5 negócios para ganhar dinheiro usando apenas o computador

Rosana Moraes

 

Em tempos de turbulências econômicas, muitas pessoas estão procurando formas de ganhar dinheiro extra ou até para ter uma atividade principal que gere receita. As taxas de desemprego no Brasil estão altas, especialmente no caso da população mais jovem. Uma das alternativas adotadas por muitas pessoas para driblar a crise é realizar trabalhos freelancers.

De acordo com a pesquisa realizada pela Workana, uma empresa do setor, 20% dos trabalhadores brasileiros estão atuando nesta modalidade em tempo integral, enquanto 22% fazem estes serviços paralelamente ao seu emprego formal. Para aderir este tipo de trabalho geralmente não é preciso investir grandes quantias de dinheiro em equipamentos ou capacitações: em diversos casos basta ter algum conhecimento específico e um computador à mão.

Confira 5 negócios para ganhar dinheiro usando apenas o computador que você pode abrir, seja para ter uma renda extra ou como ocupação principal:

1 – Marketing Digital e Redação

Você tem um diploma em marketing ou comunicação social? Sabe utilizar as redes sociais de forma comercial, voltando o conteúdo para empresas e marcas? Tem boas habilidades de escrita e revisão de texto? Todos esses conhecimentos podem ser usados para realizar trabalhos freelancers na área de marketing digital e redação.

Várias as atividades podem ser exercidas nesse segmento, desde comunicação institucional, divulgação em redes sociais, redação de textos para blogs, sites e releases, entre outras estratégias. Este tipo de profissional pode atuar em empresas de diferentes ramos e portes, ajudando a impulsionar seu alcance de marca e, assim, aumentar as vendas. Para fazer este tipo de serviço não é imprescindível estar no local do contratante: basta ter um computador, conexão com a internet e vontade de trabalhar.

2 – Programação e webdesign

Muitas empresas estão investindo em sites institucionais, plataformas de comunicação e até em aplicativos para se destacar no mercado. Quem sabe programar e montar sites tem um grande campo de trabalho para explorar, pois diferentes portes e segmentos de negócios estão procurando este tipo de profissional, até mesmo startups e projetos ainda em fase inicial.

Usando apenas o computador e algumas horas vagas, é possível ganhar dinheiro extra e montar um portfólio com os trabalhos realizados, o que irá ajudar a conquistar novos serviços ou até mesmo um emprego tradicional no futuro.

3 – Diagramação e design

Outra área bastante procurada pelas empresas é para quem tem conhecimento em design gráfico, seja para criar identidades visuais do zero, fazer peças para diversos meios de comunicação (banners, sites, blog, flyers, folders, postagens, etc) ou para diagramar livros, ebooks e outros materiais impressos ou digitais. Este campo também tem bastante diversificação de trabalho, sendo buscado por negócios de diversos portes e ramos de atuação.

Monte um portfólio com seus trabalhos e se inscreva nos sites de trabalho freelancer, estando atento aos projetos oferecidos e tendo cuidado para cobrar um preço justo que pague suas despesas e gere lucro, mas que seja competitivo com as outras propostas feitas na plataforma.

Aumente a produtividade da sua empresa com o sistema de gestão do VHSYS

4 – Aulas online

Um ramo que foi bastante impactado pela popularização da internet foi a educação. Graças às webcams e vídeos, qualquer pessoa do mundo pode acessar materiais informativos relacionados a diversos temas. Isso pode ser muito bem explorado pelos profissionais, pois abrange diferentes áreas como idiomas, instrumentos musicais e canto, disciplinas escolares, informática e assuntos gerais. Basta oferecer suas aulas de forma online, que são mais cômodas tanto para o instrutor/tutor quanto para o aluno.

Em relação ao segmento de língua estrangeira, também é possível realizar trabalhos de tradução. Este tipo de serviço costuma ser procurado em sites voltados para a atividade freelancer.

5 – Franquias

Uma alternativa não tão conhecida para quem quer trabalhar estilo home office, no computador de casa, é abrir uma franquia virtual de uma marca que ofereça esta possibilidade. Neste caso, deve-se ter uma quantia considerável para investir na participação do negócio, valor que varia entre os segmentos de atuação.

O franqueado geralmente realiza trabalhos voltados à divulgação da marca, vendas por meio de e-commerce ou então de atendimento online aos clientes e leads. Quem opta por esta modalidade pode receber uma porcentagem sobre cada venda efetuada ou por outros critérios de acordo com a natureza de sua atividade e segmento da empresa.

Profissionalize seu trabalho de freelancer

Se você tem interesse em trabalhar como freelancer, seja em tempo integral ou paralelamente a sua profissão, é possível começar pesquisando  clientes na sua base de contatos – familiares, amigos, conhecidos, empresas da sua região – que precisem de um profissional do seu ramo de conhecimento. Mesmo que, no início, este serviço seja por um preço abaixo do desejado, todo trabalho realizado pode ser usado como portfólio no futuro.

Também é possível se inscrever em sites específicos voltados para a atividade freelancer, nos quais as pessoas que precisam deste serviço expõe suas ofertas e os profissionais fazem suas propostas. Os mais conhecidos são Freelancer.com, 99 Freelas e Workana.

No entanto, para que este trabalho funcione a longo prazo, é importante saber quanto cobrar pelo serviço: deve ser um valor que pague seus gastos e despesas, mas que não seja muito acima do pedido pelos outros profissionais do mercado. Por isso é importante registrar as entradas e saídas de dinheiro e ter controle sobre seu financeiro. Para isso, você pode baixar uma planilha gratuita de fluxo de caixa que disponibilizamos no Universidade VHSYS.

O que pode começar com um freela ocasional tem a possibilidade de crescer e se tornar um negócio bastante rentável. Nesses casos, para ter uma imagem de credibilidade diante dos clientes é preciso profissionalizar seu negócio. Isso envolve formalizar a empresa (seja como microempreendedor individual – MEI, empreendedor individual ou até uma microempresa), emitir notas fiscais e ter seus processos internos funcionando corretamente, evitando erros que possam atingir seu público ou prejudicar o futuro do seu empreendimento.

Para isso invista em um sistema de gestão empresarial online como o VHSYS. Com ele é possível emitir notas fiscais e boletos, realizar o fluxo de caixa, contas a pagar e receber, emissão de pedidos, cadastro de produtos, controlar o estoque e muito mais – tudo em mesmo software, sem instalar nada e com a praticidade de apenas alguns cliques.

Faça um teste gratuito com sistema VHSYS e torne sua atividade freelancer em uma empresa profissional!

Fique por dentro das ultimas novidades no ambiente empresarial

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Rosana Moraes
Sobre o autor
Rosana Moraes
Assistente de Marketing de Conteúdo na VHSYS. Formada em Jornalismo pela PUCPR, com especialização em Mídias Digitais pela Universidade Positivo.