Fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial
Economia

A importância do ponto de equilíbrio para a saúde financeira da empresa

A importância do break even para a saúde financeira da empresa

O objetivo de toda a empresa é o lucro. No entanto, antes de se chegar a essa marca, é necessário alcançar o ponto de equilíbrio, ou seja, o momento no qual os custos e a receita do empreendimento se igualam. Esse valor é importante para avaliar a saúde financeira de um negócio, sabendo se ele está dando prejuízo ou se é lucrativo.

Quer saber como realizar os cálculos para descobrir o ponto de equilíbrio da sua empresa e as demais aplicações deste indicador? Confira neste artigo:

O que é o Ponto de Equilíbrio?

Utilizado em Economia e Finanças, o Ponto de Equilíbrio (ou Break Even Point – BEP, em inglês) indica o valor no qual as despesas e receitas de um negócio se equiparam. Quando uma empresa alcança essa marca, significa que o total de ganhos é o mesmo do total de gastos, em outras palavras, não lucrou nem teve prejuízo. Toda a venda realizada após esse limite é contabilizada como lucro para o empreendimento.

A importância de calcular o Ponto de Equilíbrio

O cálculo deste indicador é fundamental para averiguar a saúde financeira de uma empresa. Se o negócio encontra-se em equilíbrio, significa que houve lucro ou retorno do investimento realizado. No entanto, se o os valores foram abaixo da marca, significa que a receita obtida não foi o bastante para cobrir custos e despesas, prejudicando as finanças do empreendimento.

Sendo assim, o ponto de equilíbrio é uma ferramenta que analisa a viabilidade de um empresa, além de controlar os resultados do seu investimento neste negócio. Essa análise também ajuda na precificação exata e segura dos seus produtos e serviços, estimulando a sua competitividade diante da concorrência.

Aumente a produtividade da sua empresa com o sistema de gestão do VHSYS

Indicadores para cálculo do Ponto de Equilíbrio

Para calcular essa referência, deve-se levar em consideração quatro fatores:

Custos variáveis: custos de produção da sua mercadoria ou execução do seu serviço, que variam de acordo com a demanda.

Custos Fixos: custos permanentes e que independem das vendas ou produção, como aluguel, salário, contas específicas (água e luz).

Vendas: o valor total das vendas dos seus serviços e/ou produtos.

Margem de contribuição: a margem de contribuição é o ganho bruto que se recebe com cada unidade (seja serviço ou mercadoria) vendida. Ele é a somatória dos custos e despesas com a margem de lucro. Ou seja, é quanto cada venda contribui para cobrir os gastos da empresa e gerar rentabilidade a ela.

Como realizar o cálculo do Ponto de Equilíbrio

Para facilitar o cálculo, vamos imaginar a seguinte fórmula:

CT: custo total   CF: custo fixo   CV: custo variável   RT: receita total   P: preço   Q: quantidade

Custos: CT = CF + CV

Receita: RT = P x Q

Lucro: RT – CT

Ponto de Equilíbrio: RT = CT

Realizando esse cálculo simples, você terá um bom indicador da situação financeira da sua empresa. Com esse valor definido, o empreendedor saberá quantas mercadorias ou serviços precisa vender e executar para que seu negócio comece a dar lucro. Além disso, este marcador ainda ajuda nas estratégias para alcançar esse objetivo, como aumentar a quantidade de vendas ou então a margem de contribuição de cada oferta, por exemplo.

Tenha maior controle do financeiro da sua empresa

O cálculo do ponto de equilíbrio é apenas um dos indicadores da situação financeira de um negócio. Além dele, é preciso monitorar frequentemente os custos e despesas, fluxo de caixa, contas a pagar e receber, o valor do estoque, faturamento, entre outros índices.

Esse controle financeiro pode ser difícil se ainda forem utilizados métodos manuais como planilhas, livros e cadernos para realizar seu acompanhamento. Os cálculos podem se perder entre os dados, a consulta das informações pode levar um tempo considerável, o arquivamento desses registros ocupa espaço físico e não é nada prático ter que lidar com tanta papelada.

Uma solução para esses problemas é automatizar os processos financeiros com um sistema de gestão online. Esse tipo de software permite cadastrar e conferir os dados com maior praticidade e agilidade, avaliar a situação com relatórios detalhados e monitorar o desempenho com mais frequência, tendo mais rapidez para identificar equívocos e definir novas estratégias para melhorar a lucratividade da empresa.

O sistema VHSYS possui um módulo específico para o controle financeiro, possibilitando realizar tarefas como fluxo de caixa, contas a pagar e receber, emissão de boletos e recibos, controle de caixa e conciliação bancária. Tudo isso no mesmo lugar e com apenas alguns cliques. Mas não é só isso: o software traz uma solução completa para a gestão empresarial, também oferecendo recursos para as áreas de compras, estoque, serviços, vendas e faturamento.

Tenha maior controle do financeiro da sua empresa e faça um teste gratuito com o sistema VHSYS.

Fernando
Sobre o autor
Fernando
Formado em Marketing e Coordenador de Marketing de Conteúdo na VHSYS.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais