Você pensa no futuro? Confira como se preparar para a aposentadoria

VHSYS

Você já parou para pensar no que vai fazer quando se aposentar e parar de trabalhar? Fora a ideia de ficar o dia inteiro na praia ou no interior descansando, você sabe como vai pagar as contas quando não tiver mais o salário? Só a previdência do INSS vai ser suficiente?

Pois é. A maioria dos brasileiros só começa a pensar nisso quando passa dos 40 anos. Antes de pensar em poupar e investir, pensamos em gastar, comprar, adquirir. No entanto, todo mundo deveria conversar sobre o assunto e fazer um pé-de-meia para a aposentadoria. Quanto mais cedo se preocupar, menor vai ser o seu esforço para juntar dinheiro.

A coordenadora do Investmania, Aline Rabelo, afirma que o quanto antes começar a investir pensando no futuro, melhor.

— Se começar cedo, irá verificar que guardando pouco por mês, conseguirá acumular um capital maior a longo prazo.

Anotar gastos do dia a dia ajuda a economizar dinheiro

O especialista em finanças pessoais e sócio da Praxis Business, Maurício Galhardo, lembra que os hábitos na aposentadoria mudam e que, quando se fica com muito tempo livre, é comum que as pessoas consumam mais, gastem mais e se endividem.

— Além disso, alguns gastos aumentam como a assistência médica e os remédios. É preciso se planejar para tudo isso.

Endividamento

Segundo uma pesquisa do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), um bom sistema previdenciário, com ampla cobertura, permite que a pobreza na terceira idade diminua significativamente. Mas, no Brasil, grande parte do aposentados ganha apenas o salário mínimo (R$ 724 atualmente).

O vice-presidente da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) , Miguel José Ribeiro de Oliveira, afirma que o baixo valor do benefício previdenciário é o que faz a maioria das pessoas voltar a trabalhar mesmo depois de se aposentar.

O diretor de marketing da Sorocred, Wilson Justo, afirma que muitos aposentados vêem o consignado como uma oportunidade de complementar a renda familiar do mês.

— Situação crítica que pode dar início a uma verdadeira bola de neve.

Dinheiro

Os especialistas dão dicas para não ter esses problemas no futuro. O tempo e a taxa de juros são fatores que interferem no montante acumulado para a aposentadoria. A melhor forma de atacar a questão é pelo tempo. Quanto mais cedo você começar a poupar, mais dinheiro vai juntar.

Segundo Galhardo, às vezes, começar a investir dez anos antes, pode gerar quase o dobro do montante final.

Automático

É preciso ter compromisso e disciplina para poupar e aprender qual é o melhor tipo de investimento para você. Rabelo explica que o ideal é poupar o máximo de recursos que puder mensalmente e escolher, dentre as alternativas de investimentos disponíveis, aquela que melhor se adequa ao seu perfil, não se esquecendo de avaliar o momento do mercado.

Utilizar os serviços de investimento automático dos bancos pode ser uma saída prática. Galhardo afirma que separando entre 5% e 10% do salário todo mês não atrapalha o dia a dia, mas gera um bom investimento.

— Todo mundo consegue viver com 10% a menos do que ganha. Se você fizer o investimento automático, nem vai perceber que o dinheiro foi retirado do pagamento, mas terá um fundo para usar no futuro.

Mas atenção! Não faça um investimento automático muito grande, para não atrapalhar as contas atuais nem ficar no vermelho.

Joyce Carla

Fonte: R7 – Notícias

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

VHSYS
Sobre o autor
VHSYS
A VHSYS foi desenvolvido para que o empreendedor possa utilizar a tecnologia a serviço do seu negócio. Nosso objetivo é ajudar o micro e pequeno empresário a fazer a gestão eficiente de sua empresa, com maior produtividade e melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações