Boleto Registrado: saiba o que irá mudar no boleto bancário a partir de 2017

Fernando

Boleto Registrado: saiba o que irá mudar no boleto bancário a partir de 2017

A partir de 2017 todos os boletos bancários emitidos deverão ser, obrigatoriamente, registrados. A medida, apresentada ainda em 2015 pela Federação Brasileira de Bancos – FEBRABAN, tem como objetivo modernizar e trazer mais segurança para a sociedade.

Mas o que realmente vai mudar?

De acordo com um comunicado divulgado no site da FEBRABAN,  uma das vantagens do boleto registrado é a facilidade para pagar cobranças vencidas. Antes, para quitar uma dívida nessa modalidade, era necessário comparecer até ao banco emissor. Com a implantação do projeto da Nova Plataforma da Cobrança, será possível pagar um boleto vencido em qualquer agência bancária.

Além de dificultar a ação de fraudadores, a Cobrança Registrada possui como vantagens:

  • Gestão da carteira (sabe quem pagou, o que pagou e quando pagou)
  • Conciliação e relatórios de gestão
  • Maior segurança e entrega eletrônica por meio do DDA – Débito Direto Autorizado
  • Uso dos boletos como lastro em operações de crédito*
  • Maior comodidade, pois permite o pagamento vencido em qualquer banco pelo DDA ou pela atualização do boleto no site do banco emissor
  • Impossibilidade de erros como o pagamento duplicado

Os boletos serão registrados em uma plataforma compartilhada entre os bancos, com o objetivo de checar os dados para validar as operações bancárias. 

De acordo com a FEBRABAN as mudanças vão acontecer de maneira escalada. Confira abaixo quais são os valores e datas de obrigatoriedade das adaptações da Nova Plataforma:

  • 10 de julho de 2017: R$ 50 mil ou mais
  • 11 de setembro de 2017: R$ 49.999,99 a 2 mil
  • 09 de outubro de 2017: R$ 1.999,99 a R$ 500
  • 13 de novembro de 2017: R$ 499,99 a R$ 200
  • 11 de dezembro de 2017: Boletos de todos os valores

Conheça o VHSYS e facilite a gestão da sua empresa!

Como isso irá repercutir para as empresas?

Com os boletos devidamente registrados no sistema bancário, as instituições terão informações mais completas dos documentos emitidos. No entanto, os bancos estarão autorizados a cobrar taxas sobre as operações de registrado, cancelamento ou alteração do boleto – valores que só eram cobrados quando a cobrança era paga.

A FEBRABAN orienta que as empresas atualizem os dados cadastrais do seus clientes e entrem em contato os bancos para acompanhar o processo de migração para os boletos registrados, além de colher informações a respeitos das tarifas para todas as operações de registros.

Quer saber mais sobre a Nova Plataforma da Cobrança e a diferença entre o boleto sem e com registro? Confira nosso artigo mais recente sobre o assunto.

Fuja da burocracia!

Não precisa se assustar com as taxas e a burocracia. Com o Boleto Fácil  você economiza tempo e gera seus boletos com muito mais facilidade e agilidade, sem precisar abrir uma conta jurídica para a sua empresa. Além disso, o sistema conta com um aplicativo para você acompanhar todas as movimentações, como o pagamento de boletos, transferências, solicitações de regates e muito mais.

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

Fernando
Sobre o autor
Fernando
Formado em Marketing e Coordenador de Marketing de Conteúdo na VHSYS.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais
Rated 4.9/5 based on 11 avaliações