Imposto de Renda, quem deve declarar em 2022

InícioLeis e Obrigações Imposto de Renda, quem deve declarar em 2022
Foi publicada hoje pela Receita Federal a prorrogação do prazo final para a entrega da declaração de ajuste anual do Imposto de Renda, para o dia 31 de maio de 2022. O que tem como base os rendimentos obtidos no ano de 2021. A nova data consta da Instrução Normativa n.º 2.077

Esta época do ano é normal o assunto sobre Imposto de Renda estar em alta, e muitas pessoas ainda não sabem do que se trata e como funciona a declaração, a restituição, e o que você precisa fazer para ficar em dia com a Receita Federal. E claro a vhsys está aqui para te orientar!

Você sabia que existe uma diferença entre a declaração de imposto de renda de pessoa física e a declaração de imposto de renda para um MEI? Não!? Calma lá que é mais simples do que você imagina.

Conheça as datas limites, se é necessário você declarar e como fazer as declarações para que você esteja de acordo com a lei.

Neste artigo você vai acompanhar isso e muito mais. Veja o que ira acompanhar:

O que é imposto de renda?

O imposto de renda é um tributo do governo federal sobre o que você ganha. Este imposto é acompanhado de perto pelo governo.

E para que ele consiga fazer este acompanhamento, é solicitado pela Receita Federal, que os trabalhadores e empresas informem anualmente os seus ganhos.

O dia a dia de uma pessoa comum consiste em ganhar e gastar dinheiro. De maneira geral, a renda é sempre tributada na hora que o cidadão ganha o dinheiro. Quando chega ao final do ano, a Receita verifica se o que ela cobrou de você condiz com o que você deveria pagar de acordo com todos os seus ganhos.

Para que a Receita tenha essas informações, é necessário que você faça uma declaração anualmente. A declaração é simples, geralmente é feita entre o começo de março até o final de abril e precisa ter informações sobre seus ganhos e gastos do último ano, bem como os da sua empresa, caso seja aplicado.

Apesar de simples, não são todas as pessoas que precisam declarar o imposto de renda. Que tal você descobrir se precisa ou não realizar a declaração de imposto de renda 2022? Separamos o tópico seguinte exatamente para tratar deste assunto 🙂

Quem precisa declarar em 2022?

Está em dúvida se precisará declarar o imposto de renda 2022? Separamos uma lista abaixo apresentando todos os casos em que precisam fazer a declaração:

  • Caso você tenha recebido mais do que R$ 28.559,70 de renda tributável no ano, como, por exemplo: salário, aluguéis ou aposentadoria;
  • Caso você tenha ganho mais do que R$ 40.000,00 isentos, não tributados ou tributados na fonte, como, por exemplo: rendimentos na poupança ou indenização trabalhista;
  • Caso você teve ganhos provenientes da venda de bens, como, por exemplo, uma casa;
  • Caso você tenha recebido mais do que R$ 142.798,50 em atividades rurais, como, por exemplo: agricultura ou pecuária;
  • Possuía mais do que R$ 300.000,00 em bens;
  • Se mudou para o Brasil em 2021 e permaneceu até o dia 31 de dezembro;
  • Vendeu um imóvel e comprou outro em dentro de um prazo de 180 dias, utilizando a isenção de IR na hora da venda.

Imposto de renda para pessoa física

O IRPF, sigla para Imposto de Renda da Pessoa Física, é um imposto federal brasileiro sobre a renda de uma pessoa física, e só não precisa apurar aquelas pessoas que estiverem dentro do limite de isenção, estabelecidos pela Receita Federal.

Imposto de renda para MEI

O MEI, sigla para micro empreendedor individual, é considerado uma empresa, pois possui um CNPJ. Nesta modalidade, não há necessidade de um contador para realizar a organização fiscal. Vale ressaltar, que é necessário fazer uma separação das rendas como pessoa física e como pessoa jurídica.

A declaração do imposto de renda para MEI é conhecida como Declaração Anual de Faturamento do Simples Nacional (DASN-SIMEI).

A declaração para o MEI precisa ser feita mesmo que o empreendedor não tenha registrado faturamento durante o ano de 2021. E o envio não acarretará em cobranças adicionais, pois o imposto já foi pago no Documento de Arrecadação Simples Nacional (DAS). 

Qual o prazo e como declarar?

Como vimos anteriormente, existem dois tipos de declarações, o IRPF, sigla para Imposto de Renda da Pessoa Física e o Imposto de Renda de microempreendedor individual (MEI), chamado de Declaração Anual de Faturamento do Simples Nacional, cuja sigla é DASN-SIMEI.

O prazo para o MEI declarar é até dia 30 de junho de 2022 e precisa constar seus rendimentos obtidos e os impostos pagos entre janeiro e dezembro de 2021. Já o prazo para pessoa física (IRPF) vai até dia 31 de maio de 2022.

É necessário que a declaração do IRPF tenha registrado na ficha de “Bens e direitos”, que o empreendedor é dono de um negócio MEI, e na ficha de “Rendimentos isentos”, deve constar o lucro que a empresa gerou e o que foi utilizado para liquidar as despesas pessoais.

Importante: o lucro realizado pelo MEI de renda pessoal deve constar no IRPF como sendo rendimento isento, pois a renda já foi tributada na DASN-SIMEI.

A Declaração Anual de Faturamento do Simples Nacional para MEI pode ser feita através do site da Receita Federal em “Simples Nacional” de maneira online. Para acessar basta utilizar seu CNPJ. Também é possível realizar a declaração pelo Portal do Empreendedor.

Viu como a declaração de imposto de renda para MEI é simples? Aposto que você ficou feliz com a notícia.

Já a declaração do IRPF é um pouco diferente, vamos conferir o passo a passo?

1 – Reúna todos os documentos necessários

O primeiro passo é reunir todos os documentos necessários, confira a lista a seguir:

  • Documentos pessoais (RG, CPF, comprovante de residência e os dados bancários);
  • Informe de rendimentos;
  • CPF dos dependentes;
  • Informe de rendimentos financeiros;
  • Comprovante de despesa médica;
  • Comprovante de despesa com ensino;
  • Extrato da previdência privada;
  • Documentação de consórcios contemplados ou não;
  • Contrato social das empresas que é sócio;
  • Recibo de doações;
  • Documentação de veículos e imóveis;
  • Documentação de plano de saúde.

2 – Baixe o programa ou o aplicativo da Receita Federal

Após separado toda a documentação, chegou o momento de baixar o programa da Receita Federal em seu computador, ou se optar pelo aplicativo em seu Smartphone.

Nele é possível você iniciar uma declaração, importar os dados de uma declaração do ano anterior ou selecionar a declaração pré-preenchida caso tenha um certificado digital.

3- Preencha todos os campos e as fichas da declaração

Pegue os documentos anteriormente separados e preencha os campos e as fichas da declaração, tenha muita atenção durante o preenchimento para que você não seja pego na malha fina.

Preencha apenas as informações que você tenha os comprovantes válidos, como por exemplo: recibos e notas fiscais.

4- Escolha a declaração

Após terminar o preenchimento, será apresentado a você o valor a ser pago ou restituído nas modalidades:

  • Declaração completa;
  • Declaração simplificada.

A grande diferença entre as duas é em relação ao abatimento sobre os rendimentos tributáveis. No modelo simplificado, o desconto é de 20%, sendo limitado a no máximo R$ 13.916,36. Já na completa, não existe limite, sendo que o contribuinte deverá informar gastos passíveis de dedução para apurar o abatimento.

Escolha qual será mais vantajoso para você!

5- Transmitir a declaração para a Receita Federal

Pronto, agora basta revisar tudo e transmitir a declaração para a Receita Federal.

Imprima a declaração toda e o recibo. Lembre-se também de criar uma cópia de segurança do arquivo, para importar e facilitar o processo nos anos seguintes.

Viu como é fácil? 🙂

Agora uma dica especial, a vhsys preparou um checklist com o passo a passo para ajudar você a realizar a sua declaração do Imposto de Renda. e você pode baixar grátis, basta só clicar abaixo:

Gostou do conteúdo? saiba um pouco mais em nosso canal no youtube ‘fecha o caixa’, toda semana postamos um vídeo para vocês 🙂

Matheus Cancian
Microempreendedor, graduado em engenharia mecânica na UTFPR atuou como gerente de Marketing, na empresa Júnior smart tech Júnior ,possui formação White Belt, Lean Seis Sigma, realizou intercâmbio nos Estados Unidos com foco no empreendedorismo,  engenharia do ambiente energias renováveis. Especialista em produção de conteúdo na área de pesquisa e desenvolvimento.

Assuntos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Cadastro Newsletter

Fique por dentro dos principais assuntos do mundo do empreendedorismo. Atualize seus conhecimentos, baixando materiais como ebooks, planilhas, vídeos e muito mais.