicionais: Merc. ref. NF Nº …. de ….. , para … (Razão Social, End, CNPJ, IE – dados de B), Cfe. Artigo 266, § 4º Letra “b”, item 1 do RICMS/PR Dec.5141/2001.

11.3 Nota Fiscal: de B para C

Natureza da Operação: Venda de Merc entregue ao Destinatário pelo Vendedor Remetente em Venda à Ordem
CFOP: 5120 – 6120

Base de Cálculo: Valor do Produto
ICMS: Base de Cálculo X Alíquota vigente
Dados Adicionais: A remessa será efetuada por … (Razão Social, End, CNPJ, IE – dados de A ) Cfe. Artigo 266, parág. 4º “a” do RICMS/PR Dec. 5141/2001.

12. CFOP – Venda para Zona Franca de Manaus ou Áreas de Livre Comércio

Natureza da Operação: Venda destinada a Zona Franca de Manaus ou Áreas de Livre Comércio
CFOP: 5109 – 6109 (Indústria)
CFOP: 5110 – 6110 (Comércio)

Base de Cálculo: Não preencher
ICMS: Não preencher
Dados Adicionais:
– ICMS Isento Cfe. Anexo I item … e Art. 119 do RICMS/PR Dec 5141/2001. (verificar cada caso)

Obs.: As mercadorias somente serão beneficiadas pela Isenção se:
– O estabelecimento destinatário tenho domicílio nos municípios acima;
– Seja abatido do preço da mercadoria o valor equivalente ao imposto que seria devido, se não houvesse a isenção, indicando-o expressamente na Nota Fiscal (desconto e valor);
– Haja Comprovação da entrada efetiva dos produtos no estabelecimento destinatário.

Conheça o VHSYS e facilite a gestão da sua empresa!

Destinação das Vias da Nota Fiscal:

1a via, previamente visada pela repartição fiscal a que estiver subordinado o contribuinte remetente, no campo “RESERVADO AO FISCO” do quadro “DADOS ADICIONAIS”, acompanhará a mercadoria e será entregue ao destinatário;

2a via ficará em poder do emitente, para exibição ao fisco;

3a via, devidamente visada, acompanhará as mercadorias e destinar-se-á a fins de controle da Secretaria da Fazenda do Estado do Amazonas;

4a via será retida pela repartição do fisco estadual no momento do “Visto”;

5a via, devidamente visada, acompanhará a mercadoria até o local de destino, devendo ser entregue, com uma via do conhecimento de transporte, à unidade da Superintendência da Zona Franca de Manaus – SUFRAMA.

O contribuinte remetente mencionará na Nota Fiscal, além das indicações exigidas pela legislação:
o número de inscrição do estabelecimento destinatário na SUFRAMA;
o código de identificação da repartição fiscal a que estiver subordinada o seu estabelecimento.

13. Venda de Ativo Imobilizado

Natureza da Operação: Venda de Ativo Imobilizado
CFOP.: 5551 – 6551

Base de Cálculo: Não preencher
ICMS: Não preencher
Dados Adicionais: Não Incidência do ICMS Cfe. Artigo 4º inciso XIII, RICMS/PR Dec 5141/2001.

14. CFOP – Venda de Mercadorias Substituição Tributária

14. 1 Venda de Mercadorias Substituição Tributária – Comércio

Natureza da Operação: Venda p/ Mercado Interno
CFOP: 5405

Base de Cálculo: Não preencher
ICMS: Não preencher
Dados Adicionais: Icms recolhido por Substituição Cfe. Artigo …. RICMS/PR Dec 5141/2001.

14. 2 Venda de Mercadorias Substituição Tributária – Indústria

Natureza da Operação: Venda Merc c/ S.T.
CFOP: 5401 – 6401

BASE DE CÁLCULO: Valor do Produto
ICMS NORMAL: Base de Cálculo X Alíquota vigente no Estado
BASE DE CÁLCULO ICMS ST: Valor conforme tabela de preços (Publicada na Revista)
ICMS ST: Valor da Base de Cálculo ICMS ST X Alíquota Interna do Estado – ICMS Normal da Operação
TOTAL NF: Valor dos Produtos + ICMS ST
Dados Adicionais: Icms recolhido por Substituição Cfe. Artigo …. RICMS/PR Dec 5141/2001. (ver artigo de acordo com cada mercadoria).

15. CFOP – Devolução de Compra

A devolução de mercadorias pode ser em garantia ou troca, realizada por particular ou por contribuinte inscrito.

15.1 Devolução de Compra

Natureza da Operação: Devolução de compra
CFOP: 5201 – 6201 (Indústria)
CFOP: 5202 – 6202 (Comércio)

Base de Cálculo: Valor do Produto (se devido)
ICMS: Base de Cálculo X Alíquota vigente (se devido)
Dados Adicionais: Devolução (parcial) da mercadoria adquirida pela Nota Fiscal Nº …. de …./…./…. no valor de R$ …. .

15.2 Devolução de Compra Merc c/ S.T.

Natureza da Operação: Devolução de compra mercadoria c/ S.T.
CFOP: 5410 – 6410 (Indústria)
CFOP: 5411 – 6411 (Comércio)

Dados Adicionais: Devolução (parcial) da mercadoria adquirida pela Nota Fiscal Nº …. de …./…./…. no valor de R$ …. .

Obs.: Especificações nas Notas de Devolução:
– Nas Empresas enquadradas como ME e EPP, observar no campo DADOS ADICIONAIS o valor da Base de Cálculo, ICMS e IPI (se devido), para que o destinatário possa recuperar os impostos;
– Caso o destinatário não receber a mercadoria o transportador deverá anotar no verso o motivo da devolução;
– O remetente deverá emitir Nota Fiscal de ENTRADA mencionando o nº data da nota fiscal originária, as razões do retorno e ICMS correspondente (se devido). Obs.: O conteúdo acima é de simples consulta, é importante verificar com seu contador os casos específicos.

Maiores Informações CFOP

 Sistema Online de Gestão Empresarial

Com o VHSYS a gestão empresarial ficou mais simples. Automatize tarefas como: contas a pagar e receber, controle do fluxo de caixa e estoque, emissão de notas fiscais e muito mais. Além disso, o módulo específico de relatórios aprimora ainda mais o controle sobre a empresa. Clique aqui e experimente grátis.

admin
Sobre o autor
admin
A VHSYS foi desenvolvido para que o empreendedor possa utilizar a tecnologia a serviço do seu negócio. Nosso objetivo é ajudar o micro e pequeno empresário a fazer a gestão eficiente de sua empresa, com maior produtividade e melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

82 COMENTÁRIOS

Luciene Aparecida de Carvalho
01/10/2013

Bom dia!!
Gostaria de sanar uma dúvida, a CFOP para para Nota Triangular ( Venda a Ordem – Interestadual) é 6118 ( consumo) 6119 ( revenda), para cliente que paga substituição tributária também usamos a mesma CFOP?? Gentileza informar qual CFOP devo utilizar para essa situação, lembrando que a 6118/6119 não calcula valor da substituição tributária. Aguardo!! Muito Obrigada!
Luciene

Jefferson Machado Malta
01/10/2013

Luciene,

Segue um roteiro que em meu entendimento se enquadra na situação questionada, entendo que deva utilizar a CFOP 6120, segue abaixo:

1. Venda à Ordem
Ocorre a venda à ordem quando um estabelecimento adquire mercadoria e antes mesmo de recebê-la, a aliena a terceiros.
– A – Fornecedor
– B – Adquirente
– C – Destinatário Final

1.1 – Nota Fiscal: De A para B
Natureza da Operação:
Venda entregue ao Destinatário por conta e Ordem do Adquirente Originário, em Venda à Ordem
C.F.O.P.:
5118 / 6118 (Indústria)
5119 / 6119 (Comércio)
Base de Cálculo: Valor do Produto (caso for tributado)
ICMS: Base de Cálculo X Alíquota vigente
Dados Adicionais:
Mercadoria entregue com NF Nº …. de …., para …. (Razão Social, Endereço, CNPJ, Inscr. Est – dados de C) Cfe. Art.293, § 4º Letra “b” item 2 do RICMS/PR Dec. 1980/2007.

1.2 – Nota Fiscal: De A para C
Natureza da Operação: Remessa por conta e ordem de Terceiros, em Venda a Ordem
C.F.O.P.: 5923 / 6923 (Indústria e Comércio)
Base de Cálculo: Não preencher
ICMS: Não preencher
Dados Adicionais:
Mercadoria ref. NF Nº …. de ….. , para … (Razão Social, Endereço, CNPJ, Inscr. Est. – dados de B), Cfe. Artigo 293, §4º Letra “b”, item 1 do RICMS/PR Dec. 1980/2007.

1.3 – Nota Fiscal: de B para C
Natureza da Operação:
Venda de Mercadoria entregue ao Destinatário pelo Vendedor Remetente em Venda à Ordem
C.F.O.P.: 5120 / 6120
Base de Cálculo: Valor do Produto
ICMS: Base de Cálculo X Alíquota vigente
Dados Adicionais:
A remessa será efetuada por … (Razão Social, Endereço, CNPJ, Inscr. Est. – dados de A) Cfe. Artigo 293, parág. 4º “a” do RICMS/PR Dec. 1980/2007.

Espero ter lhe ajudado.

Jefferson Machado Malta
jefferson@exactacontabilidade.com
Contador – CRC/PR 053527/O-9
Av, João Gualberto, 944 – Alto da Glória,
CEP:80030-000, Curitiba – PR – Brasil

Fone : 55 41 3053-2514
Celular: 55 41 8805-0933
http://www.exactacontabilidade.com

monica
22/10/2013

Bom dia.
Estou com uma dúvida.

Estou analisando um contrato de venda de energia elétrica com opção de compra, ou seja, vende-se o direito de se comprar energia a um determinado preço de exercício, mas paga-se um prêmio pelo direito.
Nos meses em que o comprador efetivamente fizer uso da energia disponibilizada ele irá pagar o prêmio, mais o valor da energia utilizada. Nos meses em que não usar a energia disponibilizada, pagará somente o prêmio.
Minha dúvida é: Nos meses em que o vendedor não utilizar a energia disponibilizada, pagamento somente o prêmio, eu devo emitir nota fiscal? Qual CFOP deverei utilizar? Como será o preencimento, tendo em vista que nesses casos não haverá prestação de serviços nem circulação de mercadorias e sim a mera disponibilização da energia que não foi utilizada?
Nesse caso eu devo emitir nota de débito em que pese não seja um reembolso?

Eder W Mota
24/10/2013

Prezados, tenho um pequeno negócio na área médica e estou com uma duvida fiscal,
Minhas mercadorias sempre vão encaminhadas para Hospitais e no modelo de consignação , normalmente esse material após uso é faturado como venda de mercadoria remetida em consignação, o que acontece é que agora os Hospitais após alguns acordos querem que essas mercadorias sejam faturadas diretamente aos convênios Médicos, como eu faço essa operação fiscal ??

Gerson Souza
28/10/2013

Bom dia !!!

Estou com dúvida no seguinte: Sou operador logistico e tenho um cliente que emitiu NF com origem em São Paulo para seu cliente em Brasilia, só que o produto esta saindo com esta mesma NF aqui de Curitiba onde eles tem a filial aqui em nosso deposito. Este procedimento esta correto? Se não, qual deve ser o procedimento…. obrigado

Sidirley Mello
09/11/2013

No caso de (MEI) ,e no caso venda, qual código devo usar no campo ICMS? o 102 ou 103 que é isento de icms? Obs: meu CNAE é 56.12-1/00 – Serviços ambulantes de alimentação , Por favor alguém me ajuda..;. é que apesar de ser abulante, mais precisamente feirante, estou tendo oportunidade de vender para uma empresa e eles querem nota, já estou pronto com o programa do SEFAZ e tenho essa duvida quanto o preenchimento correto.. desde já agradeço e fico no aguardo.

admin
11/11/2013

CST 102

Natália
27/11/2013

Boa noite!

Estou com dúvida na seguinte operação: Em caso de venda 5401, porém por algum motivo (erro de sistema) o ICMS-ST não foi destacado, qual será o CFOP que devo considerar para escrituração fiscal (5101 ou 5401)? Lembrando que posteriormente será emitido Nota Fiscal Complementar de ICMS-ST.

maiara oliveira
17/12/2013

como faço para colocar o calculo do icms na nota fiscal?

Consultor Vhsys
17/12/2013

Utilize nosso nosso sistema gratuitamente por 15 dias, e veja como é fácil incluir o calculo de ICMS na nota fiscal

pedro henrique
26/12/2013

estou com uma grande duvida. estou abrindo uma micro-empresa e pretendo trabahar com produtos importados da china , em especifico roupas mas meu fornecedor nao emite nota . mas eu depois que a firma ja estiver aberta vou poder emitir nota dela . mesmo nao tendo a nota fiscal do fabricante

isabela
06/01/2014

Boa tarde, sou emprendedora individual tenho uma facçao de costura ,recebo NF com cfop 5901 e devolvo com nota fiscal avulsa CFOP 5902 e 5124,só que agora o cliente quer que eu emita somente a NF com cfop 5124 isso é possível?

Daniel Oliveira
13/11/2014

Isabela, boa tarde,
A operação para ficar correta, você tem que emitir as duas notas uma para devolução e a outra pela cobrança dos serviços.
Poderá haver caso de ter que emitir uma terceira nota que é o CFOP (5 ou 6) 903, quando tratar de devolução de parte das peças enviadas para Industrialização.

Precisando de apoio, entre em contato.

Alexandre
08/01/2014

Pessoal, alguÉm sabe me dizer qual o procedimento de DEVOLUÇÃO, em relação ao processo de SIMPLES FATURAMENTO P ENTREGA FUTURA ( CFOP 5922 E, POSTERIORMENTE 5116/5117 )??

alex
13/01/2014

Bom dia, alguém pode mim ajuda em relação ao um material que foi dado a entrada com o CFOP 6118 e tenho que devolver parte desta mercadoria qual o CFOP de devolução e também tem 6401 entrada e qual o CFOP de devolução.

stefania
22/01/2014

Bom dia!

Preciso fazer um processo de venda a ordem para um cliente isento. Qual o procedimento nesse caso?

Obrigada!

Aline
23/01/2014

Bom dia, preciso fazer uma NF de REMESSA DE GARANTIA e de TROCA.

PARA A GARANTIA QUAL QUE EU COLOCO?
No preenchimento do ICMS.
*modalidad. de.determ.do BC ICMS, clicando na seta parece -> MARGEM VALOR AGREGADO/ PAUTA(VALOR)/ PREÇO TABELADO MÁX (VALOR) E VALOR DA OPERAÇÃO.

E NO PREENCHIMENTO DA

* BC ICMS –> SERIA O VALOR TOTAL DE PEÇA?
* ALIQUOTA DO ICMS -> O VALOR DO 12% DO VALOR TOTAL DE PEÇA
* ICMS –>O VALOR DO 12% DO VALOR TOTAL DE PEÇA

ME AJUDEEEEEM POR AVOR

NARIA JOSÉ
29/01/2014

Fiz uma compra via internet e no DANFE está destacado PIS com alíquota de 1,65% e COFINS 7,60% o CFOP está 5405 porquê estes impostos se é uma venda em São Paulo. por gentileza me explique, sou leiga em fiscal
Maria José

JANETDEVO E CARVALHO
03/02/2014

ESTOU EMITINDO UMA NFE DE TROCA… E NÃO SEI QUAL CFOP DEVO USAR… JÁ QUE ESTOU NO RS E A MERCADORIA VAI PARA SANTA CATARINA… SERA QUE ALGUÉM PODE ME RESPONDER.

Edvania Garcia
06/02/2014

Olá,
Não sou contribuindo ICMS, porém preciso emitir uma nota fiscal avulsa/SC referente a uma devolução.
Quando entrou nos creditamos de pis e cofins e agora na devolução com a nota avulsa? Como fica a questão do pis e cofins?

Att.

Alexinaldo Pereira
08/02/2014

Boa noite ! Duvida : Tenho uma oficina e gostaria de saber se todo cliente que possui equipamentos tem por lei obrigação de tirar uma nota de remessa para concerto de seu equipamento antes do mesmo se enviado para uma oficina ? E se esta mesma condição permanece a mesma para deslocamento do equipamento do mesmo município para municípios diferentes ?

