Cultura organizacional: o que é, qual a sua importância e como aplicá-la

Bruna Wagner

Você sabia que a cultura organizacional é um dos fatores avaliados pelos candidatos antes de concorrer a uma vaga de emprego?

Além disso, muitas vezes um colaborador toma a decisão de mudar de emprego, não em função de sua remuneração, mas sim porque a cultura não está alinhada com seus valores pessoais.

Situações de muito estresse também fazem com que o colaborador procure um lugar melhor para trabalhar.

Sabendo disso, como está a sua cultura organizacional? Sua empresa possui uma? Qual a opinião de seus colaboradores sobre ela?

Se você está com dúvidas para responder essas questões, está mais do que na hora de pensar melhor sobre a cultura de sua empresa e qual a visão das pessoas em relação à ela.

Neste post, vamos te ajudar a entender o que é cultura organizacional, seus tipos, sua importância e como aplica-lá em seu negócio. Confira!

O que é cultura organizacional?

A cultura empresarial é considerada um dos alicerces da empresa. Ela pode ser definida como os valores, hábitos, costumes, práticas, símbolos e crenças que regem o comportamento de todos que vivem no ambiente.

Normalmente, a cultura organizacional é formada pelos seus fundadores. Dessa forma, o ritmo da empresa, seus costumes e práticas podem se basear muito de acordo com seu gestor.

Isso não quer dizer que a cultura se forma apenas a partir dos valores e crenças de uma ou mais pessoas que deram início à um negócio. Mas, também se baseia no propósito, na missão e nos valores que são estabelecidos na abertura da empresa.

A cultura também vai se moldando ao longo da existência do negócio. Afinal, conforme ele vai crescendo, existem adaptações que precisam ser feitas para se manter um bom clima organizacional.

Além disso, a cultura organizacional só é estabelecida se todos a vivem e a multiplicam de forma efetiva na empresa.

>> Entenda como transmitir sua cultura corporativa

Diferença entre cultura organizacional e clima organizacional

Como vimos acima, cultura organizacional são todos os valores, crenças, formas de agir, símbolos da empresa e muito mais.

O clima organizacional está relacionado a como os colaboradores se sentem em relação a cultura do negócio. Ou seja, ela define a qualidade do ambiente de trabalho.

Mas como os dois fatores estão relacionados?

Digamos que a atitude praticada pelas pessoas na empresa é muito diferente do que diz a cultura. Ou então, em uma integração de novos colaboradores, os valores do negócio são passados, mas fica aparente para os novos contratados que na prática as coisas não funcionam dessa forma. Temos uma divergência, não é mesmo?

Se isso acontece, a empresa tem uma grande chance de perder a credibilidade perante seus funcionários. Dessa forma, isso pode afetar o nível de engajamento e até a satisfação dos colaboradores.

Como dito na introdução do post, muitas pessoas têm procurado outras oportunidades, pois não se identificam com a cultura da empresa em que atuam. Você já pensou que isso pode ser o principal fator do seu turnover?

Por isso, é importante que o seu discurso sempre esteja de acordo com os valores da cultura. Além disso, sempre faça pesquisas de clima, para entender como os colaboradores estão se sentindo e como os pontos fracos podem ser melhorados.

Com pequenas práticas, você influencia positivamente seu funcionário, ganha em produtividade e, consequentemente, em lucro.

>> Descubra se sua empresa tem uma cultura organizacional tóxica

Tipos de cultura

Analisar o mercado para entender os tipos de cultura organizacional pode ajudar e muito na aplicação em sua empresa. Mas, já foram estudados alguns modelos de cultura que podem te auxiliar a definir qual melhor se encaixa no seu modelo de negócio.

Um dos estudiosos e considerado referência no assunto é o filósofo irlandês Charles Handy, especialista em comportamento organizacional. Ele definiu alguns tipos de cultura empresarial que você pode conferir abaixo:

Cultura de pessoas

Neste tipo de cultura existe a consciência de que a empresa só existe porque as pessoas estão ali. É quando os colaboradores são colocados em primeiro lugar e independente de seus cargos, sempre serão ouvidas.

Cultura de papéis

As empresas que praticam a cultura de papéis, normalmente, são mais rígidas, burocráticas e não gostam de assumir riscos.

A orientação da organização de negócios nesse modelo de cultura é voltada para regras, cargos e funções super bem definidas. Dessa forma, o poder é determinado pela posição que o colaborador exerce.

Cultura de poder

Em organizações que atuam nesse modelo de cultura, normalmente, o poder está centralizado na mão de uma pessoa, que por regra é o dono.

A cultura organizacional é voltada para resultados e existem poucas regras e regulamentos no ambiente de trabalho. Isso porque o poder de decisão está sempre centrada no dono, sócios ou diretores.

Cultura de tarefas

Esse modelo de cultura é um dos mais flexíveis. O foco dessa cultura é voltado para projetos que são executados por quem tem capacidade de resolver o problema. Dessa forma, pode ser apenas uma pessoa ou então uma equipe.

>> Saiba como aplicar na sua empresa a gestão participativa

Importância e benefícios da cultura

Para a empresa, é muito importante ter uma vantagem competitiva, não é mesmo? E você sabia que ela pode estar envolvida com a cultura organizacional do negócio?

É isso mesmo. Hoje muitas empresas usam seu fit cultural
como atrativo para obter capital humano qualificado.

Isso porque funcionários felizes fazem a propaganda da empresa via suas redes sociais e indicações de amigos para as vagas, por exemplo.

Portanto, alguns benefícios que você pode obter por possuir uma cultura empresarial forte, são:

  • Engajamento: Quando a cultura e o trabalho fazem sentido para o colaborador e equipe, é muito mais fácil engajar o funcionário;
  • Produtividade: Pessoas felizes com seu trabalho e empresa são muito mais motivadas e produtivas. Pode ser que o gestor não relacione a cultura com a produtividade de seus funcionários, mas ela é um dos pontos cruciais neste fator;
  • Relacionamento: A cultura também ajuda na relação entre as pessoas, assim como na cooperação entre os times. Assim, a comunicação entre os setores é muito mais clara e a integração passa a ser muito maior entre os funcionários;
  • Melhor recrutamento: Uma boa cultura atrai novos profissionais, que muitas vezes praticam os mesmos valores da empresa. Dessa forma, fica muito mais fácil contratar colaboradores;
  • Lucratividade: Com equipes motivadas e engajadas, os objetivos e metas ficam mais fáceis de ser batidos. Logo, com a produtividade aumentando, também é maior o número de vendas e lucratividade.

>> Entenda o que é turnover

Como aplicar a cultura organizacional

Depois de definir a cultura organizacional da empresa e suas regras, é de extrema importância que o gestor compartilhe amplamente os dados com seus colaboradores.

Dessa forma, sempre reforce com os coordenadores, gerentes, supervisores e colaboradores a missão, visão e valores da empresa. É importante que fique claro para todos quais são os objetivos e como todos vão alcançá-los.

Durante o recrutamento, procure encontrar as pessoas que têm o fit próximo com o da empresa e que pode ter um bom relacionamento com a equipe que vai compor.

Além disso, sempre cultive as regras, os valores da cultura, e, principalmente, os viva no dia a dia. Seus colaboradores se baseiam muito no exemplo para ser multiplicador dessas ações.

Se sua empresa almeja uma cultura positiva, é preciso que sempre dê o exemplo e também cultive todas as regras e valores.

E aí, entendeu o que é cultura empresarial e como implantar em sua empresa? Espero ter ajudado. Quer receber mais conteúdos como este? Então, assine a nossa newsletter 😀

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

Bruna Wagner
Sobre o autor
Bruna Wagner
Jornalista por formação, começou a atuar com comunicação e marketing durante a faculdade. É apaixonada por produzir conteúdos ricos que ajudam empresários a chegar ao sucesso com seu negócio. Atua como Assistente de Conteúdo, na VHSYS.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações