Analistas reduzem para 1,54% projeção de crescimento da economia em 2012.

VHSYS

Brasília – Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) reduziram a projeção de crescimento da economia de 1,57% para 1,54%, este ano. Para 2013, a projeção para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) foi mantida em 4%.

Para a produção industrial, a projeção de retração neste ano passou de 2% para 2,03%. Em 2013, a expectativa é que haverá recuperação, com a previsão de crescimento revisada de 4,15% para 4,25%.

A expectativa para a cotação do dólar permanece em R$ 2, tanto para o final de 2012, quanto para o fim do próximo ano. A previsão para o superávit comercial (saldo positivo de exportações menos importações) foi mantida em US$ 18 bilhões, neste ano, e ajustada de US$ 14,57 bilhões para US$ 14,48 bilhões, em 2013.

A projeção para a relação entre a dívida líquida do setor público e o PIB foi alterada de 35,25% para 35,2%, este ano, e mantida em 34%, em 2013.

Para o déficit em transações correntes (registro das transações de compra e venda de mercadorias e serviços do Brasil com o exterior), houve ajuste na estimativa de US$ 56,1 bilhões para US$ 56 bilhões, este ano. Para 2013, foi mantida a projeção de US$ 68,16 bilhões.

A expectativa para o investimento estrangeiro direto (recursos que vão para o setor produtivo do país) passou de US$ 58,8 bilhões para US$ 59,68 bilhões, neste ano, e foi mantida em US$ 60 bilhões, em 2013.

Fonte: Agência Brasil por Kelly Oliveira

Fique por dentro das ultimas novidades no ambiente empresarial

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

VHSYS
Sobre o autor
VHSYS
A VHSYS foi desenvolvido para que o empreendedor possa utilizar a tecnologia a serviço do seu negócio. Nosso objetivo é ajudar o micro e pequeno empresário a fazer a gestão eficiente de sua empresa, com maior produtividade e melhor aproveitamento dos recursos disponíveis.