Saúde financeira: Como está o capital de giro da sua empresa?

O planejamento financeiro de sua empresa ou microempresa é imprescindível para alavancar o crescimento, evitando prejuízos. Vamos falar mais sobre isso hoje. Confira abaixo! Um dos principais problemas que empreendedores enfrentam é a falta de capital de giro. Ele é responsável por grande parte das falências das empresas iniciantes. Mesmo e, principalmente, se sua empresa […]

O planejamento financeiro de sua empresa ou microempresa é imprescindível para alavancar o crescimento, evitando prejuízos. Vamos falar mais sobre isso hoje. Confira abaixo!

Um dos principais problemas que empreendedores enfrentam é a falta de capital de giro. Ele é responsável por grande parte das falências das empresas iniciantes. Mesmo e, principalmente, se sua empresa está em época favorável é preciso criar e manter seu capital de giro. Sabe como fazê-lo?

Por “Capital de Giro” entende-se o ativo circulante da empresa. Ou seja, os bens da empresa que podem ser transformados em capital dentro de um período pequeno. Por exemplo, dinheiro em caixa e mercadorias em estoque.

Em oposição ao ativo circulante, há o passivo circulante, que significa as obrigações da empresa, como contas e dívidas a serem quitadas.

Uma boa saúde financeira é o que fará sua empresa progredir e ter lucros!
Uma boa saúde financeira é o que fará sua empresa progredir e ter lucros!

Para formar o capital de giro – que será uma quantia que garanta o funcionamento da empresa em um perído de crise, por exemplo – é necessário entender o seu processo produtivo. Faça a estimativa de quanto é necessário para manter as atividades de sua empresa ao longo do mês, depois multiplique por três, o resultado dessa soma é a quantia ideal para começar seu capital de giro.

Uma maneira de manter os imprevistos longe, é tentar sincronizar os pagamentos aos fornecedores para uma semana após a entrada de dinheiro, seja por meio de vendas ou outros recebimentos.

Como conseguir formar o capital de giro? Quando a empresa precisa impulsionar o fluxo de caixa, a realização de um financiamento pode ser uma alternativa. Prática comum no mundo corporativo, há linhas de créditos especiais voltadas apenas para empréstimos para empresa, os juros não são muito elevados e você pode gerar um montante de modo rápido, ideais para aquelas situações pontuais, quando é preciso investir na compra de equipamentos que agilizem sua produção, por exemplo.

O mais importante para se considerar em relação ao capital de giro é entender como sua empresa funciona.

Esperamos que este artigo tenha ajudado. Qualquer sugestão ou dúvida, escreva para a gente.

Conheça o VHSYS e facilite a gestão da sua empresa!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assuntos relacionados

Cadastro Newsletter

Fique por dentro dos principais assuntos do mundo do empreendedorismo. Atualize seus conhecimentos, baixando materiais como ebooks, planilhas, vídeos e muito mais.