Inadimplência pode causar cancelamento do registro de 1,2 milhão de MEIs no país

Rosana Moraes

Inadimplência pode causar cancelamento do registro de 1,2 milhão de MEIs no país

A Receita Federal pode cancelar o registro de aproximadamente 1,2 milhão de microempreendedores individuais (MEIs) no país até o fim de 2017. A medida afeta os empreendedores que estão inadimplentes com o fisco a mais de um ano ou que estão descumprindo as regras da categoria empresarial, como a realização da Declaração Anual do Simples Nacional – Microempreendedor Individual (DASN-Simei).

O que MEI inadimplente deve fazer para se regularizar?

Considerando o número de MEIs em situação irregular, neste ano a Receita Federal abriu um programa especial para o parcelamento de dívidas voltado a esta categoria. Até o dia 2 de outubro de 2017, o empreendedor pode se inscrever na modalidade e quitar seus débitos (contraídos até maio de 2016) em 120 vezes, com parcelas mínimas de R$50,00 reais.

Os MEIs que não se enquadram no programa especial podem aderir ao modelo regular, com parcelamento em 60 vezes, também no valor mínimo de R$50,00. Em ambos os casos, a inscrição deve ser realizada no site da Receita Federal, portal e-CAC ou no do Simples Nacional.

Conheça o VHSYS e facilite a gestão da sua empresa!

O prazo para regularizar a situação com a Receita é até 23 de outubro. O MEI que não se inscrever terá seu CNPJ suspenso por 30 dias e, caso a irregularidade continue, o registro será cancelado definitivamente até o fim do ano.

São mais de 7 milhões de microempreendedores cadastrados atualmente no Brasil e até o momento nenhuma inscrição havia sido suspendida ou cancelada por inadimplência.

Controle o financeiro do seu MEI e se mantenha na legalidade

Independentemente do porte do negócio, seja uma grande organização ou MEI, uma empresa sempre deve se preocupar com o andamento do seu financeiro. É importante que o empreendedor acompanhe o desempenho desta área e dos setores que a impactam diretamente, verificando o número de vendas, valor do estoque, faturamento, gastos, entre outras variáveis, para montar estratégias que irão ajudar a reduzir despesas e aumentar o lucro. Isso irá garantir o futuro do empreendimento e que haja dinheiro no caixa para pagar as obrigações fiscais e assim não correr o risco de se tornar inadimplente.

Por isso, a adoção de um sistema de gestão é fundamental para facilitar o controle de todas as áreas do negócio, especialmente no caso dos microempreendedores individuais que devem realizar todas as operações praticamente sozinhos. Esse tipo de ferramenta automatiza diversos processos, tornando-os mais práticos e ágeis, e centraliza as atividades em uma mesma plataforma.

O sistema VHSYS permite fazer o controle do setor financeiro, vendas, compras, estoque e serviços prestados, sendo uma solução completa para a administração do seu MEI. Com o software, tarefas cotidianas como emissão de notas fiscais, fluxo de caixa, contas a pagar e receber, conciliação bancária, cadastro de mercadorias e fornecedores, serviços recorrentes e outras operações se tornam mais fáceis, deixando sua gestão mais prática e eficiente.

Faça um teste gratuito com o VHSYS e descubra como ele pode ajudar a gestão do seu MEI.

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

Rosana Moraes
Sobre o autor
Rosana Moraes
Assistente de Marketing de Conteúdo na VHSYS. Formada em Jornalismo pela PUCPR, com especialização em Mídias Digitais pela Universidade Positivo.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações