Alavancando Seu Negócio – Gestão financeira para escritório de advocacia

Fernando

Alavancando Seu Negócio – Gestão financeira para escritório de advocacia

No mundo do empreendedorismo, uma coisa é certa: quem não se preocupa com a gestão financeira do próprio negócio, não sobrevive no mercado. E isso vale para o advogado que, para abrir seu próprio escritório, precisa de capacitação para empreender, coisa não se aprende na universidade.

Para ajudá-lo nos primeiros passos rumo ao próprio negócio, separamos algumas dicas para uma gestão eficiente do seu escritório de advocacia.

Despesas do escritório

Antes de começarmos, quais são as principais despesas de um escritório? Vejamos, um escritório tem, antes de tudo, as despesas fixas como água, telefone, internet, luz e gastos com limpeza. Além disso, tem os custos operacionais como a equipe de advogados. Ah, não podemos esquecer do investimento em infraestrutura como o mobiliário do escritório, computadores e seus respectivos softwares e os materiais de escritório (cadernos, agendas, canetas, blocos de notas, post it, etc).

Atraindo clientes com o marketing jurídico

Bem, agora que você já sabe quais são as despesas de um escritório, é hora de pular para a parte importante: os clientes. Mas como atrair e fidelizar esses clientes?

O profissional precisa estar atento às mudanças e novidades do segmento em que atua. Para isso, o advogado também tem noção de marketing para poder planejar o marketing jurídico, realizado da mesma forma que o marketing (principalmente o digital) atua hoje em dia, porém, seguindo o código de ética estabelecido pela OAB.

Conheça o sistema de gestão empresaria VHSYS!

Ok, mas por que o marketing jurídico é importante? Simples: as estratégias de marketing jurídico servem para criar uma boa reputação para o profissional no mercado. Isso significa que, quando o cliente for pesquisar sobre o advogado, ele encontrará resultados positivos, como conteúdos de qualidade.

Cobrando pelos seus serviços

Muitos advogados, principalmente os iniciantes, têm dificuldades em precificar seus serviços por não saber se a causa vai render mais trabalho do que o esperado. Portanto, na hora de precificar seu trabalho, utilize a tabela da OAB para ter um parâmetro de valor para cada tipo de serviço advocatício. Além disso, converse com o cliente para extrair o máximo de informações possíveis para poder mensurar a complexidade do caso.

Por fim, seja sensato na hora de cobrar pelo serviço: cobre um valor acessível ao cliente e que esteja de acordo com o serviço e, sempre que possível, ofereça variadas formas de pagamento.

Fluxo de caixa

Como você pode notar, o fluxo financeiro de um escritório de contabilidade pode ser bem intenso, levando em consideração que o valor do pagamento é de acordo com o serviço prestado. Por isso, para manter o controle financeiro, automatize seus processos e use um software de gestão para acompanhar o fluxo de caixa e emissão de notas fiscais de serviços.

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

Fernando
Sobre o autor
Fernando
Formado em Marketing e Coordenador de Marketing de Conteúdo na VHSYS.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações