Saiba quais são os principais impostos das notas fiscais
Fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial
Controle Fiscal

Saiba quais são os principais impostos das notas fiscais

Saiba quais são os principais impostos das notas fiscais

A legislação brasileira exige a emissão de nota fiscal para todas as vendas realizadas. A obrigatoriedade, que vale para TODAS as empresas, deve conter o cálculo correto de tributos. Mas você saberia dizer quais os impostos devem ser pagos na nota fiscal?

Levando em consideração que a tributação varia do tipo, porte e ramo da empresa, listamos os principais impostos a serem pagos na emissão da NF. Confira!

PIS

Estabelecido por meio da Lei Complementar de n.º 07/1970, o Programa de Integração Social (PIS), é utilizado para promover a integração do empregado na vida e no desenvolvimento das empresas. As arrecadações do PIS são passadas para o programa de seguro-desemprego e abono salarial.

COFINS

Instituída pela Lei Complementar nº 70/1991, a COFINS é a Contribuição para Financiamento da Seguridade Social.

Quem contribui com o COFINS são as microempresas, empresas de pequeno porte e empresas optantes pelo Simples Nacional.

Conheça o VHSYS e facilite a gestão da sua empresa!

ISS

O Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, regido pela Lei Complementar 116/2003 e de competência dos municípios e do Distrito Federal, Tem como fato gerador a relação de serviços contida na Lei n.º11.438/1997.
Esse imposto é pego por profissionais autônomos e empresas prestadoras de serviço.

CSLL

A Contribuição Sobre o Lucro Líquido foi instituída pela Lei 7.689/1988 e é imposta em todas as empresas sem fins lucrativos, empresas concedentes de empréstimos, bolsas de valores, empresas investidoras em fundos imobiliários e toda empresa optante em recolher o Imposto de Renda sobre o Lucro Real, Presumido ou Arbitrado.

IRPJ

Pessoas jurídicas e empresas individuais são contribuintes do Imposto de Renda Pessoa Jurídica. A base de cálculo do imposto e do adicional, decorrente da receita bruta, em cada trimestre, será determinada mediante a aplicação do percentual de 8% (oito por cento) sobre a receita bruta auferida no período de apuração.

ICMS

O Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços é de competência dos Estados e do Distrito Federal. Regulada pela Lei Complementar 87/1996, o ICMS devido é informado na nota fiscal, em coluna própria. No entanto, cada Estado tem sua tabela de valores, podendo mudar este tributo de acordo com cada necessidade.

 IPI

O Imposto sobre Produtos Industrializados incide sobre produtos industrializados, nacionais e estrangeiros. O IPI abrange todos os produtos com alíquota, ainda que zero, relacionados na Tabela de Incidência do IPI (TIPI), observadas as disposições contidas nas respectivas notas complementares, excluídos aqueles a que corresponde a notação “NT” (não-tributado).

Conclusão

Como falamos, a tributação nas notas fiscais varia de empresa para empresa. Os selecionados foram alguns dos principais impostos maior abrangência. No entanto, reforçamos a atenção no controle fiscal nacional que vem sofrendo diversas alterações.

Fernando
Sobre o autor
Fernando
Formado em Marketing e Coordenador de Marketing de Conteúdo na VHSYS.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais

Espere, não vá ainda!

Informe seu nome e e-mail e receba um teste gratuito.