Networking: construindo e cultivando relacionamentos muito além do virtual e do crachá

VHSYS

Com certeza você já ouviu falar ou leu a respeito ou ambos sobre a importância do Networking (Rede de contatos pessoais).

Talvez você até mesmo pratique o Networking virtual e com o auxílio dos recursos atuais da Tecnologia da Informação você tenha ampliado este contato em centenas, talvez milhares de vezes, conectando-se a pessoas de todas as partes do mundo, de diferentes perfis, interesses, formações e atividades. Muitas das quais provavelmente você nunca não conhecerá pessoalmente.

Neste artigo, minha primeira intenção é lembra-lo que, em que pese todas as facilidades do “Estado-da-Arte” da tecnologia, que lhe permite contatar e “conversar” com pessoas espalhadas pelos mais diferentes rincões, nada substitui o contato pessoal, o olho-no-olho, o relacionamento real entre as pessoas, aquele que, por meio do qual, as pessoas constroem suas amizades assentadas com a argamassa das ideias comuns, das visões compartilhadas e das opiniões convergentes sobre os mais dispares assuntos sobre os quais podem conversar.

Não substitua sua rede de contatos pessoais pela rede de contatos virtuais, não despreze hoje aquela amizade de longos anos, do tempo em que um encontro ou um telefonema entre ambos era motivo de alegria por rever o “velho amigo” e colocar a conversa em dia.

Possivelmente, serão as pessoas que lhe conhecem pessoalmente, que conviveram com você por algum tempo, seja profissional ou pessoalmente, que poderão lhe auxiliar numa necessidade específica, seja para um novo emprego, para um novo negócio, ou até mesmo, para intermediar um contato desejado para expansão de suas atividades profissionais.

Quando você se esquece dos antigos amigos, eles também se esquecem de você. É a lei da reciprocidade. Alimente e serás alimentado, ouça e serás ouvido, compartilhe e serás compartilhado. Networking é essencialmente uma via de mão dupla.  Abandonar uma rede de relacionamentos pessoais construídos ao longo dos anos, exclusivamente pelas conexões virtuais poderá lhe custar caro. Muitas vezes, as tentativas de retomar os contatos antigos serão frustradas; pois, velhas amizades esquecidas numa agenda empoeirada também se se transformam em pó.

O segundo aspecto do Networking para o qual quero chamar sua atenção é quanto às fronteiras de seus relacionamentos pessoais. Muitas pessoas se limitam a construir suas redes de relacionamento dentro de seus ambientes de trabalho. É o que eu denomino de Networking do crachá. Enquanto vocês portarem o mesmo crachá de identificação funcional, tudo bem. O problema é o depois. Pergunto: Quando vocês já não compartilharem do mesmo ambiente profissional, do mesmo estacionamento, do mesmo refeitório e do mesmo e-mail corporativo, por quanto tempo esta rede sobreviverá?

Para evitar surpresas do tipo, “perdi o emprego, perdi os amigos”, aprenda a desenvolver relacionamentos além do crachá. Relacione-se com outras pessoas sempre que você tiver oportunidade, apresente-se, troque cartões, impressões, opiniões. Aproveite os momentos de convívio social para ampliar sua rede.

Não perca as oportunidades que surgirem nos encontros sociais, nos eventos profissionais, nas reuniões de condomínios, no clube, na igreja, na associação de classe profissional, enfim, nos locais que você frequenta com alguma assiduidade e nos quais você poderá encontrar e cultivar relacionamentos com diferentes pessoas. Networking também se constrói por prevenção. Afinal, você nunca não sabe quando poderá precisar dela.

Por fim, não se esqueça de que o Networking dá trabalho, exige cuidado, carinho, bons tratos e bons modos e, principalmente, ética em suas atitudes para com seus contatos e transparência em suas informações pessoais e profissionais. Ninguém consegue sustentar, por muito tempo, relacionamentos baseados em perfis artificiais.

Sérgio Lopes

Fonte:Administradores.com

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

VHSYS
Sobre o autor
VHSYS
A VHSYS foi desenvolvido para que o empreendedor possa utilizar a tecnologia a serviço do seu negócio. Nosso objetivo é ajudar o micro e pequeno empresário a fazer a gestão eficiente de sua empresa, com maior produtividade e melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações