Gestão de Pessoas: conheça a gestão de competências

Fernando

Vale a pena investir na gestão de competência para a sua empresa?

Um negócio bem estruturado pode ser conduzido de várias formas. A gestão de competências é uma delas e tem como objetivo focar não apenas nas habilidades dos profissionais de cada área como, também, analisar seu perfil comportamental para aprofundar-se em seu desempenho dentro da empresa.

Mas como exatamente funciona a gestão por competências? Vale a pena inserir esse modelo de gestão em seu negócio? Confira a seguir!

A gestão por competências

O conceito de Competência, na esfera do RH, até então era aplicado ao conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes de uma pessoa. A competência, portanto, está no “know-what” (saber o que fazer), “know-how” (saber como fazer) e no “know-why (por que fazer) que um individuo apresenta.

Sendo assim, a gestão de competências trabalha não apenas nas capacidades que o funcionário já apresenta, mas também naquelas que ele pode adquirir.

O foco da gestão por competências

O foco desse modelo de gestão é o permanente desenvolvimento profissional, ou sejam incentivar os colaboradores e gestores de uma empresa a conversar entre si e focar nas ações conjuntas para não apenas melhorarem a qualidade de vida no trabalho, mas para crescerem profissionalmente e humanamente.

Conheça o sistema de gestão empresaria VHSYS!

Como implantar a gestão por competências?

Instalar uma competência e trabalhar em sua gestão é um exercício dinâmico, que incentiva o colaborador a colocar em prática seus conhecimentos e habilidades em conjunto com os outros membros da sua equipe.

A implantação da gestão por competências é inserida em 4 etapas:

1 – Mapeamento: a identificação das competências essenciais que estimulam a competitividade e posicionamento da empresa no mercado, além de ajustar o perfil dos colaboradores ao perfil desejado para determinados cargos e funções.

2 – Avaliação: analisa o desempenho e proficiência dos funcionários em relação às tarefas designadas para seu atual cargo.

3 – Desenvolvimento: proporciona a aprendizagem e treinamento das competências abaixo do ideal exigido para a função ou cargo.

4 – Monitoramento: acompanhamento da performance do colaborador após o processo de  capacitação.

Por que investir nas competências por cargos?

Quando uma empresa estabelece características essenciais para cada cargo e setor, ela mostra o que espera dos funcionários. Eles, por sua vez, procuram investir em sua capacitação para melhor atender aos requisitos da organização.

Essa capacitação, que pode ser um investimento por parte dos funcionários, demonstra dedicação da equipe e resulta em mais resultados positivos para a empresa.

Sendo assim, para aumentar autoestima da sua equipe e mostrar interesse no seu trabalho, considere investir em treinamentos, workshops, palestras e todo o tipo de estudo que possa desenvolver as capacidades e habilidades individuais e grupais do seu time.

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

Fernando
Sobre o autor
Fernando
Formado em Marketing e Coordenador de Marketing de Conteúdo na VHSYS.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações