Empreendedores: dicas para empresas novas

Jorge

Empreendedores: dicas para empresas novas

Os brasileiros são empreendedores e, segundo dados do Governo Federal, a cada ano são abertas 600 mil novas empresas. O diferencial que mostramos é a capacidade de lidar com as adversidades e apostar no novo, prova disso é que grande parte dos novos negócios estão ligados às novas tecnologias, as startups. Mas o que explica essa onda crescente de empreendedorismo no Brasil? É sobre isso que falaremos neste artigo. Acompanhe e entenda.

Um modelo bem conhecido por empreendedores de países desenvolvidos começa a se estabelecer no Brasil. Trata-se do entrelaçamento de “educação, senso de oportunidade e incentivos do poder público”.

Educação visionária

O amadurecimento do setor empreendedor no Brasil pode ser medido pela quantidade de produtos e serviços voltados para ele. Nas últimas décadas temos visto crescer exponencialmente a literatura voltada para os negócios, assim como o surgimento de cursos e graduações especializadas em empreendedorismo. Não é fortuito também que a área de coaching empresarial se mostre como um importante nicho atualmente.

São iniciativas que surgem da demanda do mercado. Afinal, existe a procura? Criam-se as ofertas. E retroalimentam o ecossistema, num esquema que podemos demonstrar da seguinte maneira: empresas surgem à demandas específicas à respostas criativas à novas empresas.

O grande surgimento de novos negócios também está ancorado nos incentivos fiscais oferecidos pelo poder público.

Somos um país ainda muito burocratizado, sendo essa uma das causas do grande número de empreendedores sem registro. Visando enfrentar essa situação, nos últimos anos, o governo tem criado novas políticas de incentivo. A saber: Lei do Microempreendedor Individual, Simples e Startup Brasil.

Aumente a produtividade da sua empresa com o sistema de gestão do VHSYS

Esses programas ajudam a diminuir a burocracia, agilizando os processos e, consequentemente, auxiliando a abertura ou regularização de empresas.

Para isso o senso de oportunidade é essencial. Em cada esquina, mesmo no bairro mais longínquo há uma lojinha, um armazém. O perfil dos empreendedores brasileiros é amplo, desde a chefe de família que precisa gerar uma rendas extra, à visionária que encontrou uma brecha no mercado. O que os aproxima e o desejo pela independência. Também é importante notar que entre os aspirantes e o empreendedores já em atuação há a necessidade de formação.

Isso porque por meio de cursos e materiais práticos o empreendedor treina seu olhar e desenvolve as suas habilidades. As redes e mídias sociais são um importante meio de adquirir conhecimento, no entanto, não devem ser o único.

Esperamos que este artigo tenha lhe inspirado. Deixe seu comentário!

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

Jorge
Sobre o autor
Jorge
Analista de SEO na VHSYS. Formado em Marketing pelo UNICURITIBA e pós-graduado em Gestão de Negócios pela UFPR.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações