Conecte-se ao conhecimento

CNAE e Simples Nacional: como combinar?

Ao abrir uma empresa o regime tributário é uma das preocupações primordiais. Escolher o regime mais adequado significa, as vezes, lidar com menos burocracia e ainda economizar. Nesse sentido, as vantagens do Simples Nacional despontam. Nesse artigo vamos falar sobre quais os critérios para o enquadramento de acordo com a CNAE no Simples Nacional. Confira!

O que é Simples Nacional?

O Simples Nacional é um regime tributário pensado para reduzir a burocracia, por meio de uma única guia mensal se faz o recolhimento de todos os tributos federais, estaduais e municipais: Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ); Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL); Programa de Integração Social / Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PIS/Pasep); Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins); Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI); Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS); Imposto Sobre Serviços (ISS); Contribuição para a Seguridade Social destinada à Previdência Social (CPP).

Aumente a produtividade da sua empresa com o sistema de gestão do VHSYS

A Guia de recolhimento é o DAS, documento único de arrecadação. O cálculo é feito automaticamente no site da Receita Federal. Até o dia 20 de cada mês. O regime é voltado para micro e pequenas empresas, cujo faturamento anual não ultrapasse a soma de R$3,6 milhões.

>> Conheça o que é Simples Nacional: alíquotas, tabelas e impostos

O que é CNAE?

A CNAE é a classificação Nacional de Atividades Econômicas, ela é importante porque ajuda a normalizar a nomenclatura das atividades exercidas por empresa. Trata-se de um código e como encontrar a CNAE para sua empresa foi tema desse artigo. Para descobrir se a classificação de sua empresa se enquadra no regime tributário é possível conferir no portal do CNAE, no seguinte endereço: http://cnae-simples.net/.

Neste artigo falamos sobre a importância de conhecer corretamente a classificação de sua empresa. Apontamos ainda as facilidades do simples nacional. Reafirmamos a necessidade de, nesses casos que envolvem legislação, procurar a ajuda de profissionais, seja de um contador ou de um advogado. Isso porque evitar problemas com o fisco é vital para uma empresa se manter no mercado. Além disso, escolher o regime tributário adequado ajuda a manter o caixa de sua empresa em dia, sem problemas financeiros.

Esperamos que este artigo tenha lhe ajudado. Qualquer dúvida, escreva-nos.

E deixe sua sugestão nos comentários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assuntos relacionados

Cadastro Newsletter

Fique por dentro dos principais assuntos do mundo do empreendedorismo. Atualize seus conhecimentos, baixando materiais como ebooks, planilhas, vídeos e muito mais.