Conecte-se ao empreendedorismo

Como calcular juros da máquina de cartão em venda parcelada?

Tempo de Leitura: 5 minutos
como calcular juros da máquina de cartão parcelado
ERP completo +  Conta PJ Integrada + Maquininha Stone com mensalidade zero

Supere seus concorrentes com a Gestão Integrada

Organize suas finanças e aumente suas vendas, tudo em um só lugar!

Como calcular juros da máquina de cartão? Confira tudo o que você precisa saber neste guia!

A compra parcelada é uma das grandes vantagens dos cartões de crédito, essa prática facilita para que os clientes possam realizar compras de maior valor, sem pesar tanto no bolso.

Mas, e a venda parcelada? Você sabe se ela é vantajosa para o seu negócio?

O ponto principal para entender a viabilidade desse tipo de venda é entender como os juros são calculados, para assim garantir que a sua empresa cobre corretamente pelos produtos ou serviços oferecidos.

As taxas da máquina de cartão podem ser um pouco complicadas de se entender, mas, existem informações e ferramentas certas que, com certeza, vão te ajudar a calcular corretamente os valores de juros de cada parcela.

Para te ajudar, neste conteúdo, vamos explicar corretamente como funciona esse cálculo em vendas parceladas e explicaremos outros conceitos importantes para que você tenha mais controle financeiro e tome decisões mais assertivas dentro do seu negócio.

Vamos juntos? Leia o artigo completo e confira as dicas da vhsys!

O que são as taxas de juros de uma maquininha de cartão?

As tarifas de juros da maquininha de cartão são valores adicionais cobrados sobre as vendas realizadas por esse meio de pagamento. Neste sentido, podemos dizer que as taxas são aplicadas para compensar o risco assumido pelo fornecedor da maquininha em oferecer essa opção de pagamento.

Essas taxas variam de acordo com o fornecedor da maquininha de cartão e as diferentes transações disponibilizadas.

De modo geral, as empresas cobram taxas mais comuns, tais como juros por parcela (em vendas parceladas), taxas de desconto (cobrança por transação), taxa de antecipação (por antecipar vendas parceladas) e taxas de saque (correspondente pelo saque do valor das vendas).

Mesmo que haja diferença de cobrança entre os fornecedores, para calcular corretamente as taxas de juros da maquininha de cartão, é importante entender a taxa de juros nominal e a taxa de juros efetiva. 

Neste caso, a taxa de juros nominal é o valor da taxa de juros anunciada pelo fornecedor, enquanto a taxa de juros efetiva é o valor real da taxa de juros, que inclui todos os custos adicionais.

Como funciona a taxa de juros de uma máquina de cartão de crédito?

Para entender como calcular juros da máquina de cartão, é preciso compreender como as taxas.

As taxas de juros de uma maquininha de cartão funcionam como um custo adicional que é cobrado para processar as transações de venda realizadas através do dispositivo de pagamento. 

Essas tarifas são calculadas como uma porcentagem do valor total da venda e variam de acordo com o fornecedor da maquininha, o tipo de cartão utilizado, o valor da venda e outros fatores.

Quando você realiza uma venda através da maquininha de cartão, o valor total da venda é processado e uma porcentagem é cobrada como taxa de desconto.

Por exemplo, se a taxa de desconto do fornecedor da maquininha for de 3%, significa que, em uma venda de R $100,00, R $3,00 serão cobrados como taxa de juros.

Caso a venda seja parcelada, além da taxa de desconto, será cobrada uma taxa de parcelamento. 

Neste caso, temos outro exemplo: se a taxa de parcelamento for de 2%, em uma venda parcelada em 6 vezes de R $100,00, R $12,00 serão cobrados como taxa de juros.

Quer saber como chegamos neste valor? A seguir, separamos algumas dicas de como calcular os juros de uma venda parcelada.

Como calcular a taxa de juros de uma venda parcelada?

Agora que você já sabe os pormenores da taxa de juros de venda parcelada, chegou a hora de aprender a calcular os valores descontados.

Vamos pelo começo, calcule o valor total da compra parcelada, afinal, os valores mudam de acordo com as parcelas. Um exemplo, se uma compra de R$1000,00 e optar por parcelar 12 vezes de R$100,00, automaticamente, o valor total da compra mudará para R$1200,00.

O segundo passo, é calcular o valor dos juros que está sendo cobrado. Para chegar neste valor, é preciso considerar o valor total da compra parcelada e subtrair pelo valor original. Ou seja, se usarmos o exemplo anterior, a conta a ser feita é R$1200,00 – R$1000,00 = R$200,00. Esse é o valor total dos juros.

Agora para calcular a taxa de juros, divida o valor total dos juros (R$200,00) pela quantidade de parcelas e, em seguida, divida novamente pelo valor original da compra.

Neste caso, utilizando o mesmo exemplo, a conta fica assim: 

(R$200 ÷ 12) ÷ R$1000 = 0,0167, ou seja, a taxa de juros mensal é de 1,67%.

Simples, não é mesmo? Essa é a taxa de juros por mês, mas se quiser saber a taxa de juros anual, é só multiplicar por 12. Ou seja, no caso acima, a anual seria de 20%.

As diferentes lojas e credores podem usar diferentes fórmulas para calcular a taxa de juros, então é sempre importante verificar as informações com o fornecedor ou consultar um profissional financeiro para mais orientações.

Como calcular a taxa de juros de uma venda à vista?

Mesmo que suas vendas sejam, em maioria, parceladas, nós sabemos que nenhum estabelecimento vive somente dessas vendas. Por esse motivo, para ter um bom planejamento estratégico e fazer a gestão financeira de maneira correta, é preciso contar com todo tipo de juros nas suas contas.

Um deles, são as taxas de juros de vendas à vista. Para te ajudar, criamos um guia passo a passo para te ajudar a calcular essa taxa também!

Para começar, é importante entender que as taxas podem variar de acordo com a empresa que você escolheu como fornecedora da maquininha, mas geralmente gira em torno de 2% a 5% do valor da venda.

Entretanto, em uma venda à vista, você pode optar por repassar essa taxa para o cliente ou absorvê-la no valor do produto. Se você decidir repassar a taxa para o cliente, é importante que você calcule corretamente para que não haja prejuízos para o seu negócio.

Para calcular a taxa de juros da maquininha em uma venda à vista, siga os seguintes passos:

  • Identifique qual é a taxa cobrada pela maquininha de cartão.
  • Calcule essa taxa em cima do valor da venda. Por exemplo, se a taxa é de 3% e a venda foi de R$ 100,00, a taxa seria de R$ 3,00.
  • Some a taxa ao valor da venda. De acordo com o exemplo, o valor total da venda com a taxa seria de R$ 103,00.
  • Se você optar por repassar a taxa para o cliente, informe o valor total da venda com a taxa adicionada.

É importante lembrar que, ao repassar a taxa para o cliente, você deve deixar isso claro no momento da venda. Informe o valor total da venda com a taxa adicionada e deixe claro que se trata de uma tarifa de processamento de cartão de crédito.

Como a integração e automação de áreas pode facilitar a venda por maquininha

A integração e automação de áreas é fundamental para quem deseja facilitar a venda por maquininha de cartão de crédito. 

Por que? Simples, a venda por maquininha requer uma série de informações e processos. Quando as informações e processos são automatizados e integrados, isso agiliza os processos internos e, consequentemente, melhora a experiência do cliente.

Uma das formas mais eficientes de integrar e automatizar áreas para facilitar a venda por maquininha é utilizando sistemas de gestão empresarial (ERP). 

Com um ERP, é possível integrar os dados de vendas, estoque, financeiro e outros setores da empresa em um só lugar, permitindo uma visão sistêmica para a gestão, melhorando a tomada de decisões.

Além disso, os sistemas de gestão empresarial permitem a automação de processos, como emissão de nota fiscal eletrônica, controle de estoque, gestão de vendas e outras tarefas que ao invés de serem realizadas manualmente, agora são automáticas.

Isso reduz a necessidade de intervenção humana em tarefas repetitivas, o que economiza tempo e praticamente elimina as chances de erros.

Outra forma de integrar e automatizar áreas para facilitar a venda por maquininha é através da utilização de sistemas de automação de vendas. 

Neste caso, é possível fazer a gestão de todo o processo de vendas, desde o atendimento ao cliente até o fechamento da venda. Dessa forma, fica fácil administrar os pedidos, gerenciar os estoques e automatizar o faturamento e a emissão de notas fiscais.

A integração e automação de áreas também pode ser feita através da utilização de sistemas de pagamento online. 

Nesse caso, é possível fazer o recebimento de pagamentos por maquininha de cartão de crédito de forma automatizada e integrada ao sistema de gestão empresarial. 

Quer saber mais sobre taxas de máquina de cartão?

Esperamos que tenha gostado deste conteúdo sobre calcular juros da máquina de cartão!

No blog da vhsys, separamos uma série de conteúdos sobre esse assunto tão importante para a gestão financeira do seu negócio!

Acesse nossos conteúdos sobre setor financeiro.

Como calcular juros da máquina de cartão em venda parcelada?
Ana Flávia Franco

Graduanda em Letras Português na UTFPR que decidiu explorar o mundo da comunicação e os diferentes formatos de texto que só o digital pode oferecer. Apaixonada por inovação, produz conteúdos que buscam simplificar os conceitos complexos ligados à gestão, empreendedorismo e tecnologia.

experimente já

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de gestão online

Preencha os dados para iniciar
seu teste grátis de 7 dias no ERP vhsys.

Sistema de gestão online

Experimente grátis por 7 dias!