Conecte-se ao conhecimento

Como se preparar para o fim do emissor MDF-e gratuito

O emissor MDFe acabou? Muitas pessoas podem estar com essa dúvida, apesar do prazo quase encerrado.

A resposta certa é que, na verdade, é o fim do emissor gratuito de MDFe da Sefaz que está próximo. Fique atento, o data limite para encontrar um novo emissor é dia 01 de outubro de 2018.

Então, se você ainda está perdido e tem dúvidas sobre como declarar manifesto de carga por um software emissor e quer saber mais detalhes sobre o fim do emissor gratuito, vamos te explicar nesse artigo!

Leia mais – Como emitir MDF-e: tudo o que você precisa saber

Fim do emissor de MDFe gratuito

Com a implantação do novo modelo de manifesto de transporte, o governo lançou o seu emissor gratuito. Com ele, as empresas não precisavam se preocupar ao emitir MDF-e.

Porém, com o anúncio de que o emissor será descontinuado, alguns administradores foram pegos de surpresa.

Por que ele será descontinuado?

O governo anunciou que o seu fim foi decidido devido à baixa emissão do manifesto eletrônico de documentos fiscais pelo emissor gratuito.

A mesma justificativa que também levou ao fim o emissor de NF-e (nota fiscal eletrônica) gratuito.

Prazo final

Então, a partir do dia 01 de outubro de 2018, o programa será descontinuado e não receberá mais atualizações.

Ele continuará funcionando, sendo ainda possível emitir o documento fiscal após a data. Porém, a partir do momento que houver atualizações de validações ou de regras gerais, ele dará problemas e a emissão será inválida.

Para evitar imprevistos, grande parte das empresas já optaram por um programa de emissão de MDF-e que consegue fazer o trabalho com facilidade e integrar com outras áreas do negócio.

Como encontrar um programa emissor MDFe ideal?

Com a interrupção do sistema gratuito do governo disponibilizado pelo portal mdfe, quem ainda não possui um progama emissor precisa correr atrás da solução.

Os emissores pagos de MDF-e são eficientes e garantem um controle muito maior sobre o que é feito.

Mas, como decidir?

Existem diversas opções e valores. Para te ajudar nessa tarefa, reunimos alguns pontos importantes:

Praticidade

O sistema precisa ser prático, pois você vai utilizar no dia-a-dia da sua empresa.

Multitarefa

Adquirir apenas um emissor de MDF-e pode resolver seus problemas relacionados à ele. Porém, sua empresa é composta por muito mais áreas. Imagina poder integrar todas elas em apenas um local? Com um software que te permite gerenciar todas as atividades da sua empresa, é possível!

Variedade de emissão de documentos

Já imaginou precisar adquirir um emissor para cada tipo de documento? Neste momento, seja prático. Apesar da disponibilidade de emissores gratuitos de notas fiscais eletrônicas, o ideal é optar por sistemas que disponibilizam a emissão de mais de um tipo de documento além da NF-e, como CT-e ou NFC-e, por exemplo.

Tenha controle de todo o seu negócio

Como já falamos, escolha um sistema que permita controlar todo o seu negócio. Assim, você integra suas transações, controla seu estoque e acompanha muito mais de perto sua saúde financeira. Além disso, existe um mundo de possibilidades dependendo do software que escolher 🙂

Dica bônus

Se você ainda tem dúvidas sobre como funcionaria um sistema de gestão na sua empresa, temos uma dica!

O VHSYS, além de emitir MDF-e e realizar o controle adequado para o seu negócio, disponibiliza 7 dias de teste grátis.

Assim você consegue entender como um software funciona na prática!

Conclusão

Com o fim do emissor gratuito da Sefaz de manifesto eletrônico de cargas, muitas empresas foram pegas desprevenidas.

Porém, como você conferiu em nosso artigo, é muito mais fácil emitir o documento por um software e controlar todas as transações do seu negócio.

Pronto para começar a emitir MDF-e? Deixe seu comentário 🙂

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assuntos relacionados

Cadastro Newsletter

Fique por dentro dos principais assuntos do mundo do empreendedorismo. Atualize seus conhecimentos, baixando materiais como ebooks, planilhas, vídeos e muito mais.