Controle fiscal: como fazer?

Entre as obrigações dos gestores o controle fiscal costuma se a principal causa de preocupações. No entanto, algumas atitudes podem ajudar a evitar problemas. E é sobre como organizar os documentos fiscais e manter bom um controle fiscal  que este artigo  se trata. Confira! A nota fiscal é o documento fiscal mais conhecido, lembrando sempre […]

Controle fiscal: como fazer?

Entre as obrigações dos gestores o controle fiscal costuma se a principal causa de preocupações. No entanto, algumas atitudes podem ajudar a evitar problemas. E é sobre como organizar os documentos fiscais e manter bom um controle fiscal  que este artigo  se trata. Confira!

A nota fiscal é o documento fiscal mais conhecido, lembrando sempre que há mais de um modelo da mesma. Para entender é simples, existem dois tipos de impostos, de serviço e produto.

  • Nota fiscal de prestação de serviços:
  • Série A
  • Série B (simplificada)
  • Série C (avulsa)
  • Nota fiscal de fatura de serviços (série D)
  • Carnê de pagamento
  • Recibo de Retenção na Fonte (RF)
  • Declaração Mensal de Serviços (DMS)
  • Ingresso, entrada, cartela ou pule
  • Cupom fiscal
  • Autorização para Impressão de Documentos Fiscais (AIDF)
  • Livro de Registro do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (LRISS)

Todas as instituições e empresas que trabalham com operações tributáveis estão obrigadas a emitir documentos fiscais, ainda que a prestação seja isenta. E para comprovar é preciso manter os documentos por um determinado período de tempo.

Conheça o sistema de gestão empresarial VHSYS!

Documentos legais e as notas fiscais, necessários para a declaração de impostos devem ser mantidos por 5 anos, no mínimo. Outros documentos necessários são comunicado de aviso prévio, depósito de FGTS, folhas de pagamento e afins. Como são muitos, para manter a organização a dica é ter seu livro fiscal sob a responsabilidade de um contador.

O período de cinco anos é contado da seguinte forma, para cada documento:

  • A partir do dia seguinte à prestação de serviço ou venda do produto, para as notas fiscais de serviços e outros documentos relativos ao imposto;
  • Contando da data do encerramento do livro fiscal;
  • Quando se tratar da prestação de serviços, em processos ainda não concluídos, é necessário mantê-los até a decisão definitiva.
  • A nota fiscal eletrônica tem sido usada com mais frequência, ela substitui os antigos modelos 1 e 1-A. a NF-e para produtos e a NFS-e para serviços. E como armazenar notas fiscais eletrônicas?
  • Nesse caso, tanto emitente quanto destinatário devem guardá-las, em um arquivo digital, pelo mesmo prazo indicado acima. O modo de aquivá-las é salvar o arquivo XML da nota com uma assinatura digical da empresa, junto à autorização de uso da assinatura.

Para melhor fazer o armazenamento desses documentos o ideal é contar com a supervisão de um contador e programas específicos, dessa forma você manterá um controle fiscal muito mais preciso e eficiente

Este artigo ajudou? Alguma dúvida ou sugestão? Comente!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Assuntos relacionados

Cadastro Newsletter

Fique por dentro dos principais assuntos do mundo do empreendedorismo. Atualize seus conhecimentos, baixando materiais como ebooks, planilhas, vídeos e muito mais.