Priscila B Barbosa
14/02/2014

Boa tarde!
Tenho uma Nf cujo a natureza dela esta como REMESSA e o CFOP é 6117, minha pergunta é!? Qual é o CFOP que uso para classificar a mesma?.

Att.

Miguel Moura
14/02/2014

recebi uma nota de venda com a CFOP 6.117 qual a que uso para minha classificação

agradeço a atenção

ivone
17/02/2014

gostaria de saber qual a numeração certa do CFOP que devo usar quando for tirar a NF para o Estado do Pará, sendo venda para fora de outro Estado

Consultor Vhsys
17/02/2014

6101 – Venda de produção do estabelecimento
Classificam-se neste código as vendas de produtos industrializados no estabelecimento. Também serão classificadas neste código as vendas de mercadorias por estabelecimento industrial de cooperativa destinadas a seus cooperados ou a estabelecimento de outra cooperativa.

6102 – Venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros
Classificam-se neste código as vendas de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros para industrialização ou comercialização, que não tenham sido objeto de qualquer processo industrial no estabelecimento. Também serão classificadas neste código as vendas de mercadorias por estabelecimento comercial de cooperativa destinadas a seus cooperados ou estabelecimento de outra cooperativa.

CAROLINE
19/02/2014

GOSTARIA QUE TIRASE UMA DUVIDA MINHA, EU EMITIR UMA NOTA FISCAL DE VENDA INDUSTRIALIZADA CFOP 5101, POREM MEU CLIENTE ME DEVOLVEU COM O CFOP 5556, LOGO EU PEDI PARA QUE ELE EMITISE OUTRA NOTA FISCAL COM A DEVOLÇÃO DE ACORDO COM A EMISSAO DA 1º NOTA. ELE DISSE QUE A NOTA FISCAL PARA ELE SERIA DE CONSUMO. gOSTARIA DE SABER SE ESTOU CORRETA COM O CFOP DE DEVOLUÇÃO DE ACORDO COM A NOTA EMITIDA 5201?

Lucélia
08/05/2014

Bom dia! Quando vc emite uma NF, tem que emitir com a sua visão de quem está vendendo, por isso se a sua venda é de produto industrializado vc deverá preencher com CFOP 5101. Porem, a visão de quem está comprando é diferente da visão de quem está vendendo. O seu cliente vai entrar com a mercadoria de acordo com o destino que ele dará a mercadoria. Se for revender, usar, consumir ou mesmo imobilizar ele deverá dar o tratamento para tal situação.
Quando ele comprou de vc, ele iria destinar a mercadoria para uso e/ou consumo da empresa dele, mas como houve a devolução, teve que ser com o CFOP 5556 que é Devolução de compra de material de uso e consumo.
E quando vc receber esse produto devolvido, terá que entrar com ele novamente com sua visão, que é a de devolução de venda de produção, utilizando o CFOP 1201.
Espero ter sanado sua dúvida!

Viviane Soares
19/02/2014

Prezados, boa tarde!

Quando é emitido uma danfe com CFOP 6913 ref. retorno de demonstração e não houve a circulação da mercadoria e já passou o prazo para cancelamento da nota, pode ser emitido nota para anulação desse retorno?

Manoel Lopes
01/03/2014

Olá precisei fazer devolução de uma mercadoria,encontrei algumas soluções nesta página,crio não ter errado ,o artigo foi muito útil.

MARCOS FARIA
14/03/2014

NOTA DE ENTRADA DEVO UTILIZAR O CFOP DA NOTA OU 1102

JOYNER
15/04/2014

Boa tarde, recebi uma nota fiscal com a natureza da operação : remessa (correto) e no CFOP da nota veio 6101 = compra para industrialização. Para lançar no meu sistema SINF o que faço? lanço como remessa CFOP correto = 2924?

Obrigado!

JOYNER

Marco Bastos
19/04/2014

Prezados, moro no RJ, porém matéria prima em SP e uma fabrica desenvolve um determinado produto e me envia para o RJ em ST, pois tenho no CNAE industrialização por terceiros. Contudo, quando vou vender essa mercadoria para o meu estado tenho que cobrar o ST ??? Se positivo, como faço o cálculo??

LUCIA
05/05/2014

me ajudem pessoal… empresa construção civil enviando mercadoria ativo p/uso fora do estabelecimento(fora do estado sem inscrição estadual nesse estado) quem é o destinatario nesse caso? temos lá um escritorio p/gerenciar as obras.

Lucí
15/05/2014

bom dia!
estou com a seguinte situação:

comprei de um comercio um material com cfop 5.102 e sou industria , comprei com fim de industrialização e vou fazer devolução parcial da mercadoria devo devolver no cfop 5.102 ou 5.202, se 5.202 porque?

grata,
Luci

Kertiana
19/05/2014

A Devolução sempre é feita da mesma forma que a mercadoria chegou na nota.
Se mandaram 5102 devolva 5202 que é o CFOP de devolução de produto tributado. e devolva também base e ICMS.

Daniel Oliveira
13/11/2014

Luci, boa noite.

Você devolve no CFOP (5 ou 6) 202, porque é uma operação de devolução.
A nota de devolução deve ser idêntica a nota de origem para não haver erros fiscais.

Kertiana
19/05/2014

Estou com uma dúvida sobre CFOP,
preciso emitir uma nota da minha empresa para ela mesma e será para consumo, qual CFOP devo usar para saída?
Preciso com urgência!
ATT;

Consultor Vhsys
19/05/2014

Qual o CFOP de que seu fornecedor lhe enviou esta mercadoria.

Kertiana
19/05/2014

Acho que veio como substituto 5403

Consultor Vhsys
19/05/2014

Como o CFOP da nota é 5403 ( Com ICMS ST) deverá utilizar o CFOP 1407, onde:

1.407- Compra de mercadoria para uso ou consumo cuja mercadoria está sujeita ao regime de substituição tributária

Classificam-se neste código as compras de mercadorias destinadas ao uso ou consumo do estabelecimento, em operações com mercadorias sujeitas ao regime de substituição tributária.

Kertiana
19/05/2014

Por favor! Preciso tirar esta dúvida!

Kertiana
19/05/2014

Vendemos extintores de incêndio não lembro o CFOP de compra. Tem algo haver para saída?

Daniel Oliveira
13/11/2014

Boa tarde, caso comercialize, utilize o grupo 102, do CFOP.
Dentro do Estado 5.102, fora do Estado 6.102

Augusto
06/06/2014

Prezados, o MEI pode emitir nota de venda consignação?
Se sim qual é o CFOP que eu devo usar por gentileza?
Tenho que reter, pagar algum imposto sobre esta venda?
Obrigado

Daniel Oliveira
13/11/2014

Augusto, boa tarde.

Por ser MEI, você só paga o ICMS que já está calculado na DAS.
Neste caso aconselho a gerar a nota com o CFOP (5 ou 6) 101, sendo industria ou 102 sendo comércio.
Pois a operação de Consignação envolve a emissão de nota de devolução e por consequência a emissão da nota de venda.

Atente-se as regras fiscais do seu Estado, para não emitir nota de Devolução de Consignação em períodos errôneos.

elpro
25/11/2014

Boa noite, tenho uma duvida a respeito de nota fiscal recebida para industrialização. A empresa emite uma nf de tecido para eu com cfop 5901 e me solicita devolver uma nf com item de produto sendo igual ao recebido e com cfop 5902.
Isso é o correto ou devo fazer a nota fiscal de devolução com a peça industrializada?

Sandra
04/12/2014

Me ajuda emitir uma NFe com o CFOP 6102, sendo que precisava emitir com CFOP 6117, o que eu faço?

DANIELA
20/02/2015

Qual o CFOP de entrada para o 5113?

Adriana
26/02/2015

Sou Mei e, minha atividade é Confecção de pçs de vestuario, Qual CFO usar .

Francielle
18/03/2015

Bom dia

Os produtos que são vendidos na minha empresa estão sujeitos a ICMS-ST, porém quero enviá-los como consignação mercantil a um cliente. Nessa operação terá ICMS-ST?

Claudia Oliveira
18/03/2015

Boa noite,
Trabalho em uma empresa que comercializa produtos alimentícios para redução de peso e estou verificando que notas fiscais de saída de mercadoria para troca estão com CFOP 6.108 e 5.106, que são de venda. Contestei a contabilidade e fui informada que esta correto e que, quando se fizer a nota de devolução do produto que esta voltando em troca, tudo fica acertado… está correto isso?

Aguardo retorno e desde já agradeço.

Claudia Oliveira

Gisele
25/03/2015

Olá boa tarde,

Gostaria de uma orientação como faço para retificar o CFOP que está diferente da natureza da operação?

de uma NF que já encaminhada para o cliente.

JAIR
02/06/2015

Senhores boa tarde. Estou com uma dúvida com respeito a o CFOP.
Faço uma venda de um produto pelo sistema Finame. Para dar andamento no processo junto ao BNDES/Finame qual o CFOP correto para uma venda fora do estado. Uso o 6922 e quando o equipamento estiver pronto uso 6116?
Favor me informar.
Grato

JOAO MIEIRO
10/08/2015

emiti uma nota com o código 5.124, mas errei o valor unitário, como não dá mais para cancelar, qual o cfop que usarei para fazer a entrada?
grato.

Anderson
12/08/2015

teste

Fernanda
26/08/2015

Ola bom dia
Gostaria de tirar uma duvida, a empresa é prestação de serviço, ela compra a mercadoria (roupa) para demostração do produto qual CFOP seria o correto dela utilizar para esse tipo de compra para demostração? Assim que muda os mostruarios ela vende essa mercadoria, qual o CFOP que ela deve usar para venda? Obrigado

neiva
03/09/2015

boa tarde emiti Nfe para estado de PE, mercadoria com ST, a questão é que depois de todo o processo fui informada de que o cliente é consumidor Final, e não revenda?
como faço para reverter a guia para (valor) para minha empresa?

att. neiva

VHSYS MKT
28/09/2015

Boa Tarde, Neiva!

Peço para que você abra um chamado para o nosso suporte, que terá o maior prazer em resolver suas dúvidas.
Att, VHSYS.

rafaela
02/10/2015

Tenho uma empresa prestadora de serviço no setor da construção civil, fiz uma compra de mercadoria e a mesma veio com defeito, preciso devolvê-la. Como fiz uma aquisição de mercadoria para prestação de serviço e não tenho CNAE de comércio, qual o CFOP deve ser utilizado?

VHSYS MKT
07/10/2015

Bom Dia, Rafaela!

Peço que entre em contato com nossa equipe de suporte através de chamado específico em nosso Sistema 😉
Obrigado!

Att, VHSYS

Cíntia
16/10/2015

Quando faço uma remessa de industrialização com CFOP 5901 e a mesma não sai da empresa e passa o prazo de cancelamento, tenho que fazer a entrada desta nota fiscal para anular a operação com o mesmo CFOP que saiu 1901, correto?

VHSYS MKT
16/10/2015

Bom Dia, Cintia!

Peço que abra um chamado para nossa equipe de suporte. Eles terão o maior prazer em responder sua dúvida 😉
Obrigado,

Att, VHSYS.

Cleu Ferraz
05/01/2016

Ola.
Boa tarde
Gostaria de saber qual dos cfop´s gera imposto em uma nota fiscal pra outro estado de entrega futura com fins específicos para exportação. Se é o de simples faturamento ou o que entrega a mercadoria?

VHSYS MKT
07/01/2016

Boa Tarde, Cleu!

Peço que abra um chamado para nossa equipe de SAC. Eles poderão te ajudar nesse procedimento =)
Obrigado,

Att, VHSYS

Akemy Kanda
10/02/2016

Boa tarde!
Tenho uma empresa prestadora de serviços e devolvi uma mercadoria ao fornecedor. Como não possuo Nota fiscal eletrônica, o fornecedor emitiu nfe para ele mesmo como entrada de devolução de mercadoria. Recebi essa mesma NFE como se a minha empresa estivesse emitindo como saída de devolução de mercadoria, como lanço na escrita fiscal? como saída da minha empresa com essa mesma nfe?

VHSYS MKT
12/02/2016

Boa Tarde, Akemy!

Para compreender melhor a questão recomendamos que procure a ajuda de seu contador. Ele é o melhor conselheiro neste momento e poderá te passar a informação correta. Agradecemos seu contato,

Obrigado,
Att, VHSYS

Meirielen
15/03/2016

Bom dia!!!

Estou com uma dúvida, recebemos uma material com ST CFOP 5405, o material demos entrada como 1401, pois o mesmo seria utilizado como materia-prima e nos creditamos do ICMS , mas ao utilizar vimos que está com defeito e iremos devolver ao fornecedor.
A nota de devolução vou devolver com o CFOP 5.410 sem destaque do ICMS? pq na nota do fornecedor veio sem o destaque. Tenho que lançar esse credito da entrada em outros débitos?

Fernando
06/04/2016

Olá, Meirielen

Sua empresa é cliente VHSYS? Caso sim pedimos que abra um chamado a nossa equipe para maiores esclarecimentos.

NEIDE
28/04/2016

NO CASO MINHA EMPRESA COMPRO MERCADORIA USO CONSUMO 5556 A EMPRESA EMITIU COMO 5102 POIS ELA REVENDE SE EU FOR DEVOLVER ESSA MERCADORIA COMO VAI SER O CFOP?
EU EMITIR DE ACORDO COM O QUE FOI MINHA ENTRADA A EMPRESA DISSE QUE ESTA ERRADA.

Fernando
28/04/2016

Olá, Neide!

Pedimos por gentileza que abra um chamado em nosso site, dessa forma nossa equipe de suporte poderá lhe auxiliar nas questões citadas.

Obrigado!

JUSCELINA MARIA PEREIRA
07/06/2016

Foi muito útil as explicações. Tenho um duvida, qual o CFOP correto na emissão de uma nota fiscal de mercadorias com substituição tributaria, para fora do estado na prestação de serviços com utilização de mercadorias. Empresa do simples nacional que esta emitida a NFe.

Vilma Calanca
14/07/2016

Agradeço demais a quem puder me ajudar.
Somos Simples Nacional no Estado do Rio de Janeiro (Comércio de Mats de Construção) – Compramos de uma empresa no Estado de Goiás um material com ST, porém a ST não vem destacada na NF, vem á parte e nós restituímos esse valor após o recebimento da mercadoria, A minha dúvida é que a Nota Fiscal deles vem com CFOP 6101, está correto? Outra dúvida é que ao emitir a nossa NF ara nosso cliente eu utilizo o CFOP 5405 e a CST 0500, também está correto?? Por favor, preciso muito dessa ajuda. Agradeço antecipadamente.

Ricardo Genaro
18/08/2016

bom dia

uma duvida, existe a operação legal onde eu compre um produto, retire ele no meu fornecedor, e entregue direto no meu cliente, ou seja, sem circular pelo meu estabelecimento??

Fernando
23/08/2016

Pedimos que, caso seja cliente VHSYS, abra um chamado para nossa equipe de suporte referente à sua dúvida.

Adriane
03/11/2016

O CFOP que vem em cada produto da NF de entrada, quando for vender esse item, a NF de saída tenho que usar o mesmo CFOP da de entrada?

Jorge
04/11/2016

Olá Adriane, tudo bem?

Pedimos que, caso seja cliente VHSYS, abra um chamado para nossa equipe de suporte referente à sua dúvida.

Jussara Solanha
29/11/2016

Bom dia !Gostaria de saber como faço para emitir uma nota de transporte de uma maquina agrícola que irá prestar serviços no Mato Grosso.Já tenho o contrato da prestação de serviço.
Desde já agradeço.

Jorge
01/12/2016

Olá Jussara, tudo bem?

Pedimos que, caso seja cliente VHSYS, abra um chamado para nossa equipe de suporte referente à sua dúvida.

Cristiano dos Santos
02/12/2016

Preciso emitir notas de cobrança sem envio de mercadoria contra transportadoras, que fizeram avarias nos volumes, mais (+) o frete de reembarque da reposição enviada por terceiro ao cliente. Qual CFOP, tipo de movimento e descrição de item???

Jorge
02/12/2016

Olá Cristiano, tudo bem?

Pedimos que, caso seja cliente VHSYS, abra um chamado para nossa equipe de suporte referente à sua dúvida.
Obrigado 🙂

Raphael Alves do Amaral
29/12/2016

Parabéns pela matéria, muito esclarecedora e objetiva. Ajudou muito no esclarecimento da minha dúvida.

sds.,
Raphael Alves do Amaral

Visualizar mais