Brasil é destaque mundial em empreendedorismo

Fernando

Brasil é destaque mundial em empreendedorismo

De acordo com uma pesquisa realizada pela GEM (Global Entrepreneurship Monitor), o mais famoso estudo de empreendimento, o Brasil é a nação mais empreendedora entre os países que compõem o Brics, grupo político de cooperação composto por Rússia, Índia, China e África do Sul.

A pesquisa ainda mostra que o número de brasileiros que já tem negócio próprio ou estão envolvidos na criação de uma empresa é superior aos Estados Unidos e até mesmo a Alemanha. Recentemente Portugal mostrou interesse pelo Brasil e firmou um memorando de cooperação e a internacionalização de startups entre Brasil e Portugal, a fim de incentivar a mobilidade às startups, bem como, apoiar empresários brasileiros e portugueses nessas companhias.

O cenário ideal para empreender

A verdade é que muitos empreendimentos surgiram de necessidades, sejam ela financeiras, sejam ela sociais. A crise econômica que se alastrou pelo país e gerou uma enorme onda de desemprego acabou sendo o cenário propício para o desenvolvimento de startups e a chance começar negócios próprios. Mais do que dificuldades econômicas, muitas startups surgiram da necessidade de solucionar um problema, como já citamos no artigo sobre O diferencial como matéria-prima para o empreendedorismo.

Conheça o sistema de gestão empresaria VHSYS!

No meio da crise, os empreendimentos que alcançam o êxito são aqueles que resolvem o problema, seja qual for ele. A vantagem em relação às empresas tradicionais está, primeiramente, no preço acessível do seu serviço e a adaptação às necessidades dos clientes, fruto do questionamento aos modelos consolidados.

Além disso, nunca houve tanto acesso à internet como agora. A web facilita a criação de novos modelos de negócio por meio de práticas pesquisas de mercado e o acompanhamento das transformações socioeconômicas e culturais. E, no Brasil, isso nunca ficou tão visível como agora. Classes sociais emergentes, curiosidade e um sistema logisticamente falho fomentam a procura por inovações.

Por que incentivar o empreendedorismo no Brasil?

Brasil é destaque mundial em empreendedorismoDa mesma forma que nunca tivemos tantos meios para empreender, também nunca tivemos tantos incentivos educacionais para promover o empreendedorismo. Cursos universitários, workshops, debates e coletivos nunca foram tão presentes e propagados como agora.

A burocracia, carma para os empresários brasileiros, também vem entrando na lista de problemas que precisam ser solucionando. Para isso, senadores tem proposto leis para incentivar o empreendedorismo, uma surpresa para a população. Desde projeto de leis para a implementação de aulas sobre empreendedorismo e inovação no ensino médio e fundamental, ao empreendedorismo nos jovens do campo e, por fim, em leis para regularizar pequenas e micro empresas, bem como o empreendedor individual.

O boom do empreendedorismo no país é resultado não só da insatisfação com velhos modelos de negócio, mas das nossas relações de trabalho e o salário reduzido. Ainda de acordo com  a pesquisa  realizada pelo GEM em 2015 (“O empreendedorismo no Brasil”), fatores como o aumento de nível de escolaridade dos brasileiros, a redução da burocracia e do peso dos impostos, mudanças na estrutura social da população contribuem para o exercício da atividade empreendedora.

Vemos no Brasil um país com oportunidades a serem exploradas e boas chances de novos negócios prosperarem. Sendo assim, ao invés de podar a criatividade por medo dos riscos, deve-se incentivar o pensamento empreendedor, estimular os estudos sobre o mercado e como você pode se inserir nele de forma independente e segura.

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

Fernando
Sobre o autor
Fernando
Formado em Marketing e Coordenador de Marketing de Conteúdo na VHSYS.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações