Comparado ao Facebook, e-social vai ser exigido de todas as empresas em 2014

VHSYS

Empresários e estudantes de contabilidade participaram de uma tarde de palestras e premiação de artigos científicos no XVIII Encontro de Contabilidade do Tocantins (Encon), na tarde de hoje, 25.

A primeira palestra da tarde abordou uma inovação na contabilidade, o e-social, que vai ser exigido de todas as empresas a partir de janeiro de 2014. O advogado, José Alfredo Prado Junior, comparou o e-social com a rede social Facebook. “As empresas vão ser obrigadas a postar diariamente informações, sobre o seu quadro de funcionários, como no Facebook. Mas seus únicos amigos vão ser órgãos do governo que vão compartilhar entre si as informações”, explicou o palestrante.

O palestrante alertou os contadores que o principal desafio na implantação do e-social vai ser conscientizar a gestão das empresas quanto a estabelecer processos internos de normatização. “Antes do e-social faltava padronização e tínhamos uma multiplicidade de obrigações acessórias. Vai ser uma mudança cultural. Pode existir um conflito de papéis no que se refere ao setor responsável pela implantação do e-social dentro de uma empresa. É necessário que exista colaboração dos departamentos pessoal e contábil”, acrescentou Prado Junior.

A segunda palestra da tarde apresentou a ITG1000 – Modelo Contábil para Micro e Pequenas Empresas com a mestre em controladoria e contabilidade empresarial, Regina Célia Nascimento Vilanova. A palestrante fez parte do grupo de trabalho que elaborou o texto da ITG1000. Durante a palestra, Regina apresentou um contexto histórico sobre a adoção das International Financial Reporting Standards (IFRS) e fez uma comparação com um jogo de futebol. “Podem estar jogando times de diferentes regiões e nacionalidades e todos entendem, porque as regras são as mesmas. É o que acontece na adoção de padrões internacionais. Queremos que esse segmento, das pequenas e médias empresas, seja competitivo, por isso ele precisa aprender a se comunicar com outros segmentos”, comentou a palestrante.

Artigos premiados

Os artigos expostos durante o evento foram julgados e os melhores foram premiados em dinheiro. O primeiro lugar foi para o artigo “Mensuração de bens do patrimônio cultural: aplicação do método de valoração contingente (MVC) em bens públicos do centro histórico de Manaus” de autoria de Thiene Andrade e Milanez Silva de Souza da Universidade Federal do Amazonas. O segundo lugar ficou com o artigo “Aplicabilidade do método de custeio baseado em atividades na prestação de serviços hospitalares: um estudo de caso no centro cirúrgico do Hospital Geral Público de Palmas Dr. Francisco Ayres” de autoria de Ana Caroline de Sousa Barros e Ana Felícia da Faculdade Católica do Tocantins. O terceiro colocado foi “Um estudo dos relatórios dos auditores independentes dos maiores bancos do Brasil” de autoria de Ana Caroline de Sousa Barros e Leandro Toigo da Faculdade Católica do Tocantins.

Fonte: Imprensa CRC-TO

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

VHSYS
Sobre o autor
VHSYS
A VHSYS foi desenvolvido para que o empreendedor possa utilizar a tecnologia a serviço do seu negócio. Nosso objetivo é ajudar o micro e pequeno empresário a fazer a gestão eficiente de sua empresa, com maior produtividade e melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações