Open Banking: o que é e como funciona?

Larissa Medeiros

Já ouviu falar por aí no Open Banking? Essa nova configuração promete tornar o sistema financeiro mais transparente e competitivo, impactando diretamente os bancos e fintechs, mas dando mais liberdade para os clientes. 

Isso porque o Open Banking promete dar maior autonomia para os consumidores de levarem suas informações financeiras para onde quiserem. Como? Vamos te explicar melhor…

open-banking-vhsys

Open Banking: o que é e como funciona?

O Open Banking, ou sistema financeiro aberto, traz a ideia de existir diversas opções disponíveis para os clientes movimentarem os seus dados financeiros.

Esse formato força as instituições bancárias a fornecerem os dados dos consumidores, de forma segura e padronizada, para que possam ser compartilhados mais facilmente entre organizações online, que sejam autorizadas.

Segurança com a tecnologia API

A proteção para a movimentação desses dados são assegurados pela tecnologia API (Application Programming Interface ou, em Português, Interfaces de Programação de Aplicativos). 

As APIs são códigos padronizados que servem como pontes facilitadoras para que aconteça a troca de informações entre sistemas, mesmo que eles tenham linguagens de programação diferentes.

Essa tecnologia é confiável e a lei exige que os provedores de contas usem uma autenticação forte do cliente, facilitando a identificação do usuário e do serviço para os serviços de pagamento.

Além da segurança, as API’s, por meio da transmissão dos dados, permitem a ampliação da oferta de produtos e serviços para os usuários, tornando esse setor mais competitivo, diferente do modelo que existe hoje – centrado e fechado.

É válido lembrar que quem autorizará esse compartilhamento de dados é o próprio cliente, que deverá fazer a aprovação para realizar qualquer transação. Ou seja, eles terão maior controle sobre os seus próprios dados.

Muitos países já visam ou já estão avançados no processo de implementação do Open Banking como Estados Unidos, Reino Unido, União Europeia e agora, o Brasil.

Open Banking no Brasil

O comunicado, sobre implementação do Open Banking no país, foi feito pelo Banco Central no dia 24 de abril de 2019, que promete aumentar a eficiência e a competição no Sistema Financeiro Nacional, abrindo espaço para a atuação de novas empresas do setor.

No Comunicado 33.455, é possível conferir as principais diretrizes que irão orientar a proposta de regulamentação do modelo a ser adotado.

Hoje, no Brasil, não se vê muitos bancos nessa nova realidade, pois ainda enfrentamos muita resistência de grandes bancos. Porém, com a abertura das APIs para o mundo, automaticamente outras empresas se relacionarão com os clientes, tirando as instituições financeiras do centro das atenções.

Para o sucesso do Open Banking no Brasil, as instituições financeiras deverão entender que a abertura das API’s trarão os mais diferenciados benefícios para a população, sendo os bancos, provedores dessas novas facilidades.

Benefícios do Open Banking

Este é só o início de um programa projetado para abrir os dados bancários das pessoas, mas o que poucos sabem é que isso pode transformar a maneira como nós movemos e usamos o dinheiro.

Confira algumas das vantagens dessa nova configuração de sistema financeiro:

Gestão do dinheiro

Quem já teve ou tem conta em dois banco diferentes, sabe que para acompanhar as informações é preciso acessar cada uma das contas. 

Com a implementação do Open Banking, será possível verificar em um único aplicativo o extrato consolidado de todas as suas contas bancárias e investimentos, facilitando o gerenciamento do dinheiro.

Também será possível, por este mesmo aplicativo, realizar uma transferência de recursos ou realizar um pagamento, sem a necessidade de acessar diretamente o site ou aplicativo do banco. 

Empréstimo

Hoje, para realizar um empréstimo, você precisa comprovar suas finanças para provar que conseguirá pagar o valor futuramente. Com a utilização do Open Banking, você poderá fornecer esses dados online mesmo. Como? Liberando um acesso único contendo 12 meses de renda e históricos gastos para o investidor.

Pagamentos

Se você já realizou alguma compra em e-commerce deve saber como funciona. O sistema da loja virtual entra em contato com um terceiro, como Ebanx, que entra em contato com operadoras como Visa ou MasterCard, para debitar o pagamento de sua conta bancária.

Já com a nova configuração do sistema financeiro, ao abrir os dados para pagamento na loja virtual, ele permite efetuar o pagamento diretamente de uma conta bancária, o que deve ser mais rápido e barato. Sendo assim, o banco autentica a compra sem envolver outras organizações.

E aí, acredita que o Open Banking vai facilitar a sua vida? Comente aqui no post! 🙂

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

Larissa Medeiros
Sobre o autor
Larissa Medeiros
Redatora na VHSYS, formada em Letras pela PUCPR e com experiência na escrita de assuntos que auxiliam micro e pequenos empresários em seu dia a dia.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações