Licença Médica: quem tem direito e como fazer em diferentes casos
Fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial
Empresa

Quem tem direito a Licença Médica e como proceder em diferentes casos

licença medica

Um dos direitos assegurados ao trabalhador brasileiro é a licença médica. O benefício é dado ao funcionário que, devido a uma doença apropriadamente diagnosticada por um médico, está impossibilitado de exercer suas funções profissionais. No caso, dependendo do tempo de afastamento do empregado, duas situações podem acontecer: a licença médica e o auxílio-doença.

A diferença entre um benefício e outro é: Até os 15 primeiros dias do afastamento, o funcionário obtém a licença médica – remuneração normal paga pelo empregador. A partir do 16º dia, ele passa a receber o auxílio-doença, de responsabilidade do INSS. Ou seja, enquanto o funcionário estiver doente durante esses 15 dias, ele ganhará seu salário normalmente pela empresa. Após esse período, o contrato de trabalho é suspenso e o INSS assume o pagamento de benefícios a ele.

Existe uma exceção a regra: no caso de doenças graves, como câncer ou esclerose múltipla, não é necessário aguardar os 15 dias para encaminhar a situação ao INSS.

Postura da empresa na licença médica

Para obter o benefício, o empregado deve apresentar um atestado médico. A organização não pode contestar este documento, pois existe a presunção de lisura do profissional de saúde. No entanto, se houver dúvidas a respeito da veracidade do diagnóstico, o empregador pode exigir uma reavaliação do médico da empresa e, inclusive, recusar um atestado do posto de saúde se o colaborador tiver plano particular.

A falsificação de um atestado médico, além de ter consequências legais para o funcionário e, se for o caso, ao médico envolvido, também é um dos motivos usados para demissão por justa causa.

Benefícios

Alguns benefícios do empregado podem ser suspensos durante a licença médica, como o vale-transporte (direito adquirido para o deslocamento até o local de serviço), que pode ser devolvido ou descontado do salário do trabalhador, em caso de já ter sido utilizado. O pagamento do vale-refeição e alimentação não têm legislação específica, por isso dependem da convenção coletiva da categoria ou da liberalidade do empregador.

Em relação às férias, o trabalhador perderá seu direito caso sua licença dure mais de seis meses, corridos ou não, durante o período aquisitivo (o tempo de 12 meses que contam para adquirir o benefício).

Aumente a produtividade da sua empresa com o sistema de gestão do VHSYS

Estabilidade

No caso da licença ter ocorrido devido a acidente de trabalho ou doença profissional, o funcionário tem direito a uma estabilidade de 12 meses no emprego após seu retorno. E, se houver sua demissão, a empresa é obrigada a indenizá-lo. Já no caso da licença comum, esse benefício não é garantido, entretanto o empregador não pode demitir seu funcionário durante seu tempo afastado.

E se o trabalhador estiver incapacitado de retornar a sua função, ele pode assumir outro cargo na empresa por meio de um programa de readaptação. Se isso não for possível e o funcionário estiver permanentemente impossibilitado de atuar profissionalmente, uma aposentadoria por invalidez pode ser requerida – mas, em alguns casos, há a reversão deste benefício, com a melhora do empregado posteriormente.

Acompanhamento familiar

Também existe a possibilidade do funcionário pedir para acompanhar um familiar doente. Isso é permitido se o parente for de linha vertical – filhos, pais, avós, netos. Nesta situação, é utilizado a Declaração Médica, geralmente descrevendo o horário ou o período no qual o empregado esteve acompanhando seu familiar. A melhor prática, nesses casos, é um acordo entre as partes em relação a como a ausência será computada.

A empresa pode também criar normas internas para contemplar e explicitar os casos não definidos pela legislação, evitando confusões e conflitos com seus colaboradores.

Organize seus compromissos

A vida de um empregador é cheia de compromissos. Além de reuniões e eventos, ele precisa se organizar com relação aos seus funcionários – data de férias, aniversários, licenças e outros acontecimentos.

Uma agenda bem elaborada te ajuda a não esquecer suas obrigações e não perder tempo. Na loja de aplicativos da VHSYS você pode baixar gratuitamente este recurso, disponível online para que possa ser acessado em qualquer dispositivo. Ele permite a integração com outros calendários, inclusive de terceiros, e envia notificações dos eventos por e-mail e SMS.

E se você deseja otimizar ainda mais seu tempo e organizar melhor as áreas da sua empresa, faça um teste grátis do sistema de gestão online VHSYS. Controle setores como financeiro, vendas, estoque, compras e serviços de maneira prática e eficiente com o software, e potencialize o trabalho do seu negócio.

Rosana Moraes
Sobre o autor
Rosana Moraes
Assistente de Marketing de Conteúdo na VHSYS. Formada em Jornalismo pela PUCPR, com especialização em Mídias Digitais pela Universidade Positivo.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais

Espere, não vá ainda!

Informe seu nome e e-mail e receba um teste gratuito.