Como fazer e manter o controle fiscal da minha empresa?
Fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial
Outros

Controle fiscal: como fazer?

Controle fiscal: como fazer?

Entre as obrigações dos gestores o controle fiscal costuma se a principal causa de preocupações. No entanto, algumas atitudes podem ajudar a evitar problemas. E é sobre como organizar os documentos fiscais e manter bom um controle fiscal  que este artigo  se trata. Confira!

A nota fiscal é o documento fiscal mais conhecido, lembrando sempre que há mais de um modelo da mesma. Para entender é simples, existem dois tipos de impostos, de serviço e produto.

  • Nota fiscal de prestação de serviços:
  • Série A
  • Série B (simplificada)
  • Série C (avulsa)
  • Nota fiscal de fatura de serviços (série D)
  • Carnê de pagamento
  • Recibo de Retenção na Fonte (RF)
  • Declaração Mensal de Serviços (DMS)
  • Ingresso, entrada, cartela ou pule
  • Cupom fiscal
  • Autorização para Impressão de Documentos Fiscais (AIDF)
  • Livro de Registro do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (LRISS)

Todas as instituições e empresas que trabalham com operações tributáveis estão obrigadas a emitir documentos fiscais, ainda que a prestação seja isenta. E para comprovar é preciso manter os documentos por um determinado período de tempo.

Conheça o sistema de gestão empresarial VHSYS!

Documentos legais e as notas fiscais, necessários para a declaração de impostos devem ser mantidos por 5 anos, no mínimo. Outros documentos necessários são comunicado de aviso prévio, depósito de FGTS, folhas de pagamento e afins. Como são muitos, para manter a organização a dica é ter seu livro fiscal sob a responsabilidade de um contador.

O período de cinco anos é contado da seguinte forma, para cada documento:

  • A partir do dia seguinte à prestação de serviço ou venda do produto, para as notas fiscais de serviços e outros documentos relativos ao imposto;
  • Contando da data do encerramento do livro fiscal;
  • Quando se tratar da prestação de serviços, em processos ainda não concluídos, é necessário mantê-los até a decisão definitiva.
  • A nota fiscal eletrônica tem sido usada com mais frequência, ela substitui os antigos modelos 1 e 1-A. a NF-e para produtos e a NFS-e para serviços. E como armazenar notas fiscais eletrônicas?
  • Nesse caso, tanto emitente quanto destinatário devem guardá-las, em um arquivo digital, pelo mesmo prazo indicado acima. O modo de aquivá-las é salvar o arquivo XML da nota com uma assinatura digical da empresa, junto à autorização de uso da assinatura.

Para melhor fazer o armazenamento desses documentos o ideal é contar com a supervisão de um contador e programas específicos, dessa forma você manterá um controle fiscal muito mais preciso e eficiente

Este artigo ajudou? Alguma dúvida ou sugestão? Comente!

Fernando
Sobre o autor
Fernando
Formado em Marketing e Coordenador de Marketing de Conteúdo na VHSYS.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais

Espere, não vá ainda!

Informe seu nome e e-mail e receba um teste gratuito.