Conecte-se ao conhecimento

O que é benchmarking e qual a sua importância para o crescimento de uma empresa

O mercado está cada vez mais competitivo, e para que um negócio se desenvolva é necessário combinar vários fatores (criatividade, inovação, investimentos) que, com certeza, surgirão de diversas referências. 

Neste caso, é bem comum você ter alguma empresa como “referência” para pesquisar e se inspirar sobre como as suas estratégias, produtos e serviços podem se destacar. E essa pesquisa tem nome: benchmarking.

Para que você entenda como esse método pode ajudar a aprimorar e desenvolver seu negócio, preparamos esse artigo. Confira!

O que é benchmarking?

O benchmarking vem do inglês, que significa “comparação” ou “referência”. Ele também é carinhosamente chamado apenas de bench

É um método que consiste em estudar o mercado e as empresas presentes nele (seus concorrentes, por exemplo), com o objetivo de avaliar a performance do negócio ou setor.

A partir dessa avaliação, a ideia é implementar melhores práticas ou estratégias internas, e melhorar a qualidade dos serviços e produtos da empresa.

Para que serve o benchmarking?

O benchmarking serve para avaliar a abordagem atual do seu negócio, das suas ferramentas e identificar áreas que precisam de mudanças e melhorias, a partir do posicionamento de seus concorrentes.

Muitos donos de negócios ficam focados nas rotinas internas e nos problemas diários, e acabam esquecendo que o mercado evolui rapidamente. 

O bench ajuda seu negócio a ter uma melhoria contínua,  identificar novas tendências e estar um passo à frente no mercado. Em resumo, se inspirar através de olhar estratégico, nunca copiar.

Qual a importância do benchmarking?

Conhece o ditado “a grama do vizinho é sempre mais verde”? O benchmarking quebra um pouco essa ideia. Ao realizar uma pesquisa mais aprofundada e fazer uma comparação com outras empresas, você consegue visualizar melhor as dores de cada negócio ou segmento. 

Os desafios podem ser diferentes, já que cada negócio tem a sua própria realidade. Mas dentro do mesmo segmento, você vai se identificar com muitos pontos de melhoria dos concorrentes. Afinal, cada um tem as suas dificuldades e pontos que precisam ser melhorados.

Além disso, as informações coletadas para melhoria pontuais e desenvolver estratégias novas, com o bench, você e sua equipe também podem descobrir maneiras novas para otimizar custos para aumentar a lucratividade do negócio.

Tipos de benchmarking

O termo “benchmarking” por si só já é bem completo, mas sabia que existem diferentes tipos de bench?

Para entender como e onde seu negócio precisa mudar para melhorar o desempenho, é importante entender qual dos formatos existentes atende melhor seu objetivo.

Para te ajudar nisso, listamos a seguir os tipos mais comuns de benchmarking. Confira!

Benchmarking colaborativo

Uma ou mais organizações concordam em participar, formando uma parceria. A ideia é que todas as empresas envolvidas consigam trocar dados e experiências.

O benchmarking colaborativo é fundamental para ampliar a visão além do seu negócio, setor ou segmento. Normalmente é utilizado por empresas na atividade secundária.

Assim, todos podem comparar e analisar os casos e ações estabelecidos para determinar pontos de referência comuns para melhorar seus processos e crescer como resultado. Além disso, é uma ótima forma de fazer networking.

Benchmarking competitivo 

No caso dessa estratégia de benchmarking, o foco está nos concorrentes diretos. O grande objetivo é avaliar produtos, serviços e processos da concorrência com o objetivo de superá-las.

Ao usar este formato, reúna todas as informações necessárias com antecedência e os motivos para solicitá-las ou investigá-las.

Mesmo que seja algo relacionado com a sua concorrente, os dados devem ser obtidos de forma legal e só podem ser utilizados para aprendizagem, análise e desenvolvimento e devem ser mantidos em segurança em todos os momentos.

Benchmarking interno

Tem como objetivo avaliar os processos internos da empresa, comparando os métodos de cada departamento para buscar melhores soluções e recursos para o desenvolvimento da empresa.

É muito utilizado quando as empresas querem otimizar operações, criar melhores práticas ou até mesmo implementar novos processos em um departamento.

No benchmarking interno, pelo menos dois setores dentro da empresa compartilham métricas ou práticas, com o objetivo de entender o motivo de certas áreas do negócio serem mais eficientes do que outras.

Benchmarking genérico

Focado nas ações que são fáceis de identificar na concorrência, como marketing, espaço físico da loja, tipos de embalagens utilizadas nos produtos, tempo de entrega dos seus produtos, ofertas de serviços, etc.

No benchmarking genérico, você faz uma análise que pode ser feita nas redes sociais, blog, evento que a empresa desejada participou ou com dados fáceis de coletar.

Uma boa dica para fazer isso é o “cliente oculto”: você se passa por um cliente comum na loja física ou canais de atendimento digitais para avaliar a forma de atendimento.

Benchmarking funcional

O objetivo é avaliar as práticas de empresas sobre uma atividade específica. Nesse caso, pode ser feito com negócios de outros segmentos para variar os insights. 

A grande vantagem é identificar pontos positivos de outros ramos para aplicar em seu negócio. 

Benchmarking técnico x benchmarking competitivo

Para te ajudar a entender melhor a diferença entre esses dois formatos, vamos pensar em exemplos práticos.

Uma equipe de design realiza um benchmarking técnico para determinar a funcionalidade do produto ou serviço, especialmente quando comparado com os produtos ou serviços dos principais concorrentes. 

Por exemplo, como os designers avaliam os atributos dos produtos ou serviços da sua empresa em uma escala de 1 para 5, sendo 5 o melhor? Se você não tiver acesso a dados concretos, o trabalho de design pode ser insuficiente e o produto ou serviço pode não ser suficiente para melhorar a competitividade.

Já o benchmarking competitivo compara o desempenho do negócio com seus concorrentes, principalmente em termos de atributos vitais, funções ou valores relacionados aos produtos ou serviços da empresa. 

Por exemplo, em uma escala de 1 a 4 (dos quais 4 é o melhor), como os clientes avaliam os produtos ou serviços do seu negócio em comparação com os dos principais concorrentes? 

Se você não puder obter dados específicos, os esforços de marketing e design podem ser mal orientados.

Vantagens do benchmarking

Como já falamos, o benchmarking é um processo contínuo de pesquisa e colhimento de informações importantes para o crescimento de uma empresa. 

Esse método é o que possibilita que uma organização se atualize no mercado em que se insere e, também, possa observar e aprender com empresas de outros segmentos. 

Toda essa expertise viabiliza o desenvolvimento de diferentes ideias, estimulando a criatividade e inovação da equipe.

Então, em resumo, as principais vantagens do benchmarking são:

  • Atualização e acompanhamento de tendências;
  • Inspiração e captação de novas ideias;
  • Identificação de pontos fortes e fracos do seu negócio e de concorrentes;
  • Mais facilidade na criação de soluções dentro da empresa.

Como fazer um benchmarking?

Antes que uma organização possa colher todos os frutos e benefícios, você precisa entender como realizar um benchmarking. 

Primeiro, é importante realizar uma análise interna para saber o que realmente você busca.

O benchmarking pode ser utilizado para encontrar soluções para algum desafio específico, conhecer algum novo processo ou ser geral.

Por isso, é muito importante que os responsáveis saibam o objetivo e conduzam o bech de forma mais efetiva.

Criamos alguns passos que podem te ajudar a montar um bench eficaz. Confira!

Análise interna

Com o objetivo do bench bem definido, começar com uma análise interna da sua própria empresa pode ajudar.

Os responsáveis pela pesquisa devem conhecer bem a realidade do seu negócio, afinal, um dos propósitos desse propósito é, na maioria das vezes, comparativo.

Então é muito importante conhecer bem a própria realidade para ter um olhar comparativo mais completo. Caso o objetivo definido seja algo específico, pode focar nisso também internamente.

Selecione as empresas

Ao fazer a lista com as duas ou três empresas que você deseja fazer o benchmarking, considere empresas do mesmo ramo. 

Entretanto, dependendo do formato,  nada impede realizar com outras empresas, como vimos anteriormente. Mas as que estão dentro do seu segmento estão próximas da realidade do seu negócio. Isso também vai depender do seu objetivo.

Trace um roteiro e esteja aberto a perguntas.

Escolha os dados que serão analisados

Depois de se certificar que tem todas as informações que pode coletar, você pode começar a montar um fluxo para entender melhor as dores e oportunidades.

É importante lembrar que nesse processo nenhum negócio é perfeito e é necessário ter a mente aberta para analisar as informações de forma objetiva. 

Depois de descobrir, faça um relatório e comece a discutir as próximas etapas para melhorar o desempenho.

Apresentação na própria empresa

Após a aprovação e ter tudo o que você pode fazer bem desenhado, agora é hora de compartilhar as mudanças e melhorias com as equipes da sua empresa.

Quando melhorias e mudanças são implementadas no negócio, é possível que alguns setores tenham um desempenho melhor do que outros. Por isso, as modificações devem ser feitas de acordo com a possibilidade de cada área.

Monitore os resultados

Como já falamos anteriormente, alguns setores podem ter mais dificuldade do que outros com as implementações. Você analisará o desempenho de métricas e metas ao longo de um período de tempo.

Portanto, monitorá-las é a única maneira de entender a eficácia das mudanças. O monitoramento pode demorar um pouco ou muito tempo, dependendo do resultado desejado.

E aí, já organizou ou participou de algum benchmarking? Conte para a gente aqui nos comentários!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assuntos relacionados

Cadastro Newsletter

Fique por dentro dos principais assuntos do mundo do empreendedorismo. Atualize seus conhecimentos, baixando materiais como ebooks, planilhas, vídeos e muito mais.