Conecte-se ao conhecimento

Delivery: Saiba tudo sobre esse serviço

Rotinas exaustivas e agitadas são alguns dos motivos que levam as pessoas a buscarem pela economia de tempo em situações simples do dia a dia, como, por exemplo, comer.

Além disso, a busca pelo Delivery aumentou significativamente nos últimos meses, devido ao isolamento social para evitar a propagação do novo coronavírus. 

Com os estabelecimentos fechados, a principal opção é pedir comida em casa. Com isso, os empreendedor que ainda não ofereciam a opção de tele-entrega, adotaram para poder suprir o novo formato de demanda.

Você tem um negócio, ou está abrindo um, e quer oferecer a opção de Delivery para os seus clientes? Então este post é para você!

Confira o que você vai ver aqui:

Como surgiu o Delivery que conhecemos hoje?

Apesar do seu caráter moderno, o Delivery nasceu há milhares de anos, na Roma Antiga, com a criação dos chamados “termopólios”.

A palavra termopólio vem do latim “thermopolium” e era a espécie de um local destinado à compra de alimentos já preparados, prontos para consumo. 

Basicamente, era uma cozinha de rua e, para muitas pessoas, a única oportunidade de comer algo quente, pois não podiam comprar uma cozinha própria.

Em outra civilização antiga, os astecas, havia grandes mercados ao ar livre e, dentro desses mercados, havia muitos fornecedores de alimentos “em movimento”.

Em 1889, na Itália, foi feito o primeiro registro de entrega de comida, quando o rei Umberto e a rainha Margherita, vencidos pela preguiça, pediram que Raffaele Esposito entregasse uma pizza no palácio de Nápoles.

“Mas o Delivery só serve para comida?” 

Isso é o que vamos responder no próximo tópico.

Delivery é só para restaurantes?

A resposta é não. A palavra Delivery se popularizou mais no âmbito dos restaurantes, mas seu significado, vindo do verbo “deliver” em inglês, quer dizer: “entregar, transmitir, distribuir”. Ou seja, é o ato da tele-entrega em si.

Hoje, existem muitas empresas destinadas a diferentes tipos de entregas, como, por exemplo, Loggi, Rappi, James etc.

De maneira simples e prática, a maioria dessas plataformas funcionam da seguinte maneira: 

O cliente final faz o seu pedido para o estabelecimento específico que, por sua vez, acessa a plataforma e programa entrega, como é o caso da plataforma Loggi.

Mas também existe outro formato de funcionamento. O consumidor entra na plataforma de Delivery, escolhe entre os estabelecimentos cadastrados, adiciona os itens em seu carrinho de compras e finaliza o pedido. Esse é a forma como funciona Rappi e James.

Mas se você não está buscando empresas para fazer entrega e, na verdade, quer oferecer isso aos seus clientes, continue a leitura deste post que o próximo tópico é para você.

Como abrir um Delivery?

A grande maioria dos restaurantes, hoje em dia, oferecem Delivery para seus clientes como forma de dar mais comodidade. Além disso, a tele-entrega é também uma forma de alcançar clientes que, de alguma forma, não se deslocariam para comer em seu estabelecimento.

Um recente levantamento do Sebrae apontou que os consumidores têm preferência por locais que ofereçam entrega em domicílio. Em outras palavras, podemos dizer que quem ainda não oferece essa opção, corre o risco de ficar atrás da concorrência.

Se você já está pensando em adotar o Delivery em seu estabelecimento e não sabe como fazer isso, não se preocupe!

Os próximos tópicos vão te ajudar nisso.

Documentos necessários para abrir um Delivery

Diferente do que muitos pensam, o Delivery, assim como qualquer tipo estabelecimento, precisa ser regulamentado e possuir alvarás para funcionamento.

Veja abaixo uma lista dos principais documentos:

  • Inscrição Estadual;
  • CNPJ;
  • Alvará de funcionamento e localização;
  • AVCB;
  • Certificado de Responsável Técnico;
  • Certificado de Limpeza e Desinfecção dos Reservatórios de Água;
  • POP de Controle de Pragas;
  • POP de Higiene do Ambiente;
  • POP de Higiene Pessoal;
  • POP de Potabilidade de Água;
  • POP de Higienização de Frutas, Verduras e Legumes;
  • POP de Controle de Recebimento de Mercadorias.

Como você pôde perceber com a lista, é muito importante, não só para quem está começando, manter protocolos de higiene, principalmente em época de coronavírus.

Conheça mais sobre os protocolos de higiene no próximo tópico:

Protocolos de higiene

Com as pessoas em casa para evitar a disseminação do novo coronavírus, o Delivery aumentou de uma forma significamente e, com isso, também aumentou a rigorosidade nos protocolos de higiene.

Neste momento, você, como dono de negócio, precisa adotar algumas atitudes para proteger não só seus colaboradores, mas também seus clientes. Para isso, veja algumas dicas abaixo:

Para os entregadores

  • Intensifique a limpeza do estabelecimento e de todos os materiais que são compartilhados entre os colaboradores, como, por exemplo, máquina de pagamento.
  • Garanta aos seus colaboradores acesso fácil a pias com água corrente, sabonete líquido, toalhas descartáveis, lixeiras com tampa acionada por pedal, além de álcool 70% em gel.

Para os clientes

  • Evite receber pagamento em espécie. Dê preferência aos pagamentos realizados por aplicativo ou site. É possível também o pagamento por cartão, em que a própria pessoa manuseie seu cartão.
  • Ao receber o produto, o cliente precisa fazer a higienização correta das embalagens e produtos, quando possível, além de higienizar as mãos com água sabão ou álcool em gel.

Melhor tipo de embalagem

Está em dúvida sobre qual tipo de embalagem adotar para seu Delivery? 

Primeiramente, você precisa se preocupar em preservar a temperatura e a consistência de seus produtos. Depois disso, você pode pensar em praticidade na hora da entrega.

Ao analisar os tipos de embalagens, você deve prezar sempre pela qualidade do material, pois existem alguns materiais no mercado que liberam produto químico ou deixam gosto na comida. Além disso, escolha embalagens que tenham uma boa capacidade de vedação e temperatura sem que sofra deformações. 

De início, você não precisa se preocupar com a personalização das embalagens. Nos modelos mais simples, você pode escrever recados individuais à mão para seus clientes, ajudando eles a criarem afeto pela sua marca.

A melhor forma de consolidar o seu Delivery é dar um passo de cada vez 🙂

Horário de funcionamento

Os finais de semana são sempre os melhores dias para o funcionamento do Delivery. Isso porque aos sábados e domingos, geralmente, as pessoas preferem mais praticidade para suas refeições, pois já passaram a semana toda cozinhando.

Neste período de incertezas que estamos vivendo, considere expandir as horas de atendimento e turnos alternados, pensando também na sua operação. Ao trabalhar menos dias, é possível trabalhar mais horas.

Você pode fazer horários diferenciados de segunda a sexta, pensando em aproveitar ao máximo e focar nos finais de semana e feriados.

Definir a área do Delivery

Se o seu Delivery funciona em uma cidade pequena, você pode atender o município inteiro, entregando em todos os bairros.

Além disso, lembre-se que a decisão sobre a área de cobertura impacta diretamente no tempo de entrega que você vai informar ao cliente. Ou seja, não adianta atender muitos lugares e perder clientes por conta do tempo de espera.  

O tempo de espera também pode ser prejudicado pelo meio de entrega que você escolhe. Conheça mais no próximo tópico.

Qual meio de entrega escolher?

Carro, moto ou bike? Antes de decidir o meio de entrega, você precisa definir a área para entender a distância entre o restaurante e a casa dos clientes.

Outra questão importante a definir é quem fará essas entregas: sua própria equipe ou terceirizado? Uma opção também é contar com os aplicativos de Delivery que comentamos no tópico: “Delivery é só para restaurantes?”.

Canais de atendimento

O seu cliente precisa de um canal efetivo para fazer o pedido, bem como tirar possíveis dúvidas e resolver algum problema que possa ocorrer.

Além disso, você pode usar esses canais para marketing e divulgação, ajudando a melhorar a consolidação da sua marca. Para isso, você pode escolher entre: canais próprio ou canais terceirizados, veja a seguir:

Próprios

Analise seus concorrentes e observe quais os canais disponibilizados por eles para o contato dos clientes. Muito utilizam um site próprio que dá ainda mais liberdade para o cliente escolher calmamente as opções de sua preferência para realizar o pedido.

Você pode usar suas redes sociais como Facebook, Instagram e até o WhatsApp, para divulgar seus pratos principais, os mais pedidos e os novos. 

Procure manter seu público engajado em seus canais: faça postagens diárias, monte um calendário promo para seu negócio e mantenha-os sempre atualizados de sua promoções.

Mas isso não quer dizer que você também não pode contar com a ajuda de aplicativos terceirizados. Aliás, eles podem muito bem ser um complemento.

Terceirizados

Você que está começando um Delivery e precisa ganhar visibilidade, uma boa escolha são os aplicativos de entrega, como Delivery Much, Ifood, Uber Eats, James, entre outros. 

Esses aplicativos de entrega estão super em alta e é uma ótima oportunidade para você divulgar seu cardápio. No início, apenas as recomendações de seus clientes pode não ser o suficiente para ganhar visibilidade, além de restringir muito o público.

Além disso, esses aplicativos estão sempre dando cupons de desconto como cortesia para os usuários, o que contribui para a visibilidade do seu negócio.


Ficou com alguma dúvida sobre o serviço de Delivery? Deixei um comentário para a gente:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assuntos relacionados

Cadastro Newsletter

Fique por dentro dos principais assuntos do mundo do empreendedorismo. Atualize seus conhecimentos, baixando materiais como ebooks, planilhas, vídeos e muito mais.