Conecte-se ao empreendedorismo

Como organizar a frente de caixa?

Tempo de Leitura: 3 minutos
Como organizar a frente de caixa
ERP completo +  Conta PJ Integrada + Maquininha Stone com mensalidade zero

Supere seus concorrentes com a Gestão Integrada

Organize suas finanças e aumente suas vendas, tudo em um só lugar!

A frente de caixa, nos comércios físicos, é o momento em que ocorre a finalização da compra. Essa etapa envolve o cadastro de clientes, pagamentos, emissão de notas fiscais, gestão de brindes, troca ou devolução de mercadorias, entre outras ações críticas que interferem diretamente na satisfação do cliente e na organização da loja.

Dada a importância da frente de caixa, é importante que esse setor esteja sempre bem estruturado. É preciso trabalhar com todos os processos definidos e com profissionais treinados para prestar o melhor atendimento possível.

O que é frente de caixa? 

A frente de caixa é o espaço físico ou a etapa de uma compra onde acontece a transação financeira entre o cliente e a empresa. É o ponto de contato em que ocorre a finalização de compras, pagamento pelos produtos ou serviços adquiridos, além de trocas ou devoluções.

Qual a importância da frente de caixa?

A frente de caixa faz parte do processo de atendimento e impacta diretamente na satisfação e na fidelização do consumidor. 

Por exemplo, um atendimento demorado pode impedir que o consumidor retorne na loja para uma próxima compra ou, uma situação ainda mais comum e negativa, é quando os clientes desistem de finalizar a compra devido as filas grandes. 

Inclusive, uma pesquisa chamada Retail Reimagined revelou que 85% dos brasileiros já desistiram das compras para fugir de filas.

Processos da frente de caixa

Os procedimentos utilizados no atendimento e na organização de frente de caixa podem variar de acordo cada empresa, mas em geral, os processos são todos que envolvem uma venda, como:

  1. Registro das vendas e dos pagamentos;
  2. Emissão de notas fiscais;
  3. Monitoramento do fluxo de caixa;
  4. Fechamento de caixa;
  5. Gestão de brindes;
  6. Troca e devolução;
  7. Registro e gestão de comissão de vendedores;
  8. Integração com outros setores, como estoque e financeiro para transmitir as informações de vendas automaticamente e de forma segura;
  9. Criação de relatórios de vendas.

Frente de caixa e PDV são a mesma coisa?

Frente de caixa e PDV não são a mesma coisa, mas são utilizados juntos, pois um depende do outro. O sistema PDV (Ponto de Venda) é o software utilizado para realizar as atividades de frente de caixa.

A frente de caixa é o espaço físico onde acontece o atendimento e, principalmente, a transação financeira entre o cliente e a empresa. Enquanto o sistema PDV é uma ferramenta tecnológica que tem os recursos necessários para que o trabalho da frente de caixa seja mais ágil e seguro.

Por exemplo, um sistema PDV possui funcionalidades como emissão e impressão de notas fiscais, leitor de código de barras, sistema de pagamentos, recurso para gestão de brindes, trocas e devoluções, acesso ao controle de estoque, integração segura com o setor financeiro, emissão de relatórios, entre outras funções. 

Ferramentas existentes para o caixa do seu estabelecimento

O sistema PDV é a principal ferramenta para utilizar na frente de caixa, pois o software possui todas as funcionalidades necessárias para os atendimentos.

Algumas das ferramentas mais comuns do PDV para a frente de caixa são:

  1. Emissão e impressão de notas e cupons fiscais;
  2. Leitor de código de barras;
  3. Integração com dispositivo para pagamento eletrônico (como máquina de cartões de crédito e débito);
  4. Integração com sistema ERP para conectar o PDV com o setor financeiro, vendas, cadastro e estoque, assim todas as informações e transações da empresa ficam armazenadas de maneira segura;
  5. Integração com balança;
  6. Gestão de brindes, trocas e devoluções de mercadorias;
  7. Cadastro de clientes;
  8. Emissão de relatórios e acompanhamento de dados como fluxo de caixa.

Quando automatizar a operação de caixa?

O ideal é utilizar um sistema que automatiza as tarefas de frente de caixa assim que for possível contratar a ferramenta, por questão de segurança dos dados de pagamentos e informações dos clientes, além de ser um recursos indispensável para emissão rápida de notas fiscais, economia de tempo e profissionalização da loja.

Caso o seu estabelecimento ainda não tenha algum tipo de sistema PDV, avalie se:

  1. A loja está com filas de clientes no caixa;
  2. A emissão de notas ou cupons fiscais está demandando muito tempo;
  3. As planilhas não dão conta de organizar pagamentos e cadastros de clientes de forma segura;
  4. A integração do setor de vendas com estoque não está funcionando e há erros frequentes nas quantidades das mercadorias.

Todas essas questões são um indicativo de que o seu comércio precisa de um sistema PDV para automatizar a operação de frente de caixa, evitar quebra de caixa, melhorar a organização da loja e elevar a experiência do consumidor.

Quais estabelecimentos devem investir em um PDV?

Todo estabelecimento que realiza vendas diretas ao cliente de forma física precisa de um sistema PDV para acelerar as vendas e aperfeiçoar os atendimentos, seja micro ou pequeno negócio, seja vendendo produtos ou serviços – como é o caso de pet shop, clínica de estéticas, loja de autopeças, entre muitos os segmentos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de gestão online

Preencha os dados para iniciar
seu teste grátis de 7 dias no ERP vhsys.

Sistema de gestão online

Experimente grátis por 7 dias!