Cai a participação das exportações nas vendas industriais brasileiras

VHSYS

A participação das exportações nas vendas industriais caiu no primeiro trimestre do ano, indica pesquisa divulgada hoje (15) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Segundo o levantamento, o índice ficou em 20,4%, no período, queda de 0,2 ponto percentual em relação ao primeiro trimestre do ano passado.

Os dados fazem parte da pesquisa Coeficientes de Abertura Comercial, que analisa os valores de exportações, importações e produção industrial. De acordo com o estudo, a queda “interrompe uma trajetória de recuperação do indicador iniciada no terceiro trimestre de 2010”.

Entre os fatores impactantes para a redução do percentual estão a fraca demanda no mercado externo, a valorização do câmbio e a queda dos preços de produtos exportados. Por meio de nota, o economista da CNI Marcelo Azevedo destacou que as “medidas adotadas pelo governo para desoneração da indústria são insuficientes para contornar esse cenário e ainda adicionar ganhos de produtividade”.

A pesquisa também destaca que a participação dos produtos industriais importados no mercado interno bateu recorde. Segundo o levantamento, o coeficiente de penetração das importações alcançou 22% no primeiro trimestre. O resultado supera em 0,4 ponto percentual o do trimestre anterior.
Para o especialista, o resultado evidencia a perda de competitividade dos produtos industriais nacionais para os importados.

A concorrência com os produtos importados teve mais efeito na indústria extrativa. A participação dos importados nesse segmento cresceu 2,2 ponto percentual e registrou 47,2% no período. A indústria de transformação registrou 20,6% de participação de importados no mercado doméstico, uma alta de 0,3 ponto percentual em relação ao índice anterior.

Fonte: Agência Brasil

Fique por dentro das ultimas novidades no ambiente empresarial

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

VHSYS
Sobre o autor
VHSYS
A VHSYS foi desenvolvido para que o empreendedor possa utilizar a tecnologia a serviço do seu negócio. Nosso objetivo é ajudar o micro e pequeno empresário a fazer a gestão eficiente de sua empresa, com maior produtividade e melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.