Conecte-se ao conhecimento

6 maneiras para aumentar a representatividade feminina na sua empresa

Equilibrar trabalho e família continua sendo um desafio fundamental para as mulheres, prejudicando e deixando-as em desvantagem, muitas vezes, em processos seletivos onde homens também disputam as mesmas oportunidades.

De acordo com o Ministério da Economia, as mulheres detêm 42,4% das funções de gerência, 13,9% de diretoria e 27,3% de superintendência. Isso mostra que quanto mais alto o nível dentro da empresa, menos elas aparecem. 

E mudar esse cenário só é possível com o aumento da representatividade feminina nas empresas. Quer saber como fazer isso? Acompanhe as dicas que trouxemos neste conteúdo:

Promova treinamentos focados em retenção e desenvolvimento

A vida profissional de homens e mulheres possuem diferenças bem acentuadas. Uma das principais razões disso é o que chamamos de “dupla jornada”, onde as mulheres precisam dividir sua rotina de trabalho com a rotina doméstica.

E são muitos os casos em que essas profissionais precisam dar uma pausa em seus estudos e vida profissional em algum momento para cuidar do filho recém nascido, dar atenção aos pais idosos e demais situações, atrasando cada vez mais o seu desenvolvimento profissional.

Uma forma de apoiar e ajudar essas mulheres a retornarem ao mercado de trabalho é fornecer treinamentos focados em atualização de mercado, por exemplo, para que alcancem voos mais altos em pouco tempo, recuperando o tempo em que estava fora do mercado.

Reveja as políticas de recrutamento

Ao analisar o quadro de funcionários da empresa e enxergar uma baixa diversidade, pergunte-se: O que pode estar impedindo a inscrição de diferentes candidatos? Todos os candidatos em potencial têm acesso aos empregos que estão sendo publicados?

Você pode fazer uma pesquisa com os funcionários já existentes para conseguir essas informações. Além disso, promover conversas entre a equipe sobre respeito e diversidade, e como isso pode contribuir para criar um ambiente mais acolhedor para todos.

Considere a flexibilidade

A flexibilidade no ambiente de trabalho tem sido cada vez mais discutida nos últimos anos, ganhando uma força ainda maior durante a pandemia. Uma das razões para essa flexibilidade é o aumento da produtividade e o engajamento dos colaboradores, já levantado por diversos estudos.

Mas quando o foco é profissionais mulheres, o trabalho flexível torna-se uma discussão ainda mais importante, pois geralmente, essas profissionais têm dupla jornada, estando mais suscetíveis ao esgotamento e a desmotivação. 

Se você quer tornar o trabalho dessas profissionais mais justo, promova em todos os níveis da empresa, uma reavaliação da abordagem para monitorar o desempenho dos funcionários. Ou seja, considere uma análise de produtividade que enxergue a individualidade da pessoa.

Ouça mais

Apesar de parecer meio óbvio oferecer espaço de fala aos funcionários, muitas empresas ainda têm dificuldade de ouvir de fato o que seus colaboradores têm a dizer. 

Quando os funcionários não se sentem confortáveis ​​para expressar suas opiniões, é comum que não sejam 100% eles mesmos dentro do ambiente de trabalho. Ou seja, a empresa não tem o engajamento necessário dos funcionários para o trabalho feito.

Para isso, é fundamental que os líderes promovam uma troca entre todos, demonstrando interesse em agir de acordo com a visão e a opinião de quem está trabalhando firme para ajudar com os objetivos da empresa. 

Na prática, veja como isso pode ser feito:

  • Crie uma política de portas abertas, literal e figurativamente.
  • Criar oportunidades para feedbacks sinceros.
  • Pesquisa anual de opinião dos colaboradores.
  • Oferecer tempo adequado para perguntas e respostas durante as reuniões gerais.
  • Estabeleça grupos de foco de funcionários para lidar com questões organizacionais e promover mudanças.

Crie programas de referência para indicação de profissionais mulheres

Geralmente, as referências costumam ser consideradas como a melhor fonte de contratações de qualidade nas empresas. Existem algumas hoje em dia, por exemplo, que usam esse fato para incentivar os funcionários a indicarem mais mulheres para os cargos disponíveis, como Pinterest e Intel.

Como resultado, ambas as empresas tiveram um aumento significativo no número de referências do sexo feminino, além de aumentar o número de minorias sub-representadas.

Que tal você oferecer algum bônus ou recompensa aos funcionários que indicarem o maior número de mulheres qualificadas para as vagas disponíveis da empresa? Essa é uma ótima forma de promover a diversidade no ambiente de trabalho.

Recrute de dentro

Já pensou que a sua melhor fonte de futuras líderes pode ser a sua própria empresa? 

A liderança da sua empresa precisa ter o chamado know-how, pensando no apoio ao desenvolvimento da carreira das profissionais mulheres. Além disso, investir em mentoria e patrocínio para oferecer uma orientação a mais à elas. 

Comece seus esforços para colocar mais mulheres em posições de liderança, recrutando as profissionais que já estão prosperando em sua empresa. Lembre-se que elas têm mais experiência com a cultura e o estilo de liderança de sua empresa.


Como você tem promovido a representatividade feminina na sua empresa? Conta aqui para a gente nos comentários 😀

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assuntos relacionados

Cadastro Newsletter

Fique por dentro dos principais assuntos do mundo do empreendedorismo. Atualize seus conhecimentos, baixando materiais como ebooks, planilhas, vídeos e muito mais.