[Atualizado] CEST: Mudança a partir de Outubro. Fique ligado!

VHSYS

CEST: Mudança a partir de Outubro. Fique ligado!

Desde a instituição do CEST, regulamentado através do convênio ICMS 92-15 em 20 de agosto de 2015, a nova norma tem gerado algumas dúvidas para os desenvolvedores, e com a mudança prevista para Abril, essas dúvidas podem aumentar.

Para evitar transtornos e erros, preparamos este artigo com as principais dúvidas sobre o CEST e o que muda na norma, confira!

Afinal, o que é e para que serve o CEST?

A sigla CEST significa Código Especificador da Substituição Tributária. Este código tem como objetivo identificar e uniformizar mercadorias que estão sujeitas aos regimes de substituição tributária e de antecipação do recolhimento do imposto relativo á operações subsequentes, além de detalhar exatamente qual produto está sendo movimentado.

Composto por sete dígitos, o CEST é subdividido da seguinte forma:

O código CEST é composto por sete digitos

Basicamente, O CEST é um código que consta em todo e qualquer produto que sujeito a substituição tributária. Cada número está relacionado a um ou mais códigos de NCM, ou seja, os dois códigos devem ser preenchidos respeitando essa relação, caso contrário poderá gerar erros.

Dúvidas? A gente te ajuda!

Separamos as dúvidas mais frequentes quando o assunto é CEST:

  • Quem deve utilizar o CEST?

Qualquer empresa que realiza emissão de Nf-e/NFC-e com produtos que estejam sujeitos à substituição tributária ou antecipação.

  • A fórmula de cálculo do ICMS Substituição Tributária sofre alterações devido ao CEST?

Não. A fórmula de cálculo permanece a mesma.

  • O contribuinte que está recebendo a mercadoria do seu fornecedor precisa se preocupar com o preenchimento do CEST?

Uma vez que o contribuinte que está realizando a emissão do XML já informa o código CEST no produto inserido na Nota Fiscal Eletrônica, o cliente, o qual está recebendo essa mercadoria, apenas executará o processo de escriturar a nota como uma movimentação de entrada.

  • Empresas do Simples Nacional precisam se adequar ao CEST?

É aplicável a todo tipo de empresa, inclusive as do Simples Nacional.

A partir de Outubro, o que muda no CEST?

A partir de Outubro, o que muda no CEST?A partir do dia 01 de outubro de 2016, todos os produtos que possuírem substituição tributária obrigatoriamente deverão constar na tabela do CEST, caso a norma não seja cumprida, o produto em questão não terá substituição tributária.

A exigência, que passaria a valer a partir do dia 01 de abril de 2016, foi prorrogada para o mês de outubro conforme publicação do Convênio ICMS 16/2016, do Confaz, divulgada no dia 28/03/2016.

Acompanhe sempre o blog do VHSYS para saber em primeira mão sobre mudanças no CEST e outras questões fiscais e evite problemas futuros! Qualquer dúvida, é só mandar ali nos comentários!

Até a próxima! 🙂


O VHSYS é o Sistema de Gestão Online parceiro do seu negócio. Você sempre tem soluções e ferramentas que contribuem no desenvolvimento e crescimento da sua empresa. Teste por 7 dias totalmente grátis. Clique Aqui e conheça todas as funcionalidades.

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

VHSYS
Sobre o autor
VHSYS
A VHSYS foi desenvolvido para que o empreendedor possa utilizar a tecnologia a serviço do seu negócio. Nosso objetivo é ajudar o micro e pequeno empresário a fazer a gestão eficiente de sua empresa, com maior produtividade e melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações