Conecte-se ao empreendedorismo

O que é código GTIN e como criar um?

Tempo de Leitura: 6 minutos
o que é código gtin
ERP completo +  Conta PJ Integrada + Maquininha Stone com mensalidade zero

Supere seus concorrentes com a Gestão Integrada

Organize suas finanças e aumente suas vendas, tudo em um só lugar!

O código GTIN é o código número do código de barras de um produto e suas variações. É um identificador global de mercadorias que deve ser criado no órgão oficial pela empresa fabricante ou distribuidora dos itens.

Se você trabalha com cadastro de produtos, fabricação e venda de mercadorias ou criação de embalagens provavelmente precisa entender algumas regras envolvendo esse código global, certo?!

É por isso que neste post vamos fornecer todas as respostas para as dúvidas sobre o código no Brasil e no mundo.

O que é código GTIN?

GTIN significa Código Global de Item Comercial, é o código numérico que fica no código de barras (o antigo código EAN) e serve para identificar produtos no mundo todo

CÓDIGO GTIN

Todo GTIN deve ser criado e gerenciado pela GS1, uma organização internacional que desenvolve padrões para a cadeia de suprimentos.

Tipos de GTIN

O código GTIN pode ter diferentes comprimentos, incluindo GTIN-8, GTIN-12, GTIN-13 e GTIN-14, cada um adequado para diferentes necessidades e contextos de negócios.

Tipo de CódigoComprimentoUso Principal
GTIN-8 (EAN-8)8 dígitosEmbalagens pequenas
GTIN-12 (UPC)12 dígitosEUA e Canadá, produtos de consumo
GTIN-13 (EAN-13)13 dígitosPadrão global para identificação de produtos
GTIN-14 (ITF-14)14 dígitosEmbalagens de nível superior (caixas de papelão)

Ao selecionar o tipo de código para seus produtos, é essencial considerar o contexto específico de sua operação. Seja lidando com embalagens pequenas, produtos globais ou unidades de expedição em grande escala, há um tipo de código adequado para atender às suas necessidades.

1. GTIN-8: o compacto de oito dígitos

É um código de barras de oito dígitos utilizado para identificar produtos de forma sucinta. Ideal para embalagens pequenas, é uma opção eficiente quando o espaço é limitado, mas a precisão na identificação ainda é essencial.

2. GTIN-12: o conhecido UPC

É um dos tipos mais comuns de códigos de barras. Composto por 12 dígitos, esse código é amplamente utilizado em produtos vendidos nos Estados Unidos e no Canadá. Sua aplicação varia desde alimentos até produtos eletrônicos.

3. GTIN-13: o padrão EAN-13

É um código de barras com 13 dígitos e é utilizado em escala global. Ele é comumente encontrado em produtos fora da América do Norte e é reconhecido por sua capacidade de identificar exclusivamente um item. Se você está envolvido em comércio internacional, é uma escolha sólida.

4. GTIN-14: para identificação de caixas e paletes

É projetado para identificar de forma única as unidades de expedição, como caixas e paletes. Também conhecido como ITF-14 (Código de Transporte Interno de 14 dígitos), esse código é fundamental para o gerenciamento eficiente da cadeia de suprimentos, facilitando a rastreabilidade dos produtos em grandes volumes.

Para que serve o código de barras GTIN?

Presente em grande parte dos produtos que consumimos diariamente, não é apenas uma série de linhas e números, mas sim uma ferramenta obrigatória para a eficiência no comércio. 

Sua principal função é fornecer uma identificação única e universal para cada item, simplificando processos logísticos e trazendo benefícios tangíveis para toda a cadeia de suprimentos.

1. Identificação precisa de produtos

O GTIN permite uma identificação precisa e única de cada produto, eliminando ambiguidades e potenciais erros de identificação. Isso é crucial para evitar confusões no controle de estoque e na gestão de inventário.

2. Rastreabilidade na Cadeia de Suprimentos

Ao longo da cadeia de suprimentos, desde a produção até o ponto de venda, o código de barras GTIN possibilita a rastreabilidade eficiente dos produtos. Isso não apenas facilita a localização de itens específicos, mas também é vital em situações como recalls de produtos.

3. Padronização Internacional

O GTIN segue padrões internacionais estabelecidos pela GS1, garantindo uma linguagem comum para produtos em escala global. Isso é especialmente crucial em um mundo onde o comércio transfronteiriço é cada vez mais comum.

4. Agilidade nos Pontos de Venda (PDV)

Nos pontos de venda, o código agiliza o processo de checkout. A leitura rápida do código de barras facilita a transação, reduzindo o tempo de espera dos consumidores e melhorando a eficiência operacional.

Qual a importância do código de barras para as vendas?

Para empreendedores, usar o código de barras oferece várias vantagens estratégicas que vão além da mera conformidade com padrões. 

1. Precisão no controle de estoque

O código de barras garante uma identificação precisa dos produtos, reduzindo significativamente erros no controle de estoque. Isso resulta em uma gestão mais eficiente, minimizando perdas e otimizando os níveis de inventário.

2. Rastreabilidade aprimorada

A capacidade de rastrear produtos ao longo de toda a cadeia de suprimentos é um dos grandes trunfos do código de barras. Isso não só facilita a localização de itens específicos, mas também agiliza processos como recalls e verificações de qualidade.

3. Facilita a expansão internacional

Ao adotar um padrão global de código de barras, os empreendedores estão melhor posicionados para expandir seus negócios internacionalmente. Isso simplifica as transações comerciais, garantindo conformidade com padrões reconhecidos globalmente.

4. Agilidade nos processos de venda

Nos pontos de venda, a leitura rápida e precisa do código de barras simplifica o processo de checkout. Isso não apenas melhora a experiência do cliente, mas também aumenta a eficiência operacional, especialmente em períodos de grande movimentação

5. Maior credibilidade e confiança

A utilização do código de barras transmite uma imagem de profissionalismo e conformidade com padrões da indústria. Isso pode fortalecer a credibilidade da marca junto a parceiros de negócios e consumidores, construindo confiança ao longo do tempo.

6. Integração com sistemas de gestão e PDV

O código de barras se alinha perfeitamente com sistemas ERP e PDV, facilitando a integração em plataformas de comércio eletrônico, gerenciamento de estoque e outros softwares empresariais. Essa sinergia contribui para operações mais ágeis.

Como criar um código GTIN?

Ao desenvolver um produto no Brasil, é preciso solicitar o código de barras e o GTIN) por meio da GS1 do país. Felizmente, o processo é simples:

  1. Registre-se na GS1: entre em contato com a GS1 em seu país e registre-se como membro. Isso geralmente envolve o pagamento de uma taxa anual, que pode variar.
  2. Escolha o nível de filiação: Selecione o nível de filiação que atenda às necessidades do seu negócio. A filiação determinará o número de identificação da empresa (GCP – Global Company Prefix) que você receberá.
  3. Atribuição do GCP: após o registro na GS1, você receberá um GCP exclusivo para a sua empresa. Esse prefixo é um componente essencial do seu código GTIN.
  4. Escolha o Comprimento do GTIN: decida qual variação do GTIN é mais apropriada para os seus produtos. As opções comuns incluem GTIN-8, GTIN-12 (UPC), GTIN-13 (EAN-13), e GTIN-14.
  5. Atribuição de números de item: para cada produto, atribua um número de item exclusivo dentro da sua empresa. Isso forma a parte específica do GTIN.
  6. Utilize um algoritmo de verificação: cada GTIN possui um dígito verificador que ajuda a garantir a precisão na leitura do código. Utilize um algoritmo específico para calcular esse dígito.
  7. Combine o GCP, número de item e dígito verificador: una o GCP, o número de item e o dígito verificador para formar o código GTIN completo.
  8. Escolha um formato de Código de Barras: opte por um formato de código de barras adequado ao tipo de produto e às necessidades da sua cadeia de suprimentos.

Aplique o Código de Barras ao produto: imprima ou aplique o código de barras gerado fisicamente no produto, na embalagem ou na etiqueta.

Código GTIN ou EAN?

O “EAN” (European Article Number) é um sistema de códigos de barras mais antigo, enquanto “GTIN” (Global Trade Item Number) é um termo mais atual e amplo que inclui diferentes tipos de códigos de barras, como o EAN. De forma resumida, todos os EANs são GTINs, mas nem todos os GTINs são EANs.

Qual a diferença entre GTIN e SKU?

O GTIN (Global Trade Item Number) e SKU (Stock Keeping Unit) são identificadores usados no varejo e na cadeia de suprimentos, mas possuem funções e obrigatoriedades diferentes.

O código é um identificador global único usado para rastrear produtos em nível internacional e é obrigatório ter em todos os produtos comercializados, enquanto a SKU é um código interno usado para gerenciar produtos e estoques dentro da organização, mas por mais que seja recomendado, não é obrigatório.

Precisa preencher o GTIN na nota fiscal?

Sim, geralmente é necessário incluir o GTIN na nota fiscal, especialmente se o produto que está sendo vendido possui um código de barras associado.

App gratuito com leitor de código de barras

Você já conhece o App do ERP vhsys? Uma solução completamente gratuita que irá mudar a gestão do seu negócio, com ele você poderá contar com soluções que vão além de uma simples leitura de código de barras! Confira:

  • Registro e emissão de pedidos
  • Cadastro de produtos e estoque
  • Controle financeiro com contas a pagar e a receber
  • Acesso fácil aos dados de vendas e ordens de serviço, incluindo cliente, produto, desconto e forma de pagamento
  • Relatórios otimizados, gráficos, controle de permissões e menus de acesso rápido
  • Agenda integrada para organizar seu negócio
  • Localização dos vendedores: com a função ativada no aplicativo, é possível monitorar a posição dos seus representantes diretamente do seu computador, dentro da plataforma de gestão vhsys

Com o App vhsys, você tem a solução do seu negócio na palma da sua mão!

Disponível no Google Play Disponível do App Store

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de gestão online

Preencha os dados para iniciar
seu teste grátis de 7 dias no ERP vhsys.

Sistema de gestão online

Experimente grátis por 7 dias!