O que é necessário para iniciar um e-commerce?

Fernando

 O que é necessário para iniciar um e-commerce?

De acordo com a E-bit, empresa especializada em informações de comércio eletrônico, no primeiro semestre de 2016 foi registrado um crescimento de 5,2% em vendas pela internet, alcançando o incrível faturamento de R$19,6 bilhões, em comparação ao mesmo período no ano anterior.  Mesmo em um cenário econômico desfavorável, o setor teve um crescimento nominal de 15% no faturamento, com um movimento R$41,3 bilhões.

A tendência é que as vendas pela internet cresçam cada vez mais, facilitadas pela praticidade dos dispositivos móveis, tais como smartphones e tablets, alcançando um maior número de usuários e possíveis compradores ao chegar onde a loja física não chega.

Mas para entrar no mundo da e-commerce é preciso estar disposto a enfrentar uma enorme concorrência, bem como estar apto para investir na estrutura virtual e suas demandas.

Começando a sua loja virtual

Uma loja online também é uma empresa e, como tal, para funcionar com êxito, necessita de planejamento econômico e estrutural. Além de fazer o orçamento para montar o seu negócio e das eventuais pesquisas de mercado, definição de público-alvo e concorrência, lembre-se que o meio eletrônico também exige especificações como o registro da marca, compra de domínio, escolha da plataforma para atuar, marketing digital e comunicação. Sem esquecer, é claro, de um estoque bem abastecido.

Conheça o VHSYS e facilite a gestão da sua empresa!

Depois de resolvidas as questões judiciais para começar o seu negócio, a segunda etapa é a escolha da plataforma para assentar a sua loja virtual. Em uma rápida pesquisa na internet você já encontra diversas opções de plataformas para e-commerce. No entanto, leve em consideração o tamanho da sua loja, sua demanda e o que ela irá precisar estruturalmente para crescer.

Compras virtuais precisam de segurança e praticidade e, de acordo com a E-commerce Brasil, existem três maneiras de receber pagamentos online: intermediadores de pagamentos (ideal para quem está começando uma loja virtual), gateways de pagamento (com soluções mais amplas de pagamento) e integração direta com adquirente (para lojistas mais experientes).

Após decidido as formas de pagamento, é hora de pensar na logística da sua loja e pesquisar as opções de entrega e fretes. Pense nos tipos de produto que você irá vender, os cuidados ao manuseá-lo, as regiões que você atenderá e quanto tempo demora para seu produto chegar. Lembre-se que, salvo exceções como erros das transportadoras, respeitar prazos é sempre um dos principais motivos para que um cliente volte a fazer compras com a sua empresa.

Atenção à legislação

O e-commerce é um nicho em constante expansão que, obviamente, também conta com uma legislação para proteger e definir sua atuação no mercado. Fique atento à Nova Lei do E-commerce que exige dos lojistas informações claras a respeito do seu serviço e produtos, atendimento facilitado ao consumidor e respeito ao direito de arrependimento.

A lei ainda decretou que as lojas virtuais devem destacar informações essenciais como nome empresarial e número de inscrição do fornecedor, endereço físico e eletrônico, características essenciais do produto ou serviço (incluindo riscos à saúde e segurança do consumidor), discriminação dos valores (incluindo entregas e seguros), formas de pagamento e prazo de entrega.

Destaque o seu e-commerce!

O que é necessário para iniciar um e-commerce?Para um e-commerce fazer sucesso, é preciso elaborar um plano de comunicação com foco em marketing digital para o aproximar do seu público-alvo e aumentar o seu engajamento através das redes sociais. Um case de sucesso de planejamento de marketing é a da varejista Netshoes que,  apostando em uma linguagem despojada para se comunicar com o seu público-alvo (jovem e esportista), mantém-se constantemente presente e visível nas redes sociais, além de estar sempre pronta para atender seus clientes, respondendo de forma coerente suas sugestões e reclamações.

As redes sociais ainda ajudam você a fazer uma análise aprofundada do que o seu público-alvo deseja, como deseja e por que deseja, facilitando a criação de ações e promoções. Ademais, pensar em como você irá se comunicar com esse público é parte fundamental para o seu sucesso nas plataformas digitais.

Se a sua loja é voltada para um público jovem e despojada, não há problemas em utilizar uma linguagem mais informal, por exemplo. No entanto, pondere o uso das informalidades e não esqueça que, antes de tudo, por mais que você esteja nas redes sociais, você é uma empresa e a linguagem errada na hora errada pode causar severos prejuízos para a sua imagem.

Tratamento ao clientes

Por fim, a parte fundamental para o sucesso do seu e-commerce: os clientes. Mesmo que nem sempre seja fácil, você conseguiu captar os clientes através do seu engajamentos nas redes sociais. Qual é o próximo passo?

Uma equipe bem treinada para oferecer um atendimento personalizado e ágil, prontidão para responder seus consumidores e paciência para contornar situações desagradáveis. Nunca deixe seu cliente esperar muito tempo por uma resposta, seja por e-mail, caixa de sugestões e, principalmente, nas redes sociais. Com o tratamento certo e o problema resolvido você não só irá fazer com que esse comprador torne-se um cliente fiel como irá aumentar as probabilidades desse consumidor indicar a sua empresa para outras pessoas. Afinal, não há maior e mais eficiente feedback positivo do que um cliente indicar a sua empresa para família e amigos.

Finalizando, embora você tenha uma grande economia de custos em optar abrir uma loja virtual ao invés de uma loja física, as responsabilidades são as mesmas e a atenção é redobrada ao lidar com as plataformas digitais e sua instantaneidade, que podem tanto elevar o seu prestígio como sujar a sua marca.

Para obter êxito no seu negócio, não deixe de pesquisar, estudar e acompanhar as mudanças no mercado e as inovações tecnológicas para melhorar o desempenho da sua e-commerce, bem como estar atento às mudanças na legislação para que você não se complique na legalidade e seriedade do seu negócio.

Esse artigo foi útil para você? Compartilhe sua opinião conosco!

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

Fernando
Sobre o autor
Fernando
Formado em Marketing e Coordenador de Marketing de Conteúdo na VHSYS.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações