Como emitir boleto com registro?

01.11.2019
imagem padrao

Oferecer diferentes possibilidades de pagamento é um dos fatores que contribui na decisão da compra. 

Para fidelizar clientes e ampliar os negócios, todos os momentos de interação cliente/empresa são importantes. Além de bons produtos e atendimento de qualidade, opções para a realização dos pagamentos é outro ponto que pode contar a favor de sua empresa.

O uso de boleto bancário, por exemplo, uma das formas mais utilizada, pode contribuir para a eficácia do sistema de recebimentos de sua empresa.

Com isso, separamos neste artigo, dicas para ajudá-lo a emitir e gerenciar seus boletos com maior praticidade.

O que é um boleto registrado?

Na modalidade de boleto com registro as informações a serem cobradas são enviadas ao banco, previamente, por meio de arquivos remessa em diversos padrões – CNAB E FENABAN são as mais conhecidas para a prestação de serviços adicionais. Para esse tipo de cobrança o empresário deve remeter o arquivo para o seu banco.

As informações contidas no documento são, por exemplo, cpf e cnpj de ambos, valor, endereço, data de vencimento etc.

Além dessas informações serem registradas no boleto, elas também ficam salvas no próprio sistema da instituição financeira, representando segurança para a empresa e para o consumidor. 

Nesses casos de boleto registrado é cobrado uma taxa por boleto emitido, mesmo se ele não for pago pelo cliente. Geralmente, o banco oferece um pacote de serviços que não inclui todas as taxas para o registro. 

Nessa modalidade, por exemplo, os boletos são registrados no banco e se não for pago, a taxa de permanência do boleto no banco será cobrada. Uma das vantagens desse tipo de carteira é que, em caso de não pagamento, o banco envia o cliente para os órgãos de proteção de crédito.

Boleto sem registro

Na busca de um maior controle dos pagamentos feitos via boleto bancário, a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) estabeleceu que, desde o segundo semestre do ano de 2017, todo boleto bancário passasse a ser registrado pelos bancos, o que seria o fim do boleto sem registro.

Essa medida foi tomada com o intuito de impedir ações criminosas, como a fraude. Idealizado pela Febraban, o projeto Nova Plataforma de Cobrança foi criado como meio de aperfeiçoamento, com mecanismos que oferecem maior controle e segurança a essa forma de pagamento, além de assegurar mais confiança e tranquilidade aos consumidores.

Vantagens do boleto registrado

1) Informações coletadas

Informações completas sobre o pagamento realizado como, por exemplo, quem pagou e quando pagou.

2) Possibilidade de protestar em caso de inadimplência

Caso ocorra casos de inadimplência, com as informações contidas no boleto é possível protestá-lo. Além disso, é possível evitar o pagamento em duplicidade.

3) Rastrear o pagamento

Para o consumidor, as vantagens também são muitas. Ele poderá, por exemplo, fazer o rastreamento do pagamento, o que reduz o risco de fraudes.  Dessa forma, é possível saber se um boleto foi pago. 

4) Facilidade para pagamento

O boleto registrado permite que o pagamento seja realizado em qualquer instituição bancária pelo DDA ou ainda pela atualização do boleto no site do banco que fez a emissão.

5) Reduz erros de cálculo

Boletos registrados possuem menos ocorrência de inconsistências em nos pagamentos realizado, como erros no cálculo de multas e juros.

6) Mais uma opção de pagamento

Para os empreendedores que possuem e-commerce, optar por boleto registrado conta como mais uma opção de pagamento para os clientes. 

Ainda existem empresas que preferem os pagamentos por meio de cartão de crédito, mas no país esse não é o método utilizado muito pelos consumidores.

Quem pode emitir boletos registrados?

Diferente do que muitos pensam, não é somente quem possui empresa que pode emitir esse tipo de boleto. Pessoas físicas que queiram fazer uma transação e precisam de um meio de pagamento também podem emitir.

Para as empresas que possuem um volume maior de transações, o mais recomendado é adotar um sistema de gestão para automatizar o processo de emissão desses boletos. 

Uma das vantagens do boleto registrado é que esse tipo de sistema permite a emissão rápida de boletos e, normalmente, o mercado conta com fornecedores que oferecem ótimas opções de plataformas de pagamentos online.

Sistema de gestão para gerar boleto com registro

Optar pelo uso de um sistema de gestão online na empresa, permite que os boletos sejam emitidos com uma maior facilidade, possibilitando que o pagamento seja feito de forma mais rápida e automatizada. Assim, você consegue controlar todos os pagamentos de onde estiver.

Veja abaixo como funciona o fluxo de de boletos com registro, utilizando o sistema VHSYS:

Após o pedido ser realizado, ou a NF:

Com o sistema VHSYS, além de gerar os boletos registrados você consegue controlar o financeiro, vendas, estoque e realiza a emissão de notas fiscais. O VHSYS possui módulos integrados, facilitando a gestão de todas áreas do seu negócio ao mesmo tempo.

Não perca tempo! Teste o sistema VHSYS gratuitamente por 7 dias e veja na prática como podemos ajudar o seu negócio.

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conheça o VHSYS

Sistema de

Gestão Completa VHSYS

Emita Notas Fiscais

Gerencie as Vendas

Controle o Estoque

Organize seu Financeiro

Saiba mais
Desbloquear conteúdos

Torne-se um empreendedor de sucesso. Tenha acesso aos nossos conteúdos exclusivos gratuitamente.