Greve Geral dos Contadores

VHSYS

O sindicato dos contadores, inspirado pela greve dos professores da USP, está discutindo a proposta de uma greve geral de três meses a partir de 7 de setembro.

A ideia é brilhante.

Por quê?  

Numa greve de contadores do Brasil, nenhum imposto será calculado. Portanto, os contribuintes não terão como saber quanto de imposto terão de pagar.

Aí eu quero ver Brasília descobrir quem realmente sustenta este país.

Quero ver o governo rebolar sem receber por três meses.

Está na hora de nós contribuintes entrarmos em greve, e a greve dos contadores finalmente nos possibilitaria isto.

Se os contadores estão em greve, não há como nós pagarmos impostos. Impossibilitados de pagar impostos, estaremos em boa fé. E não poderemos ser multados por isto.

A beleza desta ideia é que contadores têm todo o direito de entrar em greve, e aí com três meses de greve o circo pegará fogo.

Como se sabe, o governo vive do prato que come, não tem um tostão poupado para dias difíceis, como todos nós fazemos.

Por isto, a cada crise eles rapidamente aumentam os impostos em vez de usar as reservas que deveriam possuir.

A arrecadação não cairia para zero, porque muitas empresas pequenas podem facilmente calcular e pagar, mas haverá uma luta feroz de todos os ministérios para botar a mão no pouco imposto arrecadado.

Vai ser uma briga e tanto, e iremos ouvir deles quantos ministérios na realidade são desnecessários.

Haverá outra consequência, pois terminada a greve o governo obviamente irá querer acrescentar multas colossais sobre os impostos atrasados, mas nem você e muito menos os contadores acharão justas.

Isto significa anos de discussão na Justiça.

O pior é que os contadores do Brasil não estarão pleiteando maiores salários, mas por impostos simplificados, calculados trimestralmente e anualmente como em outros países, não mensalmente ou diariamente porque todo dia tem um outro imposto a pagar.

Segundo Joaquim Benjamin, líder da greve, nós contadores fomos reduzidos a darfistas, preenchedores de formulários de impostos a pagar.

“Isto é um insulto à classe.  

Queremos respeito, queremos impostos anuais e não cada imposto num dia diferente da semana. Que bagunça é esta?”

Só temos como apoiar esta iniciativa da greve dos contadores, e esperar que ela seja aprovada na próxima assembleia.

 Eu já garanti ao meu contador que continuarei a pagá-lo durante a greve, o mínimo que posso fazer.

Vamos torcer para que esta notícia seja verdadeira.

1. Existem inúmeros impostos que podem ser pagos anualmente, sobre o lucro da empresa, em vez de mensalmente obrigando os contadores a fechar o balanço 12 vezes ao ano, em vez de anualmente.

2. Todos os impostos podem ser pagos trimestralmente, agora que a inflação acabou, desobrigando o cálculo mensal de todos os impostos deste país.

3. Todos os impostos podem ser pagos com 90 dias de prazo, em vez de 5 a 10 dias, gerando sufoco a todos os contadores para calcular tudo em 5 dias.

De fato os contadores estão corretíssimos na greve, meu apoio total.

Link: http://blog.kanitz.com.br/greve-de-contadores/

Fonte: Artigos para se pensar

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

VHSYS
Sobre o autor
VHSYS
A VHSYS foi desenvolvido para que o empreendedor possa utilizar a tecnologia a serviço do seu negócio. Nosso objetivo é ajudar o micro e pequeno empresário a fazer a gestão eficiente de sua empresa, com maior produtividade e melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

1 COMENTÁRIO

Elnei Gonçalves
30/08/2014 - 06:01:17

Pessoal, se tiver mesmo esta greve, isto será FANTASTICO! Eu como empresario de pequena empresa em crescimento, desde que voltei ao Brasil em 2001, SOFRO diariamente com a complexidade fiscal – idiota, esquizofrenica, ilegal, INCONSTITUCIONAL – principalmente a partir de 2007, quando a complexidade começou a evoluir em niveis inimaginaveis, mesmo para mim, que ja achava um absurdo como estava antes. Para piorar, tive empresa nos EUA, em Miami, de 1996 a 2001, e isto sempre me trazia a referencia de como um sistema tributario pode ser extremamente simples como nos EUA, e ainda com as ferramentas MAIS PODEROSAS DO MUNDO, digitais, do fisco brasileiro, eles teriam como, de forma inteligente, monitorar tudo muito de perto, reduzindo muito mais a sonegaçao do que comparada com hoje.
Desde 2005 começei a ter grandes discussoes com o nosso contador em Belo Horizonte, sobre conceitos de defesa, do que os empresarios e contadores poderiam fazer para frear o que os governos estavam fazendo, com a produçao de leis em escala industrial, interminavel. Eu dizia sempre para ele que o melhor caminho seria ele dentro do sindicato dos contadores, tentar iniciar uma greve contra os governos!
E finalmente, pela primeira vez, desde 7 anos atras, eu vejo movimento neste sentido! Os sindicatos TEM QUE PROMOVER ESTA GREVE, NAO PODEM AGIR COM MEDO de consequencias, pois terao o APOIO DE TODOS EMPRESARIOS (e ate mesmo dos funcionarios destas empresas)!!!
SEJAM CORAJOSOS e sentirao orgulho dos resultados posteriores! Temos que acabar com esta farra de ilegalidade dos governantes e funcionalismo publico, mestres em ficar brincando de fazer leis aos brotoes, se achando muito eficientes, sentados confortavelmente em seus departamentos, com horarios de almoço de 2 horas, noites e finais de semana livres, feriados emendados, ferias de 30 dias, planos diferenciados de saúde e aposentadoria, salários muito acima dos do setor privado, e outros beneficios diversos……e NÓS, OS IDIOTAS, EMPRESARIOS e CONTADORES, tendo que ficar lidando na pratica com os monstros que eles vao criando para nós cuidarmos, tendo que abdicar até da nossa vida pessoal!!! BASTA AOS BUROCRATAS!!!!!!!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações