Piores erros de gestão de Nota Fiscal

Fernando

piores-erros-de-gestao-de-nota-fiscal

Apesar da importância, muitas empresas ainda negligenciam a emissão correta e o armazenamento seguro das Notas Fiscais, mostrando que muitos empreendedores desconhecem o potencial destes documentos como uma peça fundamental para a administração financeira eficiente de uma empresa.

Portanto, o artigo de hoje vai enumerar alguns dos piores erros cometidos na gestão de notas fiscais, para elucidar quanto à importância dos cuidados com as notas.

Confundir DANFE com NF

É uma confusão muito comum, porém, DANFE não é o mesmo que Nota Fiscal. O Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica (DANFe) é uma representação simplificada da NF-e com a função de acompanhar a mercadoria em trânsito por meio do fornecimento de informações básicas sobre a operação em curso (emitente, destinatário, valores, etc), conter a chave de acesso para consulta das informações da Nota Fiscal Eletrônica, auxiliar na escrituração das operações documentadas por NF-e e substituir as notas fiscais nas situações de compensação de crédito.

Não armazenar as NF adequadamente

É obrigação fiscal de toda empresa armazenar todas as notas fiscais emitidas e recebidas por um período mínimo de cinco anos, sob risco de multas e sanções.

O emitente e o destinatário deverão manter as NF-e em arquivo digital pelo prazo estabelecido na legislação tributária para a guarda dos documentos fiscais, devendo ser apresentadas à administração tributária, quando solicitado. Assim, o emitente deve armazenar apenas o arquivo digital.

Além disso, o destinatário sempre deverá verificar a validade e autenticidade da NF-e e a existência de Autorização de Uso da NF-e, tenha ele recebido o arquivo digital da NF-e ou o DANFE acompanhando a mercadoria.

Conheça o VHSYS e facilite a gestão da sua empresa!

Não arquivar os documentos de forma segura

Apesar das facilidades que a tecnologia nos proporciona, nós sabemos que ela é muito vulnerável. Então, não adianta armazenar os documentos apenas no seu HD. Utilize cloud computing, ou “armazenamento em nuvem”, utilização de serviços que funcionam a partir de informações armazenadas em servidores conectados à internet e, não, na máquina do usuário, para não correr o risco de perder documentos importantes.

Não averiguar a validade jurídica

Uma Nota Fiscal Eletrônica possui duas validações de segurança: a Assinatura Digital, “carimbada” no momento da emissão e o Protocolo de Autorização, a garantia que a emissão da nota foi autorizada pela Secretaria da Fazenda. Apenas com as duas informações pode-se comprovar a autenticidade da nota fiscal.

Não utilizar um sistema de gestão de Nota Fiscal

Por fim, o principal: a falta de um sistema eficiente para a gestão de nota fiscal. Com um poderoso software de gestão, você economiza tempo e dinheiro, otimizando os processos do seu negócio que permitem uma melhor visualização do que ocorre dentro da sua empresa, reduzindo, assim, erros de cálculo.

O sistema de gestão online da VHSYS, por exemplo, conta com recursos não apenas para a emissão prática e veloz das NF-e mas também oferece o aplicativo Backup NF-e, que realiza cópias de segurança por período ou por cliente. Clique aqui e experimente grátis!

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

Fernando
Sobre o autor
Fernando
Formado em Marketing e Coordenador de Marketing de Conteúdo na VHSYS.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações