Nota fiscal de entrada: o que você precisa saber

Consultor VHSYS

As notas fiscais são documentos emitidos pela empresa que oferece um produto ou serviço e servem para comprovar legalmente as operações e, por isso, são obrigatórios em diversos casos. Existem vários tipos desse comprovante, inclusive para registrar o recebimento e retorno de uma mercadoria – neste caso é usada a Nota Fiscal de Entrada.

Neste artigo iremos abordar sobre a importância deste modelo de nota fiscal e como fazer uma boa gestão desse documento. Confira!

Nota Fiscal de Entrada

Basicamente, as notas fiscais de entrada são documentos que registram o recebimento de matérias-primas e mercadorias. Elas devem ser emitidas pelos fornecedores dos produtos e empresas compradoras em algumas situações:  

  • Na compra de mercadorias de pessoas (física ou jurídica) que não são obrigadas a emitir Nota Fiscal de produto (NF);
  • Retorno de industrialização, quando processado por um profissional autônomo;
  • Entrada de mercadorias importadas (diretamente do exterior);
  • Circulação de itens arrematados ou adquiridos em leilão;
  • Retorno do produto após exposição ou feira aberta ao público;
  • Quando a empresa compradora irá retirar ou transportar a mercadoria;
  • Devolução do item vendido.

A gestão correta desses comprovantes ajuda no controle e planejamento de várias áreas de uma empresa, como estoque, financeiro, contábil e na produção. Por isso é importante solicitar a emissão de nota fiscal de entrada de seus fornecedores para ter uma administração mais eficiente destes setores.

Conheça o sistema de gestão empresarial VHSYS!

Procedimento para Notas Fiscais de Entrada

Sempre que receber uma mercadoria em sua empresa, confira se a NF-e está autorizada pela Secretaria da Fazenda (Sefaz) e se houve o envio do arquivo XML da nota. Com base nessas informações é possível registrar a entrada do produto em seu sistema de gestão, importando a versão eletrônica desse documento fiscal, e manter um controle eficiente desses documentos.

Segundo a legislação, o contribuinte deve armazenar as notas fiscais recebidas. Para isso, anotar esse controle em um livro de Registro de Entradas é obrigatório e esse documento deve sempre ser mantido atualizado.

Como emitir Nota fiscal de Entrada quando há devolução de mercadoria?

Imagine a situação: sua empresa efetuou uma venda e a nota fiscal de saída foi emitida, no entanto, pouco tempo depois seu cliente retornou o produto. O que fazer? Neste caso é necessário gerar uma nota fiscal de entrada da mercadoria por meio do Faturamento.

Isso é importante para que o trâmite fique registrado, uma vez que a mercadoria voltará para seu estoque. A emissão da Nota Fiscal de Entrada, deve indicar o CFOP – Código Fiscal de Operações e Prestações e o tipo de Movimento (entrada).

O CFOP será um dos seguintes:

1.201: Devolução de venda de produto do estabelecimento: Encaixam-se neste código devolução, de vendas de produtos industrializados, cujas saídas tenham sido classificadas como “venda de produção do estabelecimento”.

1.202: Devolução de venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros: Cabem neste código a devolução de vendas de mercadorias adquiridas ou recebidas de terceiros – que não sejam objeto de industrialização no estabelecimento – e que cujas saídas tenham sido classificadas como “Venda de mercadoria adquirida ou recebida de terceiros”.

Faça a emissão de suas notas fiscais com praticidade

Como dito anteriormente, ter o controle das notas fiscais emitidas e recebidas é importante para realizar o planejamento de diversas áreas da empresa com maior eficiência, cumprir a lei e não ter problemas com o fisco.

O uso das notas fiscais em sua versão eletrônica facilita esse registro, pois os arquivos são armazenados digitalmente e sua emissão é mais ágil – economizando assim recursos e tempo, ambos precisos para o empreendedor.

Com o sistema de gestão VHSYS a emissão de notas fiscais de entrada se torna ainda mais prática e rápida. No software é possível preencher os campos com apenas alguns cliques, importar o arquivo XML dos documentos e enviá-lo diretamente para os dados do estoque, porque essa operação também é realizada na mesma plataforma. Tudo isso permite maior precisão aos seus registros e maior controle dos processos.

O VHSYS oferece módulos para diversas áreas de uma empresa: vendas, financeiro, serviços, compras e estoque – evitando complicações, pois não é necessário usar várias ferramentas para fazer a gestão do seu negócio. Além disso, o software fornece relatórios gerenciais detalhados para te ajudar no acompanhamento do desempenho de cada setor.

Tenha maior controle das notas fiscais e faça um teste gratuito com o VHSYS!

Esperamos que este artigo tenha te ajudado. Alguma dúvida soube nota fiscal ou outro assunto? Comente abaixo!

Fique por dentro das ultimas novidades no ambiente empresarial

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Consultor VHSYS
Sobre o autor
Consultor VHSYS

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

2 COMENTÁRIOS

RUI KUIMA
10/11/2017 - 11:14:55

Bom dia!
Sou assistente de Materiais de uma distribuidora e tenho como uma de minhas funções o recebimento de devoluções,dando entrada em diversos tipos de retornos: demonstração ,recompra,venda,etc..
Descobri o site de vcs hoje.
Gostei muito do Artigo, o processo de devolução chega ser muito complexo devido várias particularidades,com isso chegando aqui muitas nfs emitidas erradas e é dificil encontrar artigos e livros específicos no assunto.
Vocês administram cursos na área?
Caso,aguardo contato.
Att.

Rosana Moraes
13/11/2017 - 05:13:06

Olá Rui, tudo bem?

Ficamos felizes em ajudar! Você pode acompanhar este blog para ter acesso a mais conteúdos sobre nota fiscal e outros temas voltados a empreendedorismo. Além disso, temos uma página especial para materiais mais aprofundados. Acredito que você irá se interessar pelo o ebook Nota Fiscal Eletrônica e o Guia CFOP. Você pode baixá-los gratuitamente neste link: http://universidade.vhsys.com.br/

Obrigada pelo comentário e até mais!

Visualizar mais