Conecte-se ao empreendedorismo

O que é SKU? Como criar e usar no seu controle de estoque

Tempo de Leitura: 7 minutos
o que é sku
ERP completo +  Conta PJ Integrada + Maquininha Stone com mensalidade zero

Supere seus concorrentes com a Gestão Integrada

Organize suas finanças e aumente suas vendas, tudo em um só lugar!

Se você procura uma maneira de organizar melhor o seu estoque, chegou ao lugar certo! Hoje vamos abordar um tema especial que se destaca quando o assunto é gestão de estoque, o código SKU  (Stock Keeping Unit), um código de identificação muito utilizado por varejistas e e-commerce que poderá ajudar em diversos setores da sua empresa, do estoque ao comercial. Quer saber mais sobre esse código? É só nos acompanhar!

O que é SKU?

Também conhecido como Unidade de Manutenção de Estoque, o sku nada mais é do que um código alfanumérico de identificação definido pelo próprio empreendedor para ajudar no controle do estoque e facilitar contagens de inventário. Esse código carrega informações sobre determinado produto, como: cor, tamanho e modelo. Apesar do sku ser um código definido pelo empreendedor para controle interno, o processo de definição desse código precisa acompanhar algumas boas práticas que iremos abordar durante o decorrer desse artigo então, nos acompanhe.

O que significa SKU do vendedor?

Mesmo não sendo considerado um termo padrão na gestão de produtos ou vendas o sku do vendedor pode ser interpretado de algumas formas:

Código de Identificação do Vendedor: Nesse caso ele pode se referir ao código de identificação do vendedor, a maioria das lojas e sistemas utilizam um padrão de identificação para que o vendedor possa  acompanhar suas vendas e metas durante o mês, 

Isso facilita a operação e o fechamento de comissão mensal.

SKU Personalizado pelo vendedor: Um caso menos utilizado mas, que também pode ser uma prática dependendo do modelo de negócio é o SKU personalizado pelo vendedor, em situações como esta o vendedor pode definir o SKU para determinado produto do seu portfólio, também o objetivo de facilitar a gestão de pedidos de reposição e acompanhamento de vendas em casos em que o vendedor tem maior autonomia e responsabilidade.

É muito importante lembrar que essas definições podem variar de acordo com o contexto de cada estabelecimento, isso envolve o sistema utilizado, a gestão e muito mais.

Como o SKU é utilizado no controle de estoque?

O código sku é um dos mais fortes aliados do empreendedor quando o assunto é organização e gestão de estoque. Ele está presente em situações corriqueiras do dia a dia de uma loja, por exemplo onde ações como consulta de estoque, vendas e contagem de inventário são mais frequentes. O código sku permite que você identifique facilmente o produto no sistema e confira a sua quantidade, além de outros dados relacionados a venda como relatórios que irão para o setor de compra, por exemplo.

Por que é importante ter SKU de produto?

Entendemos para que serve e em quais situações utilizar o código SKU, e agora chegou o momento de deixar clara a sua importância. Já sabemos que o estoque pode impactar diretamente na saúde financeira e também no sucesso de uma empresa, certo? Então ferramentas como o sku que são de certa forma simples, de baixo custo e ao mesmo tempo essenciais para garantir a integridade e organização do seu estoque são indispensáveis no seu dia a dia. 

O SKU é como um identificador único para cada tipo de produto, ele tem o poder de simplificar a gestão interna do estoque, garantindo o controle e facilitando a comunicação entre diferentes setores, contribuindo para um fluxo de trabalho tranquilo e uma experiência positiva tanto para clientes quanto para os colaboradores.

Por que usar SKU no controle de estoque?

Após citarmos a importância do SKU fica fácil entender os motivos pelos quais devemos utilizá-lo no controle de estoque não é mesmo? Mas, como o nosso objetivo aqui é tirar todas as suas dúvidas trouxemos mais um checklist, com os principais motivos para você utilizar o SKU na gestão do seu estoque:

  • Organização: O SKU ajuda a organizar os produtos de forma eficiente, funcionando como um código único para cada item. Isso facilita a identificação rápida e a localização correta no estoque.
  • Controle de Estoque: Com SKUs, é mais fácil controlar o estoque de maneira precisa. Cada produto tem um código exclusivo, permitindo um acompanhamento mais eficiente das entradas e saídas, evitando perdas ou excessos.
  • Gestão de Pedidos: Ao usar SKUs, a gestão de pedidos se torna mais ágil. Cada produto é identificado claramente, o que reduz a chance de erros no processamento de pedidos, garantindo que os clientes recebam exatamente o que pediram.
  • Acompanhamento de Vendas: SKUs facilitam o acompanhamento de vendas de cada produto. Esses códigos ajudam a analisar quais itens estão vendendo melhor, permitindo ajustes estratégicos na oferta desses produtos.
  • Comunicação Clara: O uso do SKUs promove uma comunicação clara e assertiva sobre o estoque e facilita que todos os setores da empresa tenham acesso a informações sobre quais produtos com maior rotatividade, maior procura, etc.

Como criar um SKU?

O SKU tem como principal objetivo identificar um produto por meio de suas principais características, para facilitar esse processo e manter as boas práticas é essencial que você crie uma lógica de identificação. Aqui você mesmo irá definir essa lógica e aplicar no seu estoque, para que você possa sintetizar melhor, vamos colocar a mão na massa e criar um SKU para uma coleira de cachorro tamanho P, na cor azul, da marca Zee Dog:

Passo 1: Identificar a marca

Marca: Zee Dog

Passo 2: Identificar o Produto

Produto: Coleira para Cachorro

Passo 3: Tamanho

Tamanho: P (Pequeno)

Passo 4: Cor

Cor: Azul

Passo 5: Características Adicionais (Opcional)

Se houver alguma característica específica, como material especial, ou padrões que facilitem a identificação do produto, por exemplo: “Com estampa de bolinha”

Passo 6: Código Interno (Opcional)

Se a empresa utiliza códigos internos para categorizar produtos, insira nesta seção.

Resultado Final:

A SKU final para uma coleira de cachorro tamanho P, azul, da marca Zee Dog, poderia ser algo como: ZD-COL-P-AZ-001.

ZD: Abreviação da marca Zee Dog.

COL: Abreviação para coleira.

P: Tamanho pequeno.

AZ: Cor azul.

001: Número de identificação exclusivo.

diferenças entre sku e código gtin e ean

Dicas Importantes

  1. Seja simples: Defina um SKU simples e fácil de entender.
  2. Defina padrões claros: Defina um padrão claro para garantir a consistência de todas as SKU, no caso do nosso pet shop o padrão poderia ser o seguinte: Marca – Tipo de produto – Tamanho – Cor.
  3. Garanta Clareza: Use termos simples e compreensíveis para evitar confusão. Lembra-se de que essa é uma ferramenta para facilitar o dia a dia de todos na empresa, então, o mais importante é garantir clareza e consistência na identificação dos produtos.

Como saber o sku de um produto?

Você se lembra das nossas dicas sobre como definir um SKU seguindo as boas práticas, certo? Se um código SKU é definido de maneira clara é fácil identificar o produto a que ele se refere, vamos fazer um teste com o nosso exemplo do pet shop? Vamos escrever o SKU e ver se você consegue acertar o produto, combinado?

como criar sku

Se você pensou em: Coleira de cachorro tamanho P, rosal, da marca Zee Dog, você está correto.Mas, percebe que só foi possível identificar esse produto porque temos um contexto? Nós definimos juntos qual era a melhor lógica a ser utilizada e conhecemos o produto. O SKU é um código definido para o controle interno de empresas, portanto, a lógica por trás dele, deve estar clara bem definida e apontando todas as principais características do produto.

Qual é a diferença entre SKU e código de barras?

A essa altura sempre surge a dúvida: porque não utilizar o código de barras também para controle interno, eles não são a mesma coisa? E na verdade a resposta aqui é não.

A principal diferença entre esses dois códigos está na maneira em que eles são utilizados, enquanto o código de barras é definido pelo fabricante e utilizado em processos de maior escala o SKU é um código interno definido e aplicado para o controle mais assertivo do seu estoque garantindo que você sempre tenha o controle em suas mãos. 

Imagine que o dono do nosso pet shop resolvesse utilizar apenas o código de barras para identificar seus produtos, e um belo dia seus fornecedores resolvessem alterar esses códigos, esse empreendedor estaria em maus lençóis pois precisaria cadastrar todo seu estoque novamente. Por isso é tão importante você manter um controle interno. 

Para deixar ainda mais clara a diferença entre esses dois códigos, vamos listar as principais delas logo abaixo:

INFOGRÁFICO

SKUCódigo de Barras
Usado com foco no controle de estoque interno.xUsado com foco no controle de estoque, logística, fabricação e vendas.
Números, letras e caracteres especiaisxNúmeros
Criado pela empresa que está vendendo.xCriado pelo fabricante.
Pode ser personalizado.xSegue padrões globais e deve ser registrado no GS1 (órgão responsável).
Mais amigável para uso interno.xProjetado para leitura por máquinas.

Qual é a diferença entre SKU e código GTIN/EAN?

O código GTIN (Global Trade Item Number) funciona como o RG de produtos no varejo, ele trás informações sobre todo o ciclo de produção desde a matéria prima até a distribuição, esse código é utilizado ao redor do mundo e apresenta quatro variações, a mais utilizada hoje no Brasil é o GTIN 13 popularmente conhecido como EAN.

Os códigos GTIN/EAN são compostos por números que trazem as informações citadas anteriormente, enquanto eles são utilizados em operações como fabricação e exportação, o SKU é definido e utilizado internamente em uma empresa, ele pode ser composto por números e letras que explicam características simples de um produto para fácil identificação no estoque. 

CaracterísticaGTIN/EANSKU
SignificadoIdentificador global de produtos.Número de referência interno único.
FinalidadeIdentificação universal de produtos em pontos de venda e logística.Uso interno da empresa para rastreamento e gerenciamento de inventário.
PadrõesGTIN-8, GTIN-12, GTIN-13, GTIN-14; EAN-8, EAN-13.Varia entre as empresas; 
ComposiçãoNúmeros variáveis de dígitos (8 a 14).Alfanumérico, podendo incluir letras, números ou ambos.
Abrangência GeográficaPadrão internacionalmente reconhecido.Pode ser específico para a empresa ou local.
UtilizaçãoIdentificação única global de produtos.Controle interno de inventário e operações.
Gerenciamento GlobalFacilita a comercialização internacional.Geralmente específico para a empresa que o utiliza.
Código de BarrasRepresentado como código de barras GTIN-13 (EAN-13) ou outros formatos.Pode ou não incluir um código de barras; pode ter formato livre.

Podemos concluir que o sku assim como o GTIN são códigos essenciais para uma boa gestão de estoque. 

Também não podemos deixar de lembrar que uma boa gestão de estoque também vem acompanhada de um bom ERP, esse é o caso do vhsys! Um ERP completo e integrado com todas as ferramentas necessárias para que você possa dar uma injeção de sucesso no seu negócio! Faça agora mesmo um teste gratuito!

teste-gratis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de gestão online

Preencha os dados para iniciar
seu teste grátis de 7 dias no ERP vhsys.

Sistema de gestão online

Experimente grátis por 7 dias!