Artigo: Como ter indicadores eficazes? - VHSYS Blog

Artigo: Como ter indicadores eficazes?

VHSYS

Quando pensamos em investir, em qualquer área, qual é o primeiro questionamento que fazemos? Quanto vou ganhar com este desembolso?! Não precisamos necessariamente receber numerários, mas muitas vezes o retorno pode vir em melhorias e facilidades. Por exemplo, podemos trocar de veículo para obter mais segurança nas estradas, aliado a um maior conforto. Podemos comprar um smartphone para continuarmos conectados, além de termos mobilidade. Enfim, vários exemplos que chegaríamos à mesma conclusão: investir ou não investir.

Com as empresas ocorre o mesmo. Em muitos momentos desejamos que nosso departamento tenha um recurso maior para que possamos investir um pouco mais. Contudo, quando o gerente e/ou diretor questiona quanto vamos ganhar ou deixar de perder com esse projeto, muitas vezes não se tem a noção ou a resposta imediata, o que acaba barrando o investimento.

Ok, mas como contornar essa falta de informação? Para conseguirmos responder esses questionamentos, utilizamos indicadores.

Indicadores são demonstrativos que evidenciam uma melhora ou piora em determinada atividade. Através deles conseguimos comprovar ou ao menos planejar o retorno, ou não, do investimento, além de evidenciar o resultado e as melhorias alcançadas.

Um indicador não deixa de ser um dado que quando comparado vai nos informar alguma situação. Entretanto, nem todos os dados apurados são relevantes e é neste momento que uma boa gestão de indicadores entra em cena. Não há dúvidas que tudo pode ser medido, todavia o que de fato é importante medir? Devemos medir o que é estratégico para a organização. Vejamos o exemplo abaixo:

A organização X investiu 5% mais neste ano em capacitações para seus colaboradores.

O que você poderia dizer dessa informação?

– Que interessante, ter um aumento de 5% em capacitações, mostra como esta empresa se preocupa com o constante desenvolvimento dos seus colaboradores.

Porém, devemos ter o cuidado de não tirar conclusões imediatas sobre um dado apresentado. Neste caso, outras questões devem ser respondidas antes de gerarmos uma análise:

a) Qual o segmento dessa empresa e quanto o mesmo cresceu?

b) Quanto ela investia anteriormente em capacitações?

c) Quem foram os atendidos por este investimento?

d) Quanto retornou para a empresa tal investimento?

e) Qual foi a métrica e a comparação utilizadas para chegar neste dado?

Enfim, poderíamos especificar outras questões, mas não é o intuito desse artigo. Quando criamos um indicador ele deve fazer sentido e demonstrar algo estratégico para a organização. Não é a quantidade que faz a qualidade, quando falamos em indicadores. Podemos ter em nossa base 100 indicadores que não nos dizem absolutamente nada ou podemos ter 10 indicadores que nos dizem tudo. Como dissemos anteriormente, dependerá de quão estratégica será esta informação para a empresa.

Fonte: Contábeis
Por:Valeska Schwanke Fontana

Receba conteúdos exclusivos em seu email e fique por dentro das últimas novidades no ambiente empresarial!

VHSYS
Sobre o autor
VHSYS
A VHSYS foi desenvolvido para que o empreendedor possa utilizar a tecnologia a serviço do seu negócio. Nosso objetivo é ajudar o micro e pequeno empresário a fazer a gestão eficiente de sua empresa, com maior produtividade e melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.

deixe seu comentário

adicionar comentário
Cancelar

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário neste post. Seja o primeiro!

Visualizar mais