Conecte-se ao empreendedorismo

Como pegar empréstimo para CNPJ?

Tempo de Leitura: 6 minutos
homem com lápis em cima das quatro pilhas de moedas em uma mesa
ERP completo +  Conta PJ Integrada + Maquininha Stone com mensalidade zero

Supere seus concorrentes com a Gestão Integrada

Organize suas finanças e aumente suas vendas, tudo em um só lugar!

Seja para abrir novas frentes ao negócio, garantir mais estabilidade ao empreendimento ou superar crises, o empréstimo para CNPJ é uma das alternativas para as empresas que precisam de aporte financeiro. 

Entretanto, o empréstimo para CNPJ, apesar de seguir a mesma lógica dos empréstimos para pessoas físicas, têm critérios diferentes para aprovação.

Os critérios para aprovação são outros, as linhas de crédito também mudam, assim como os juros dos empréstimos. Além disso, existem alguns cuidados na hora de solicitar uma linha de crédito para pessoa jurídica.

Por ser uma decisão tão complexa, preparamos este conteúdo para te auxiliar a pegar empréstimos para CNPJ de maneira segura e mais assertiva. Neste sentido, abordaremos os seguintes tópicos:

  • Como funciona o empréstimo para CNPJ?
  • Linhas de crédito para CNPJ
  • É possível pedir empréstimo CNPJ com CPF negativado?
  • CNPJ novo consegue crédito?
  • Cuidados ao pedir um empréstimo
  • Formas de facilitar a aprovação de crédito para CNPJ

Como funciona o empréstimo para CNPJ?

O empréstimo para CNPJ, funciona de forma semelhante ao empréstimo de pessoa física. A empresa que precisa de aporte financeiro solicita uma linha de crédito a um banco ou instituição financeira e a partir das informações compartilhadas é feita a análise de crédito.

Essa análise envolve uma avaliação da saúde financeira do negócio, histórico de crédito, fluxo de caixa e outros fatores que comprovam a seguridade do empréstimo.

As condições de pagamento variam de acordo com a linha de crédito solicitada e a instituição financeira escolhida. Entretanto, é importante saber que o empréstimo para pessoa jurídica pode ter taxas de juros mais altas que para pessoas físicas.

Além disso, a contratação de empréstimo empresarial é uma modalidade que pode ser burocrática, dependendo da instituição escolhida.

Uma das maneiras mais práticas de fazer o pedido de aporte financeiro é online, através de fintechs ou empresas que oferecem crédito. Além de ser menos burocrático, também é mais barato.

Afinal, o processo de solicitação de empréstimo por banco segue passos mais longos, pois normalmente é composto de um fluxo com 5 fases (entre a simulação e proposta). Neste sentido, o processo todo pode demorar dias ou semanas, dependendo da instituição. 

Além disso, é importante entender que a decisão de contratar empréstimo para CNPJ deve ser bem pensada, visto que o nome da empresa é que está em risco – e pode ser negativada em casos de inadimplência. 

Antes de consultar fintechs ou bancos, avalie se o empréstimo é a melhor opção, qual parcela do seu capital de giro pode pagar, prazos para pagar a dívida e, principalmente, qual seu planejamento estratégico para a aplicação do dinheiro.

A partir dessas respostas, ficará muito mais fácil escolher a melhor linha de crédito dentre as que estão disponíveis e fazer render o valor emprestado. 

Para te ajudar, listamos 4 linhas de crédito para CNPJ que podem fazer sentido para o seu negócio!

Linhas de crédito para CNPJ

Entender o conceito de linhas de crédito é bastante simples, já que se assemelha muito ao cartão de crédito e saldo rotativo. 

Neste sentido, os recursos monetários oferecidos para CNPJ podem ser utilizados como o empreendedor achar melhor e, assim que for pago, retorna para seu limite pode ser solicitado mais uma vez. 

Assim como as opções de empréstimos para pessoas físicas, os empréstimos para CNPJ possuem diferentes linhas de crédito.

Conheça algumas delas e saiba como escolher o melhor empréstimo para o seu negócio!

Empréstimo sem garantia

No caso dessa linha de crédito, o tomador não precisa oferecer nenhum tipo de garantia para a instituição financeira escolhida. Neste sentido, outros fatores são analisados na hora de fechar o aporte.

Afinal, mesmo sem garantia, não quer dizer que são concedidos sem critérios, porém, este processo acontece de maneira mais rápida do que a modalidade com garantia. 

No empréstimo para CNPJ sem garantia, as análises são feitas através de dois critérios: a comprovação de faturamento mínimo (10 mil reais por mês) e análise de CNPJ (onde avalia-se o tempo mínimo de 1 ano de atividade, se o PJ está ativo e se há vinculação a uma instituição financeira).

Empréstimo com garantia

Como o próprio nome já diz: o empréstimo com garantia garante um bem à instituição financeira a fim de assegurar o pagamento das parcelas combinadas. 

Neste sentido, é possível fazer empréstimos para CNPJ com garantia de veículo ou imóvel, também chamado de home equity.

Essa modalidade diminui a chance de inadimplência, já que existe uma garantia de pagamento. Dessa maneira, os juros podem ser mais baixos e os prazos de pagamento mais longos.

Microcrédito

O microcrédito é uma modalidade de empréstimo para CNPJ de microempreendedor que pretende ampliar o seu negócio. Destinada para os MEIs (microempreendedores individuais) e pessoas jurídicas, cada empreendedor pode captar até 20.000 reais.

As vantagens dessa linha de crédito são as taxas de juros reduzidas, isenção de IOF e a facilidade de aprovação. Existe também a possibilidade de contratar o MPO (Microcrédito Produtivo Orientado), que está disponível para empresas de pequeno porte e MEIs.

A vantagem do MPO é que o agente financeiro serve orientações para o uso do dinheiro emprestado, com foco na saúde financeira do empreendimento.

Financiamentos

Diferente dos empréstimos acima, o financiamento funciona como um crédito cedido pelas instituições. 

Neste sentido, o aporte financeiro deve ter uma finalidade específica e presente em contrato. Dessa forma, condições de aprovação vão depender e variar de acordo com o agente financeiro e a finalidade descrita pelo empreendedor.

A modalidade permite o financiamento de 80% a 100% do bem e o prazo para pagamento se estende até 60 meses. 

Esse tipo de empréstimo para CNPJ pode ser contratado por empresários de pequeno até grande porte e existem bancos e financeiras especializadas neste tipo de aporte. 

Entretanto, as taxas de juros ao mês variam de acordo com a instituição, por isso, é importante comparar as opções disponíveis. 

É possível pedir empréstimo CNPJ com CPF negativado?

Quem tem inadimplências como pessoa física, pode sim fazer empréstimo com o CNPJ. Entretanto, o nome sujo gera algumas dificuldades conforme a situação do devedor.

Mesmo assim, o CNPJ ativo oferece mais garantias de pagamento por parte do credor. Outro ponto importante é ressaltar que os bancos que aceitam fazer empréstimos para CNPJ mesmo com o CPF negativado tem regras específicas para linha de crédito.

Isso significa que o Custo Efetivo Total do empréstimo pode sofrer grandes alterações. 

CNPJ novo consegue crédito?

Como pegar empréstimo para CNPJ?

Sim! Os bancos oferecem empréstimo para CNPJ novo, entretanto, existem alguns critérios e linhas de crédito que são mais acessíveis para esses casos.

Em média, é preciso ter um tempo de mais ou menos um ano de CNPJ ativo, para que as instituições avalie a solidez do empreendimento, bem como a capacidade de pagamento.

Dentre as dificuldades de se conseguir um empréstimo com CNPJ novo, estão a falta de histórico e o capital de giro inferior ao mínimo considerado seguro pelos bancos. Por isso, é importante que você aposte em outras comprovações para a instituição financeira.

Comprovantes de renda pessoal e da empresa te ajudarão a atestar sua estabilidade financeira e capacidade de cumprir com o compromisso. 

Além disso, a opção de microcrédito também pode ser a mais viável para conseguir êxito no pedido de empréstimo.

Cuidados ao pedir um empréstimo

Os cuidados ao pedir empréstimo para CNPJ são maiores que o de pessoas físicas, mas as dicas a seguir, você poderá levar para a vida!

1. Planejamento

Como todo empréstimo, o aporte financeiro para pessoa jurídica também requer planejamento. Para isso, faça um projeto para analisar onde será investido o valor solicitado e qual a projeção de retorno. 

Afinal, o crescimento também vai ditar como seu negócio irá pagar todo o empréstimo. 

2. Separe sua renda de pessoa física e jurídica

Essa dica é principalmente para aqueles que ainda não estão 100% dedicados ao empreendimento. 

Para entender o rendimento do seu negócio, é preciso separar o que é dinheiro pessoal e do empreendimento, pois, somente dessa forma seu negócio terá dados claros do faturamento e saberá exatamente qual foi o impacto do empréstimo feito.

3. Organize seu orçamento

Organização do orçamento é importante para o negócio como um todo. Por esse motivo, programe como será realizado o pagamento do empréstimo solicitado. 

Tenha o controle de tudo para não se perder no pagamento e conseguir linhas de crédito cada vez melhores. 

4. Cuidado com golpes e fraudes

Além dos cuidados com a organização, nos últimos anos, dispararam os alardes de golpes e fraudes online. Por isso, é preciso tomar alguns cuidados ao solicitar linhas de crédito remotamente:

  • não realize depósitos de adiantamento;
  • pesquise os dados da instituição financeira no Banco Central;
  • confirme o CNPJ da empresa na Receita Federal;
  • verifique informações em redes como Reclame Aqui e em órgãos de defesa do consumidor.

Formas de facilitar a aprovação do crédito para CNPJ

Para contratar um empréstimo é necessário não oferecer risco de crédito empresarial para as instituições financeiras. Neste sentido, é correto afirmar que quanto mais estabilidade financeira a empresa tiver, melhor serão as condições de crédito oferecidas a ela.

Para chegar a conclusão de que o empreendimento tem sua estabilidade, os credores avaliam a saúde financeira do negócio, histórico de pagamentos, posição no mercado, capacidade de gerar fluxo de caixa e outros fatores ligados ao desempenho financeiro.

Além de um bom histórico financeiro, existem outras dicas para facilitar a aprovação de crédito para CNPJ. Confira:

1. Plano de negócio bem estruturado

Ter uma visão clara do crescimento do negócio e das estratégias para melhorar os números, é um claro sinal de estabilidade e saúde do negócio. Ao apresentar um plano de negócios claro e estruturado, mais chances de conseguir contratar o empréstimo.

2. Controle financeiro

Quanto mais controle financeiro, maiores as chances do seu negócio decolar! Esse fator é importante para os credores, por isso, mantenha um bom fluxo de caixa e as finanças da empresa em ordem. 

Essa ação transmitirá confiança para as instituições e aumentará suas chances de aprovação em empréstimos.

3. Buscar opções mais adequadas para seu CNPJ

Como já mostramos, existem várias modalidades de empréstimos para CNPJ, neste sentido, pesquisar as opções mais adequadas para a necessidade da empresa e porte podem aumentar -e muito- as chances de aprovação de crédito.

Quer saber como conseguir o aporte financeiro para seu negócio? Os conteúdos vhsys são focados em ajudar os empreendedores a chegarem cada vez mais longe, confira nossa categoria de textos sobre gestão financeira para te ajudar nessa jornada!

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de gestão online

Preencha os dados para iniciar
seu teste grátis de 7 dias no ERP vhsys.

Sistema de gestão online

Experimente grátis por 7 dias!